Os óleos essenciais são essências provenientes de diferentes partes de plantas, incluindo cascas, folhas, frutos e flores. Os óleos são usados ​​de várias maneiras, como em produtos para cuidados da pele, culinária e aromaterapia. Existem centenas, se não milhares, de óleos essenciais disponíveis, principalmente para quem quer fazer seus próprios óleos essenciais em casa. Felizmente, há algumas opções ​​que cobrem a maior parte de suas necessidades e podem ser facilmente encontrados em lojas ou feitos em casa, dependendo das suas necessidades e dos usos que quer dar aos óleos essenciais. Não se esqueça: só use os óleos essenciais após se consultar com um médico, principalmente se você optar por ingerir ou acrescentar os óleos em receitas culinárias.

Óleo essencial de Lavanda

Lavanda é um dos óleos essenciais mais populares, usado desde tratamentos para pele até odorizador de ambientes. Lavanda promove descanso e relaxamento, especialmente quando inalado. Ele também tem propriedades anti-sépticas e anti-inflamatórias, tornando-se um bom remédio para acne, eczema e outros problemas de pele.

Óleo essencial de Camomila

O óleo de camomila têm propriedades calmantes, para tratar a irritação mental, impaciência e TPM. É também eficaz no tratamento da pele irritada, além de promover a saúde digestiva e poder ajudar a acalmar uma dor de estômago.

Combinando materiais para óleos essenciais

Combinações podem e devem ser feitas para óleos essenciais diferentes e para as mais diversas finalidades! (Foto: www.essentialoilsfromplants.com)

Óleo essencial de Eucalipto

O óleo de eucalipto tem um aroma forte distinto e pode ser utilizado para tratar uma variedade de doenças, incluindo dores de cabeça, sintomas de gripe e dores musculares. Quando usado em um vaporizador, o óleo pode ajudar a abrir as vias aéreas e aliviar a tosse, espirros e outros sintomas respiratórios. Para aliviar dores, adicione algumas gotas de óleo durante uma massagem ou banho de água. O eucalipto pode ser fatal se ingerido, mesmo em quantidades muito pequenas, e pode causar reações alérgicas quando usado topicamente. Também não deve ser usado por pessoas com doenças cardíacas, pressão alta ou epilepsia.

Óleo essencial de Hortelã

É um grande estimulador mental quando inalado, promovendo a clareza e melhorando o foco. Ele também faz maravilhas em dores de cabeça e desconforto no estômago. Pode ser irritante para a pele e deve ser mantido longe dos olhos.

Óleo essencial de Rosa

Devido ao processo de extração difícil, pode ser bem caro. Pode levar até 60 mil rosas para produzir um grama de óleo de rosa. Ele é recomendado para o tratamento de eczema, depressão, estresse e sintomas da menopausa e disfunção sexual.

Cuidados com os óleos essenciais

Nunca aplique um óleo essencial puro diretamente na sua pele. Os óleos essenciais são extremamente potentes na sua forma não diluída, e precisam de ser adicionados a um óleo diluente, tal como o óleo de amêndoa ou azeite. Você não deve ingerir óleos essenciais. Se você sofre de uma condição médica pré-existente, verifique com seu médico antes de usar óleos essenciais, já que alguns podem interagir com medicamentos. As mulheres grávidas e crianças pequenas não devem usar óleos essenciais, a menos que sob a orientação de um profissional médico.

Como fazer seu próprio óleo essencial?

O material vegetal que você usa deve ser limpo e livre de pesticidas, herbicidas, fungicidas e outros produtos químicos. O produto final pode não ser tão potente quanto os óleos essenciais comprados em lojas. Você pode usar materiais vegetais frescos ou secos. Você pode usar ervas, especiarias, pétalas de flores, ou cascas de frutas cítricas. Guarde sempre os óleos essenciais em recipientes de vidro escuro em um lugar fresco e escuro. Todos os métodos abaixo descritos tem doze meses de validade.

Métodos para fazer óleos essenciais

Método 1 – Coloque o material vegetal em uma panela de barro cheia de água destilada. Cozinhe em fogo baixo por 24 horas. Deixa a panela aberta e deixe-a descansar por uma semana. Recolha o óleo da superfície da água e coloque-o em um recipiente de vidro escuro. Cubra com um pedaço de pano e deixe descansar por uma semana para evaporar toda a água extra.

Método 2 – Coloque material vegetal moído em um saco de algodão ou linho. Amarre e coloque-o em uma panela de água destilada. Ferva a água e cozinhe lentamente por 24 horas. Recolha o óleo da superfície da água (você pode ter que apertar o saco) e coloque em um recipiente de vidro escuro. Cubra com um pedaço de pano e deixe descansar por uma semana para evaporar toda a água extra.

Método 3 – Preenche uma grande garrafa de vidro com azeite de oliva (ou amêndoa, jojoba, etc) pela metade. Encha o restante com tanto material vegetal quanto possível dentro da garrafa. Tampe e deixe em um local fresco e escuro por 24 horas. Sacuda bem. Depois de três dias, coe e coloque o líquido em um recipiente de vidro escuro. Se cheiro não é forte o suficiente, adicione mais material vegetal e repita o processo.

Método 4 – Misture 15 gramas de material vegetal em 2 xícaras de azeite de oliva (ou amêndoas, jojoba, etc). Cozinhe em panela de barro em fogo baixo por cerca de 6 horas. Coe a mistura e coloque o líquido em um recipiente de vidro escuro.

Método 5 – Coloque 1 colher de sopa de material vegetal, 1/2 xícara de azeite de oliva (ou amêndoa, jojoba, etc) e 1/2 colher de chá de vinagre branco em uma pequena garrafa tampada. Coloque em um lugar quente (janela ensolarada) durante três semanas. Agite bem duas vezes ao dia. Coe a mistura e coloque o líquido em um recipiente de vidro escuro.

Método 6 – Mergulhe material vegetal em um frasco de álcool por duas semanas com tampa. Derrame em um recipiente grande. Permita que o álcool se evapore. Recolha o óleo restante no recipiente e coloque em um recipiente de vidro escuro.

Divirta-se fazendo seus próprios óleos essenciais e compartilhe nos comentários! Você pode fazer misturas de ervas que ficarão cheirosas e eficientes para vários tratamentos. Porém, somente use os óleos essenciais após uma conversa com seu médico.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.