Obter um diagnóstico preciso para o seu filho pode ser um desafio. Vários fatores contribuem para esse desafio, sendo os principais em bebes e crianças pequenas, que não sabem falar sobre seus sintomas ou descrever suas dores e sofrimentos. Saber como crianças e bebes se expressam com seus problemas de saúde pode te ajudar na hora de fazer um diagnóstico de problemas de saúde para seu pequeno ou pequena.

Sintomas em crianças e bebes

Muitas vezes, bebes e crianças vão a comportamentos extremos e mudanças dramáticas, que podem mudar e se desenvolver em várias direções ao longo do tempo. Crianças e bebes passam por mudanças rápidas de desenvolvimento em seus cérebros e corpos à medida que envelhecem e os sintomas podem ser difíceis de entender no contexto dessas mudanças. As crianças podem não ser capazes de descrever de forma eficaz os seus sentimentos ou pensamentos, tornando difícil entender o que realmente está acontecendo com eles. Principalmente bebes, eles vão descrever seus sintomas geralmente com boas doses de choros. Muitas vezes, é até difícil de acessar um profissional de saúde qualificado para fazer uma avaliação global por causa da escassez de profissionais para crianças.

Como identificar sintomas no meu bebe ou minha criança?

Apesar destes desafios, ainda há médicos, principalmente pediatras, que podem ajudar seu filho a obter um diagnóstico preciso e, finalmente, receber o tratamento, suporte e serviços mais eficazes. E antes de ir ao médico, você pode ajudar, com técnicas usadas há décadas por mães e pais corujas desejando a melhor saúde a seus filhotes. Também é bom entender o processo de diagnóstico em bebes e crianças, principalmente para controlar a ansiedade.

Manutenção de registros médicos do bebe

Organize e mantenha registros precisos relacionados com a história emocional, comportamental, social e de desenvolvimento do seu filho. Os registros devem incluir observações da criança em casa, na escola e na comunidade. Eles devem ser compartilhados com o médico da criança para ajudar a fazer um diagnóstico. Os registros devem conter as seguintes informações:

  • Principais sintomas, comportamentos e emoções que preocupem;
  • A lista dos pontos fortes da criança;
  • A história do desenvolvimento de quando a criança falou primeiro, andou, e desenvolveu habilidades sociais;
  • A história da família completa de doenças e uso de medicamentos para problemas de saúde;
  • Desafios que a criança está enfrentando na escola, no desenvolvimento de habilidades sociais, com marcos de desenvolvimento, com os comportamentos, e com as emoções;
  • Os momentos do dia ou do ano, quando a criança é mais desafiada;
  • Intervenções e apoios que têm sido usados para ajudar a criança e sua eficácia, incluindo a terapia, medicação, serviços residenciais ou comunitários, hospitalização, e mais;
  • Configurações que são mais difíceis para a criança (ou seja, escola, casa, situações sociais);
  • Quaisquer alterações importantes ou tensões na vida da criança (divórcio, a morte de um ente/amigo querido, etc);
  • Os fatores que podem agir como gatilhos ou agravar comportamentos ou emoções da criança;
  • Instabilidade de humor significativa ou padrões de sono disruptivos.

Famílias conhecem o seu filho melhor e sua experiência é fundamental para garantir um diagnóstico preciso para o seu filho, seja ele ainda um bebe que não fala ou uma jovem criança que já está falando pelos cotovelos.

Ajuda de pediatra no diagnóstico

Um bom pediatra será sempre seu melhor aliado na hora de identificar os problemas de saúde em seu bebe. (Foto: www.lifemartini.com)

Exame físico completo no bebe

Para fazer um diagnóstico preciso, é importante iniciar o processo com um pediatra. Um exame físico completo deve ser feito para descartar outras condições físicas que podem estar causando os sintomas em uma criança. Pode parecer exagero, mas um simples exame médico com o toque, por exemplo, na barriga, pode diagnosticar um problema de gases ou cólicas duradouro.

Co-ocorrência de condições de saúde em crianças e bebes

A criança deve ser avaliada por condições co-ocorrentes, como dificuldades de aprendizagem, problemas de integração sensorial, e outras doenças físicas ou mentais, que podem causar problemas de comportamento ou desempenho escolar. Se você suspeitar que uma condição co-ocorrente está afetando a capacidade da criança de aprender, peça aá escola para realizar uma avaliação psico-educacional, mesmo que seja uma creche para crianças abaixo de 3 anos.

Especialistas em saúde infantil

Após outras condições físicas e dificuldades de aprendizagem serem avaliadas, é hora de encontrar-se com um profissional de saúde qualificado. Médico de cuidados primários do seu filho podem ser capazes de encaminhá-los para um profissional especialista para o problema de seu pequeno.

