No artigo de hoje nós vamos tratar de assunto importante e que causa muita dor de cabeça em vários lares de nosso Brasil. Certamente se você não passou por isso em sua casa, já deve ter escutado de alguém que sofreu com alergia a leite de vaca ou seus derivados.

Você deve saber que a intolerância à lactose é apenas uma dificuldade do intestino digerir o açúcar do leite, esta intolerância não provoca alergia e deve ser tratada de forma diferente de quem tem alergia ao leite de vaca.

ALERGIA

Observe bem todas as causas, como detectar e como agir no caso de existir alergia a lactose.

A alergia ao leite de vaca é bem comum em crianças e em grande parte dos casos são os bebês que apresentam isso com mais freqüência. Os adultos raramente apresentam este tipo de alergia a proteína do leite de vaca.

Sintomas

  • Vômitos
  • Cólicas
  • Diarréia
  • Dor abdominal
  • Prisão de ventre
  • Presença de sangue nas fezes
  • Perda de peso
  • Dermatites: Mancha vermelha na pele, em alguns casos acontece descamação e até aparecimento de pequenas bolhas.
  • Problemas respiratórios: Asma, chiado no peito e também rinite.

Você deve ficar bem atendo, pois qualquer um dos sintomas pode ocorrer em poucos minutos ou até mesmo dias depois da ingestão do leite de vaca ou de derivados.

Como saber se estou com alergia ao leite de vaca?

Um dos sintomas de alergia a lactose

Como diagnosticar?

Você deve procurar um médico e ele fará o acompanhamento completo. Existem alguns exames que podem ajudar o diagnóstico, mas a maneira mais utilizada pelos médicos é a reação do paciente ao ingerir o leite de vaca. Também é feito o mesmo processo com a retirada do leite e seus derivados, esta é a maneira mais precisa para detectar se os sintomas estão sendo causados pela lactose.

Precauções

A mãe deve sim amamentar o filho no peito, o leite materno é algo indispensável na vida da criança e jamais deve ser dispensada. Nestes casos, a mãe deve ter muito cuidado e fazer uma dieta bem controlada, ela deve retirar o leite de vaca e também todos os outros derivados.

Se a criança que apresentou esta alergia não estiver mais mamando no peito, ela deve receber uma dieta especial com a exclusão total do leite de vaca e de seus derivados.

Você deve ficar bem atento e cuidar bem nos primeiros meses de vida do bebê. Dados comprovam que 50% dos casos de bebês com alergia à proteína do leite de vaca, estão totalmente curados após completarem 1 ano de vida. Com a chegada dos 3 anos de vida, este número de crianças curadas totalmente sobe para 90% e a partir daí eles podem ingerir naturalmente o leite de vaca e seus derivados.

Intolerância

Como citamos anteriormente existe alergia e intolerância ao leite de vaca, apesar dos sintomas serem muito parecidos, você vai aprender que a forma de tratar é bem diferente.

Estes casos são muito mais freqüentes em adultos e raramente existem crianças que apresentam esta intolerância.

Como saber se o bebê tem alergia ao leite de vaca?

Como agir se o bebê tem alergia ao leite de vaca?

Sintomas

  • Diarréia
  • Cólicas
  • Barriga inchada
  • Náuseas

Estes sintomas podem aparecer minutos após ingerir o leite de vaca ou até mesmo horas depois.

Como diagnosticar?

Você deve procurar o médico e ele vai observar os sintomas e em alguns casos vai pedir alguns exames específicos para confirmar o quadro de intolerância a lactose.

Precauções

Como foi dito no artigo, são raros os casos de intolerância em bebês e crianças, mas eles existem e são bem simples de ser controlados. Você que estiver amamentando o bebê ainda no peito deve continuar normalmente, pois são raríssimos os casos de bebês que apresentam rejeição ao leito materno.

As crianças que não mamam no peito mais podem sim ingerir leite de vaca, mas isso deve acontecer em pequena quantidade e não com muita freqüência. Os alimentos derivados de pouco leite também podem ser ingeridos, mas deve-se observar a incidência e quantidade também.

Os adultos que apresentam esta intolerância vão continuar com este problema por toda a vida. No caso dos bebês e crianças que apresentarem este quadro, certamente após algum tempo eles vão estar totalmente curados e poderão consumir leite e derivados após este período.

Estamos chegando ao final deste artigo, certamente você vai sair daqui sabendo a diferença entre a alergia e a intolerância a lactose, além de aprender como cuidar e evitar problemas maiores não é mesmo? Estamos nos despedindo agora e queremos que vocês continuem visitando o nosso site e acompanhando os nossos artigos!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.