Os hormônios são um tipo de molécula que se origina nas glândulas endócrinas. Eles influenciam muito o processo de crescimento e desenvolvimento, metabolismo e função sexual. O funcionamento correto dos hormônios é vital para o bem-estar físico e emocional das pessoas. Os níveis hormonais corretos também influenciam o humor. Eles funcionam como mensageiro que se comunica com o resto do corpo através da corrente sanguínea, iniciando mecanismos necessários (como o metabolismo) e regulando outros (como a função sexual). Vamos conhecer alguns dos tipos principais de hormônios no organismo.

tipos de hormônios e suas funções: oxitocina

Dentro dos diferentes tipos de hormônios, é provável que você esteja familiarizado com o hormônio oxitocina, pois também é conhecido como o “hormônio do nascimento”. Entre suas funções, ele ajuda a regular os comportamentos adaptativos do Sistema Nervoso Central, como comportamentos sociais e padrões de funcionamento sexual. Além disso, é responsável pelos movimentos de contração e relaxamento das fibras musculares lisas (como as encontradas no útero), por isso é fundamental para o processo de nascimento e na produção de leite materno. Uma vez que é também um neurotransmissor, suas funções vão além, e esse hormônio está envolvido no comportamento do apego materno, aprendizagem e memória, e relações paterno-filiais.

A oxitocina se origina em uma parte do cérebro chamada hipotálamo e, a partir daí, vai para a pituitária, que é responsável por sua secreção. Quando a oxitocina está sendo produzida ou regulamentada de forma errada, ela está relacionada a vários distúrbios, como depressão, esquizofrenia e diferentes transtornos de ansiedade, pois é um elemento-chave na regulação do estresse. O autismo está associado a baixos níveis de produção de oxitocina.

Embora a oxitocina não esteja fisicamente presente em nenhum alimento, vários estudos confirmam que certos alimentos promovem sua produção. Alimentos como chocolate e várias especiarias como erva-doce, salsa, hortelã ou alecrim ajudam na produção desse hormônio.

Hormônios no organismo

Conhecendo melhor os hormônios é possível entender seus efeitos sobre nosso organismo e trabalhar para que eles sejam mais positivos do que negativos. (Foto: Man Repeller)

Tipos de hormônios masculinos: testosterona

A testosterona nos tipos de hormônios é um hormônio sexual responsável pelo desenvolvimento de características físicas masculinas típicas. Estas características são cabelo, altura, desenvolvimento de órgãos sexuais e produção de esperma. Embora as mulheres também produzam testosterona, elas fazem isso em quantidades muito pequenas. A principal função da testosterona é o desejo sexual regular e a produzir o esperma, tornando-a vital para o processo reprodutivo. No feto, a testosterona é essencial para a formação dos órgãos genitais primários e secundários.

A testosterona é secretada pelas glândulas adrenais, nos testículos do homem e nos ovários na mulher. Enquanto isso, a glândula pituitária é responsável pela sua regulamentação.

Quando existem baixos níveis de testosterona no organismo, várias doenças, como obesidade, diabetes, osteoporose, depressão e disfunção erétil podem aparecer. Se existe um alto grau de testosterona nas mulheres, pode produzir vários problemas, tais como transtorno de andrógenos, pelos excessivos do corpo, acne, agressividade, perda do ciclo menstrual entre outros.

Para aumentar naturalmente os níveis de testosterona no corpo é recomendado o consumo de atum, ovos, leite, frutos do mar e ostras, carne vermelha e carboidratos de substituição para frutas e vegetais. Além disso, o consumo de feijão verde também é benéfico devido ao seu elevado teor de zinco, diretamente relacionado à testosterona.

Tipos de hormônios e funções: adrenalina

A adrenalina tem uma função dupla no nosso corpo: por um lado, é um neurotransmissor e, por outro lado, é parte dos tipos de hormônios, também conhecido como “hormônio de ativação”. Entre suas principais funções está a sobrevivência. A adrenalina é a que nos permite alertar para qualquer perigo e desencadeia os comportamentos necessários em caso de resposta de luta ou de fuga. Os efeitos que produz no corpo são variados, desde o aumento da pressão arterial a pupilas dilatadas e aumento da frequência cardíaca, etc.

A adrenalina é produzida nas glândulas supra-renais e é metabolizada no fígado. Um excesso de adrenalina em nosso corpo é muito prejudicial, pois pode levar a estresse crônico e transtornos de ansiedade, ansiedade generalizada ou ataques de pânico. Além disso, correlaciona-se com várias condições cardiovasculares, obesidade, insônia e déficits no sistema imunológico.

A cafeína, o açúcar e o álcool são estimulantes para a produção de adrenalina. Alimentos gordurosos, como salsicha e bolos, também aumentam os níveis de adrenalina.

Tipos de hormônios femininos: estrogênios

Ao falar sobre hormônios sexuais, um dos tipos de hormônios no corpo feminino é o estrogênio. Eles tem funções semelhantes à testosterona no caso dos homens e são responsáveis ​​pelo desenvolvimento de órgãos sexuais femininos secundários, como o desenvolvimento de seios ou do ciclo menstrual. Os níveis de estrogênio diminuem gradualmente no ciclo de vida das mulheres, levando eventualmente à menopausa.

Estes tipos de hormônios tem muitas funções e a principal, neste caso, é a proteção cardiovascular. Ele também regula o desejo sexual e estimula a produção de colágeno e pigmentação da pele. Entre outras funções, ajuda a distribuir gordura no corpo, ajuda no metabolismo dos ossos e dos músculos.

Este hormônio é produzido nos ovários, na placenta também no caso de gestantes e nas glândulas supra-renais. Se as mudanças hormonais ocorrerem nesses tipos de hormônios, pode ocorrer irritabilidade, mudanças de humor frequentes e depressão. Deficiências na produção de estrogênios podem levar a doenças como câncer de mama, câncer uterino ou de ovário. A deficiência de estrogênio também se correlaciona com a perda de memória e osteoporose.

Excesso de estrogênio ou hiperestesia também é muito prejudicial para a nossa saúde, pode levar a tumores e amenorreia (perda do ciclo menstrual)

Existem muitos alimentos que, naturalmente, contêm estrogênios, como muitas frutas (cerejas, maçãs ou ameixas) e vegetais (tomates, aipo, cebolas, couve-flor e cenouras, entre outros). O azeite de oliva é altamente recomendado, e sementes como tempero também.

Tipos de hormônios e suas funções: vasopressina

Outros tipos de hormônios são os responsáveis ​​pela água no corpo. O principal é a vasopressina também chamada de “hormônio diurético”, e também serve como neurotransmissor. A principal função deste hormônio é a eliminação de água pelo corpo pelos rins. Isso concentra a urina e diminui seu volume. Ele também retém a água e diminui a pressão osmótica no corpo causada por fluidos corporais. Ele também regula o volume de sangue que circula pelo corpo. É relacionado à função de memória, especificamente imagens e memória de curto prazo e memória de longo prazo.

A secreção de vasopressina se origina no hipotálamo e é liberada pela hipófise. O álcool impede o mecanismo de ação da vasopressina, impedindo a reabsorção de água. É por isso que, quando bebemos, temos de fazer pausas frequentes para ir ao banheiro.

Um déficit constante de vasopressina no corpo pode levar à diabetes e a uma diminuição dos níveis de sódio no sangue. Existe uma síndrome produzida por esta deficiência conhecida como síndrome da secreção inapropriada do hormônio anti‑diurético.

Recomenda-se tomar raiz de alcaçuz para controlar os níveis de vasopressina no organismo.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos ajudar!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.