Se você está acima do peso, você pode sentir-se ansioso para um emagrecimento rápido e eficaz. Embora a perda de peso rápida soa bem, não há razões para evitar perder muito, muito rapidamente. O consenso é que uma perda de peso lenta e constante vence a corrida. Perder 500 g a 1 kg por semana é uma recomendação comum. Perder peso em um ritmo lento e constante reduz o risco de efeitos colaterais indesejados e aumenta a probabilidade de que você vai ser capaz de mantê-lo, principalmente para quem tem já um diagnóstico de obesidade.

Alimentação saudável, exercícios físicos e acompanhamento médico

Não existe alimento milagroso para te emagrecer, nem exercícios para perda de peso rápido. A tríade alimentação saudável, exercícios físicos diários e acompanhamento médico é a forma que você tem para manter a perda de peso constante e manter um peso sem prejudicar sua saúde. Um profissional médico e um nutricionista serão responsáveis pelo equilíbrio apropriado para cada indivíduo entre a alimentação saudável e a quantidade e intensidade dos exercícios físicos em um verdadeiro treino para o emagrecimento com uma grande mudança de hábitos.

Quais os perigos para a saúde ao emagrecer rápido?

Dietas de emagrecimento rápido pipocam por toda parte. Mas a grande maioria delas vai te restringir de algum tipo de nutriente essencial para seu corpo. Se você se pergunta qual melhor dieta para emagrecer, só um nutricionista e um médico podem realmente te ajudar a criar uma dieta que funciona para você, de acordo com seus próprios gostos, preferências e necessidades.

E os malefícios que uma dieta para emagrecimento rápido pronta trazem são muitos.

Cálculos biliares podem se formar

Os cálculos biliares (pedras na vesícula biliar) são uma das complicações mais comuns da perda de peso rápida. Você tem uma chance maior de desenvolver cálculos biliares se você perder 3 quilos ou mais por semana do que se você perder peso lentamente. Os cálculos biliares são pedras sólidas feitas de colesterol que se formam em sua vesícula biliar, um órgão que armazena a bile para a digestão de gordura. Rápida perda de peso pode prevenir a vesícula biliar de esvaziar adequadamente ou causar um desequilíbrio em sais biliares e colesterol, causando a formação de cálculos biliares.

Pode danificar o fígado

O abuso de álcool não é o único fator que o coloca em risco de desenvolver um fígado ruim. Perder o excesso de peso muito rapidamente é um fator de risco para hepatite gordurosa não alcoólica. Embora o mecanismo exato não está claro, as rápidas mudanças nos níveis de gordura no sangue podem desempenhar um papel. A questão de fundo é: rápida perda de peso de 4 quilos ou mais por semana pode acabar prejudicando o seu fígado.

Seu metabolismo despenca

Perder muito peso chuta muito rapidamente o seu corpo para o modo de sobrevivência, onde faz algumas adaptações para diminuir o consumo de energia. Isso foi presenciado durante um experimento com pacientes obesos que perderam rapidamente uma grande quantidade de peso. Foi constatado que participantes experimentaram um declínio muito significativo na taxa metabólica de repouso, o que se refere à quantidade de calorias que você queima em repouso. A diminuição foi fora de proporção com a quantidade de peso perdido e persistiu após os participantes atingirem o seu peso ideal. Os pesquisadores concluíram esta diminuição significativa no metabolismo pode colocá-lo em risco de recuperar o peso perdido rapidamente.

Cuidados com dietas extremas

Nem para a perda, nem para o ganho de peso você tem que buscar resultados rápidos. Você tem que ser paciente! (Foto: www.fitsugar.com)

Poderia colocar o equilíbrio de fluidos fora de sintonia

Manter o equilíbrio de eletrólitos é fundamental para a sua saúde. Pelo menos inicialmente, quando você perde uma quantidade significativa de peso muito rapidamente, muito do que é constituído de água. Perda de fluido rápida pode perturbar o equilíbrio de minerais, pois o corpo passa a excretar sódio, a fim de livrar-se de água. Seus músculos, incluindo o músculo cardíaco, dependem do equilíbrio eletrolítico adequado. Eletrólitos transportam uma carga elétrica e desempenham um papel em ajudar a contração de músculos e seu coração bater adequadamente.

