Azeite de oliva. Óleos de Canola, Milho, Coco, Linhaça e até de Amendoim. Existem dezenas de óleos de cozinha que você pode usar para preparar seus pratos favoritos, molhos e sobremesas. Mas qual é o melhor?

Bem, muitos consumidores de azeite de oliva reduzem o risco de acidente vascular cerebral, de acordo com uma análise recente com mais de 7600 pessoas realizada por pesquisadores franceses. Pessoas que usaram azeite para cozinhar assim como “tempero” para o pão reduziram o risco de derrame em 41 por cento quando comparados com aqueles que nunca usaram azeite, de acordo com o estudo.

Outra pesquisa mostrou que o consumo moderado de azeite definido como 2 colheres de sopa de azeite por dia pode melhorar a saúde do coração, reduzindo o colesterol LDL.

Azeite é saudável, mas cuidado com as calorias

Então, é a reputação saudável do azeite merecida? Sim, mas há um problema: as calorias.

Além de sua associação com a saúde do coração, o azeite também é uma grande fonte de antioxidantes que previnem o câncer. Mas só porque o azeite é saudável para você não significa que você deve usá-lo em quantidades ilimitadas.

O azeite tem 120 calorias por colher de sopa, que as pessoas tendem a esquecer que quando colocam sobre saladas ou em um pedaço de pão. Nós nos sentimos como ser saudável apenas derramá-lo, mas isso pode transformar sua salada de 50 calorias em uma salada de 350 calorias, e isso não é bom.

Se você está preocupado com consumir muito, mas não quer sacrificar o sabor, basta procurar por um óleo mais pesado. Quanto mais escuro o azeite, quanto mais intenso o sabor. Como com qualquer óleo, a palavra “light” no rótulo não significa que o óleo engorda menos. Azeite light é mais leve na cor e no sabor, mas tem o mesmo número de calorias.

Azeite de oliva

Mais saboroso, mais saudável porém, mais calórico: esse é o azeite de oliva. (Foto: wwrl1600.com)

Que os óleos são os melhores para cozinhar?

O azeite de oliva não é apenas saudável, mas também é ótimo para cozinhar. Todos os óleos ou são ricos em ácidos graxos monoinsaturados ou ácidos graxos poliinsaturados. Isso faz uma diferença enorme quando se trata de cozinhar. Os monos, como azeite de oliva e canola, quebram em temperaturas mais altas do que os polis, que podem entrar em jogo, se você está grelhando, refogando ou colocando no microondas.

E óleos, mesmo os saudáveis, como o azeite, podem se tornar tóxicos quando eles quebram, causando congestionamento das artérias e doenças articulares. Então você quer cozinhar com os óleos monoinsaturados que decompõem a temperaturas mais elevadas.Se o próprio óleo começa a soltar fumaça, é quente demais.

O óleo de canola é bom, óleos de milho e de coco ruins

O óleo de canola é uma alternativa saudável e menos dispendiosa para o azeite. A estrutura química é muito próxima ao do azeite de oliva, e é mais barato, além de trazer benefícios para a saúde que também são semelhantes ao azeite de oliva, um pouco menos saboroso, entretanto. Óleos como nozes e amêndoa, são saudáveis ​​(embora geralmente mais caros). Você deve mesmo é evitar o óleo de milho e soja, que são mais baratos, e por isso comumente usados para cozinhar. Mas se degradam a uma temperatura muito mais baixa do que o azeite de oliva. Óleo de coco também é uma armadilha. Fuja deles e incremente melhor sua cozinha com óleos mais saudáveis e agradáveis para uma melhor nutrição.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.