Quem cunhou o termo “mal necessário” pode ter pensado na dor ao criar o termo. Ninguém quer isso, mas é a maneira que o corpo tem para obter a sua atenção quando algo está errado. Você provavelmente está suficientemente em sintonia com seu corpo para saber quando a dor é apenas um incômodo, talvez o resultado de mover móveis ou o começo de exercícios. Mas algumas dores, como muitos já sabemos, podem ser sinais de coisas mais graves e não devemos ignorá-las.

Consultando especialistas, descobrimos as dores que você não pode deixar de lado ou achar que apenas um remédio caseiro bastará para resolver.

A pior dor de cabeça de sua vida

Procure imediatamente um médico. Se você tem um resfriado, pode ser uma dor de cabeça do seio da face, Mas você poderia estar tendo uma hemorragia cerebral ou tumor cerebral. Com toda a dor, a menos que você tenha certeza do que causou isso, faça o check-out.

Quando alguém diz que eles têm a pior dor de cabeça de sua vida, o que é ensinado na formação médica é de que é um sinal clássico de um aneurisma cerebral, sendo necessário urgente atendimento médico.

Dor ou desconforto no peito, garganta, mandíbula, ombro, braço, ou abdômen

Dor no peito pode ser pneumonia ou um ataque cardíaco. Mas esteja ciente de que as condições de coração geralmente aparecem como desconforto, não dor. Não espere pela dor. Pacientes cardíacos falam sobre pressão. Eles vão apertar a sua mão e colocá-la sobre o seu peito ou dizer que é como um elefante sentado em seus peitos.

O desconforto associado com a doença cardíaca pode também estar na parte superior do tórax, garganta, mandíbula, ombro esquerdo/braço esquerdo ou no abdômen e pode ser acompanhado por náuseas. Não há muita necessidade de preocupação para um jovem de 18 anos, mas se uma pessoa tem um desconforto inexplicável e persistente e sabe que são de alto risco, não devem esperar. Muitas vezes as pessoas deixam de lado porque eles interpretam isso como azia ou algum transtorno gastrointestinal.

O desconforto intermitente deve ser levado a sério também. Pode haver um padrão, como o desconforto relacionado à excitação, distúrbios emocionais, ou esforço. Por exemplo, se você experimenta quando você está fazendo jardinagem, mas ele vai embora quando você se senta, pode ser angina. Geralmente é pior no frio ou tempo quente.

Sinais de desconforto de uma mulher podem ser mais sutis. A doença cardíaca pode mascarar-se como sintomas gastrointestinais, como distensão abdominal, desconforto gastrointestinal, ou desconforto no abdômen. Também está associada à sensação de cansaço. Risco de doença cardíaca aumenta dramaticamente após a menopausa.

Cuidado com dores pelo corpo

Dores pelo corpo não são simples. Devem sempre ser interpretadas como complexas mensagens do seu corpo dizendo que algo está errado e precisa ser identificado. (Foto: anatomyinmotionapp.tumblr.com)

Dor na parte inferior das costas ou entre as omoplatas

Na maioria das vezes, é a artrite. Outras possibilidades incluem um ataque cardíaco ou problemas abdominais. Um perigo é a dissecção da aorta, que pode aparecer tanto como uma dor irritante quanto dor súbita. Pessoas que estão em risco têm condições que podem alterar a integridade da parede dos vasos. Estas incluem pressão alta, histórico de problemas de circulação, tabagismo, e diabetes. Pode também ser sinal de uma protrusão discal, quando parte do disco gelatinoso entre as vértebras se desloca com ou sem perda de líquido, ou hérnia de disco, ambos os casos tratáveis com fisioterapia, pilates ou Ioga, desde que acompanhado por um profissional de saúde.

Fortes dores abdominais

Ainda tem o seu apêndice? Não flerte com a possibilidade de uma ruptura. Problemas da vesícula biliar e pâncreas, úlceras estomacais, e bloqueios intestinais são algumas outras possíveis causas de dor abdominal que precisam de atenção. A exemplo, tive um amigo que morreu porque o médico dele interpretou uma dor de estômago como normal, enquanto na verdade meu amigo estava tendo a ruptura de uma úlcera. Persista em um diagnóstico mais profundo ao médico, mesmo que ele tenha certeza de que é algo simples.

Dor na panturrilha

Um dos perigos menos conhecidos é a trombose venosa profunda (TVP), um coágulo de sangue que pode ocorrer em veias profundas da perna. Ela afeta mais 2 milhões de norte americanos por ano, e pode ser fatal. O perigo é que um pedaço do coágulo pode se soltar e causar embolia pulmonar (um coágulo nos pulmões), que pode ser fatal. Câncer, obesidade, imobilidade devido ao repouso prolongado na cama ou viagens de longa distância, gravidez e idade avançada são alguns dos fatores de risco. Às vezes há apenas inchaço sem dor. Se você tem inchaço e dor nos músculos da panturrilha, consulte um médico imediatamente.

Pés ou pernas com ardência

Quase um quarto dos 23 milhões de norte americanos que têm diabetes não são diagnosticados. Os números tendem a ser ainda piores no Brasil. Em algumas pessoas que não sabem que têm diabetes, neuropatia periférica pode ser um dos primeiros sinais, caracterizada por uma sensação de queimação ou alfinetes e agulhas nos pés ou pernas que podem indicar danos nos nervos.

Dores vagas, combinadas ou inexplicáveis

Vários sintomas físicos dolorosos são comuns na depressão. Os pacientes têm queixas vagas de dores de cabeça, dor abdominal ou dores nos membros, por vezes em combinação.

Como a dor pode ser crônica e não terrivelmente debilitante, pessoas deprimidas, suas famílias e profissionais de saúde podem deixar de lado os sintomas. Além disso, quanto mais deprimido você for, mais dificuldade você tem em descrever seus sentimentos. Tudo isso pode levar o médico ao erro.

Outros sintomas devem estar presente antes do diagnóstico da depressão pode ser feito. Obtenha ajuda quando você perdeu o interesse em atividades, você é incapaz de trabalhar ou pensar de forma eficaz, e você não pode se dar bem com as pessoas. E o mais importante é não sofrer em silêncio quando você está mal. Inclusive, em muitos casos, a depressão pode ser causada por danos cerebrais ou até tumores.

Não deixe as dores para mais tarde. Preocupe-se o quanto antes e busque tratamento antes que seja tarde demais.

Você já teve problema com dores desconhecidas? Qual foi a surpresa ao investigar a origem das dores? Compartilhem suas histórias e vamos deixar mais pessoas informadas sobre a importância das dores para o diagnóstico de problemas mais graves.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.