Massa gorda e hormônios de sinalização

Seus níveis de gordura corporal são diretamente proporcionais a um hormônio chamado leptina. Os níveis de leptina são monitorados pelo hipotálamo do cérebro. A leptina controla o apetite, modula o metabolismo e promove a queima de gordura. Se os níveis de gordura caem muito rapidamente, há uma queda rápida subsequente nos níveis de leptina. A rápida queda nos níveis de leptina irá desencadear a resposta de fome constante.

A resposta de fome

A resposta a fome é o termo usado para descrever o que acontece dentro do seu corpo, como resultado de quedas bruscas de leptina. Esta resposta provoca uma redução no seu gasto energético diário, diminuindo seu metabolismo, aumentando a fome e também levando à perda de força muscular para obter energia. Além disso, a resposta de fome trabalha para garantir que você recupera não só a gordura que você perdeu, mas também um pouco de gordura extra para protegê-lo de ataques similares de restrição alimentar. Isso resulta em um ciclo de perda de peso/ganho de peso muitas vezes referido como dieta iô-iô ou efeito sanfona., jogando pro alto todas aquelas dicas que você seguiu sobre como perder gordura abdominal e como perder gordura localizada.

Riscos para a Saúde

Dietas de muito baixa caloria, que resultam em perda de peso rápida são muitas vezes perigosamente baixo em nutrientes essenciais, incluindo vitaminas e minerais. A falta de vitaminas pode levar a uma série de problemas de saúde, incluindo a supressão do sistema imunológico e mau pele, cabelo e unhas. Deficiências minerais crônicas também podem ter efeitos a longo prazo sobre sua saúde. A falta de minerais essenciais pode levar a desequilíbrios de fluidos, arritmia cardíaca ou um batimento cardíaco irregular, cãibras musculares e perda de massa óssea.

Complicações psicológicas

Dietas de muito baixa caloria pode resultar em uma perda de peso inicial rápida, mas muitos acham que a fome severa associada a comer tão pouco alimento faz com que seja difícil de ficar com este tipo de programa de alimentação por longos períodos de tempo. Os níveis de fome podem se tornar tão graves que a pessoa que está tentando emagrecer cai em um ciclo de dieta/compulsão de comer. Isso pode levar a distúrbios como anorexia e bulimia. Uma dieta de muito baixa caloria pode ser também socialmente excludente, especialmente se os amigos e a família estão comendo normalmente.

Como ter uma perda de peso segura?

Para evitar a perda de peso muito rápido, a maioria dos especialistas em dieta concordam que uma redução moderada na ingestão de alimentos combinada com um aumento moderado da atividade física é o melhor. Ao comer menos 250 calorias por dia e praticar exercícios que resultam em 250 calorias extras sendo queimadas há uma perda líquida de 500 calorias por dia, ou 3.500 por semana. Isto irá resultar numa perda de peso de cerca de 500 g por semana, mas seu médico é quem pode avaliar isso com exatidão. Esta perda de peso lenta e gradual será sustentável, não vai desencadear a resposta de fome e não terá impactos negativos sobre a sua saúde. Aquela sopa para emagrecer rápido pode até fazer parte da sua dieta, desde que não seja a única coisa que você come durante o dia.

Você pode, hoje, procurar um nutricionista online para te ajudar. E a não ser que seu médico recomende, não use um remédio manipulado para emagrecer ou remédio para emagrecimento rápido. Estes remédios devem ser utilizados apenas em casos muito específicos de problemas graves de saúde.

Você já teve uma experiência com uma dieta de perda de peso rápido? Como foi? O que seu médico disse para você sobre a dieta? Compartilhe nos comentários suas experiências.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.