O teste Rorschach é um teste psicológico projetivo composto por 10 manchas de tinta impressas em cartões (cinco em preto e branco, cinco em cores), criado em 1921 por Hermann Rorschach. Durante os anos 1940 e 1950, o teste era sinônimo de psicologia clínica. Durante grande parte do século 20, o teste da mancha de tinta de Rorschach foi um teste psicológico comumente utilizado e interpretadoApesar de seu uso generalizado, é também o centro de muita controvérsia. Tem muitas vezes provado ser difícil para os pesquisadores estudarem o teste e os resultados de qualquer maneira sistemática e o uso de múltiplos tipos de sistemas de pontuação para as respostas dadas a cada mancha de tinta leva a alguma confusão.

História do teste de Rorschach

Hermann Rorschach não deixou claro de onde ele tirou a ideia do teste. No entanto, como a maioria das crianças de sua época, muitas vezes ele jogou o jogo popular chamado Blotto (Klecksographie), que envolvia a criação de associações de poemas ou jogar charadas com manchas de tinta. As manchas de tinta poderiam ser compradas facilmente em muitas lojas na época. Pensa-se também que um amigo pessoal e professor, Konrad Gehring, pode também ter recomendado o uso de manchas de tinta como uma ferramenta psicológica.

Quando Eugen Bleuler cunhou o termo esquizofrenia em 1911, Rorschach se interessou e escreveu sua dissertação sobre alucinações. Em seu trabalho sobre pacientes com esquizofrenia, Rorschach, inadvertidamente, descobriu que eles responderam de forma bem diferente para o jogo Blotto do que outros. Ele fez um breve relato deste achado para uma sociedade psiquiátrica local. Tempos depois, ele usou cerca de 40 manchas de tinta em seus estudos originais em 1918 até 1921, mas ele iria administrar apenas cerca de 15 deles regularmente para seus pacientes. Finalmente, ele coletou dados de 405 indivíduos (117 não-pacientes, que ele usou como seu grupo de controle). Seu método de pontuação minimizou a importância do conteúdo, enfocando como classificar as respostas pelas suas características diferentes. Ele fez isso através de um conjunto de códigos (agora chamados de pontuação) para determinar se a resposta estava falando de toda a mancha de tinta (W), por exemplo, um grande detalhe (D), ou um detalhe menor. F foi usado para marcar a forma da mancha de tinta, e C foi usado para marcar se a resposta incluia a cor.

O teste de Rorschach da mancha de tinta não foi originalmente destinado a ser uma medida projetiva de personalidade. Em vez disso, ele foi concebido para produzir um perfil de pessoas com esquizofrenia (ou outros transtornos mentais) com base em frequências de pontuação. Rorschach mesmo era cético em relação a seu teste a ser utilizado como uma medida projetiva.

O Rorschach é, em seu nível mais básico, uma tarefa de resolução de problemas que fornece um retrato da psicologia da pessoa a tomá-lo, e um certo nível de conhecimento do passado da pessoa e do comportamento futuro. A imaginação é mais freqüentemente envolvida no embelezamento de uma resposta, mas o processo básico da tarefa tem pouco a ver com a imaginação ou criatividade.

Teste de Rorschach: como funciona?

Uma pessoa é mostrada uma mancha de tinta impressa em um cartão e perguntado: “O que pode ser isso?” As respostas são geralmente registradas de forma escritas ou gravadas porque elas serão mais tarde marcadas pelo psicólogo após uma pessoa fazer o teste de Rorschach. O examinado passará por algumas fases durante o teste Rorschach, analisando e descrevendo as imagens que são apresentadas.

Paciente e psicólogo no teste de Rorschach

Teste de Rorschach pode dizer muito sobre uma pessoa. Imagem: Getty Images

A pontuação do teste de Rorschach

A pontuação do teste da mancha de tinta de Rorschach é complexa e exige treinamento e experiência extensiva na administração do teste. Somente os psicólogos são devidamente treinados e têm a experiência necessária para interpretar corretamente os resultados dos testes. Portanto, qualquer genérico “teste da mancha de tinta”, que você pode tomar um teste de rorschach online, um teste de rorschach que você faz o download ou administrada por outro profissional pode ser de pouca utilidade ou validade. O profissional qualificado, o psicólogo, analisará todos os dados interpretados pelo paciente através das manchas de tinta, bem como tudo que foi respondido nos formulários do teste. A forma mais popular e eficiente de como a pontuação é auferida pelo Rorschach é chamado de Sistema de Pontuação Exner.

Teste de Rorschach: Interpretação

Uma vez que as respostas de cada cartão foram devidamente analisadas e avaliadas por um psicólogo, um relatório interpretativo é formulado com base na pontuação das respostas. O relatório interpretativo procura integrar os resultados de todas as respostas no teste, com todos os detalhes possíveis. Até o estresse e tensão são considerados, para que o resultado final não considere o nervosismo do teste. E vale lembrar que não há respostas corretas ou erradas em uma interpretação do Rorschach. O que está sendo avaliado é o indivíduo, de forma global, em todos os aspectos de seu consciente e insconsciente.

Considerações finais sobre o teste de Rorschach

O Rorschach não é uma visão mágica na alma de uma pessoa. Ao pedir às pessoas para expressar o que eles vêem em um simples conjunto de dez manchas de tinta, as pessoas muitas vezes podem mostrar um pouco mais de si do que seu eu consciente pode ter pretendido, levando a melhores insights sobre as motivações subjacentes de problemas e comportamentos atuais da pessoa. Você pode encontrar com facilidade o teste de Rorschach e imagens online, detalhes melhores sobre o teste de rorschach em pdf e o teste de rorschach em português com uma pesquisa simples na web. Mas faça isso só como uma consulta rápida, não como um meio de se avaliar: isso só pode ser feito por um profissional. Além disso, o propósito deste artigo é apenas informativo, sem a divulgação de dicas

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.