O processo de diagnóstico e de avaliação de um bebe ou criança

Uma ferramenta de diagnóstico médica, como um exame de sangue, ressonância magnética, ou raios-x, irão diagnosticar problemas em bebes. Esse diagnóstico do seu filho deve ser feita com base na observação e avaliação profissional, com informações fornecidas pela família e outros especialistas. Esta avaliação deve incluir um olhar abrangente em todos os aspectos da vida do seu filho na escola, com a família, com os amigos, e na comunidade. Isso significa também anotar tudo que seu bebe passou, os remédios e soluções que aliviaram os problemas, o histórico escolar da criança dado pelos professores e todos os profissionais envolvidos com o bebe ou criança. Um diário de desenvolvimento pode ajudar muito na hora de identificar problemas que tem duração de mais longo prazo.

Demora no diagnóstico do bebe ou da criança

Pode demorar várias visitas a um pediatra antes de um diagnóstico ser feito. O diagnóstico pode também mudar à medida que novos sintomas surgem ou sintomas existentes mudam. Um diagnóstico deve ser confirmado ao longo do tempo e assim, uma comunicação permanente de mão dupla entre o pediatra e a família é necessária para rastrear e monitorar a condição da criança/bebe e o progresso. As famílias não devem hesitar em procurar uma segunda opinião, se eles não estão confiantes na avaliação do seu filho e do processo de diagnóstico.

Intervenções eficazes e resultados no tratamento de bebes e crianças

Se um diagnóstico continua a mudar ou não pode ser alcançado de imediato, ainda é importante se concentrar em intervenções eficazes para tratar os sintomas da criança. O objetivo deve ser o de alcançar os resultados que são mais importantes para a criança e família. Porém, é importante que os pais sejam um pouco resistentes à tratamentos invasivos, como cirurgias ou medicamentos mais pesados, como antibióticos. Sempre tente pedir ao médico para esgotar as opções menos pesadas antes de ir para as últimas consequências.

Trabalhando com a creche, escola e todas as pessoas envolvidas com seu pequeno/pequena

Você deve considerar o encontro do seu bebe ou criança com outras pessoas para discutir o que tem acontecido com ele. As famílias devem trabalhar com todos aqueles envolvidos na criação do pequeno ou pequena para identificar intervenções eficazes, soluções e apoios que promovam comportamentos positivos, desempenho acadêmico, e evite/amenize os problemas de saúde. As famílias devem pedir ao pedriatrapara identificar as intervenções que podem ser usadas na escola e em casa para ajudar a adquirir comportamentos positivos e bom desempenho acadêmico.

Opções de serviços e apoio

Pergunte ao pediatra do seu filho para recomendar intervenções eficazes que podem ajudar seu filho a lidar com os sintomas e desenvolver as habilidades necessárias para, finalmente, levar uma vida plena e produtiva. Isso vale, principalmente, para crianças que tem problemas como alergias ou distúrbios como TDAH, com os quais eles terão que conviver pelo resto de suas vidas.

Vídeos

Muitos vídeos, como o que postamos abaixo sobre o diagnóstico do autismo, podem te ajudar a entender e observar melhor os sintomas em seu bebe. É só pesquisa pelo sintoma e você pode ser direcionado diretamente à história de alguém que teve problemas semelhantes ao do seu filho/filha.

A Importância da família no diagnóstico do bebe ou da criança

Nunca subestime a importância de trabalhar com outras famílias. Há muitas famílias experientes que andaram a pé e estão felizes em compartilhar sua sabedoria e experiência com outros que estão tentando garantir um diagnóstico preciso e serviços eficazes para o seu filho. Para algumas crianças, ter um diagnóstico é assustador e eles podem ser resistentes a aceitá-lo. Outros são aliviados ao saber que o que está acontecendo com eles é causado por uma doença, que eles não estão sozinhos e que existem opções de tratamento que podem fazê-los sentir e fazer melhor

É importante encontrar maneiras de usar os pontos fortes e os interesses de seu filho para ajudá-la a lidar com os sintomas difíceis. Os benefícios são frequentemente derivados de exercício aeróbico, artes marciais, música e arte: que for preciso para fornecer o seu filho uma forma terapêutica. O diagnóstico é uma peça de um quebra-cabeça muito maior.

Finalmente, existem sites em que você pode listar os sintomas de seu pequeno e encontrar várias dicas de sintomas subjacentes para pesquisar e entender o que está acontecendo.

Se você tem dicas de como diagnosticar os problemas de saúde de seu bebe ou filho, compartilhe conosco nos comentários abaixo. Toda ajuda é bem vinda!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.