Embora eles tenham nomes semelhantes, probióticos e prebióticos não são a mesma coisa. A questão é que os dois combinam em uma coisa só: efeitos positivos para sua saúde. Mas só combinados eles terão o efeito máximo sobre sua saúde.

Alimentos probióticos

Os probióticos são microorganismos benéficos para o corpo. Tomar um suplemento probiótico ou comer alimentos ricos em probióticos, como o iogurte, couve, leite de soja, tempeh e até picles, pode ajudar a restaurar as boas bactérias do sistema digestivo. Dietas pobres, ou ricas em gordura, tabagismo, consumo de álcool, uso de antibióticos e infecções podem perturbar o equilíbrio das bactérias no intestino, e os probióticos podem restaurar esse equilíbrio.

Pesquisas mostraram que os probióticos tem grande eficiência para tratar a diarreia, síndrome do intestino irritável, infecções fúngicas e outros problemas de saúde, e podem até mesmo estimular o funcionamento do cérebro, bem como efeitos positivos na redução da pressão arterial e colesterol ruim. Esses são apenas alguns exemplos dos efeitos positivos dos probióticos para o seu organismo.

Diferenças entre prebióticos e probióticos

Os probióticos são organismos que ajudam no funcionamento do seu sistema digestivo. Já os prebióticos são os alimentos para esses organismos. (Foto: cenovis.com.au)

Alimentos prebióticos

Assim como probióticos, prebióticos não são um alimento, mas eles são encontrados em vários alimentos. Podemos pensar em prebióticos como o combustível que alimenta a restauração bem sucedida dos probióticos, com bactérias boas para o organismo humano. Prebióticos são carboidratos não digeríveis, encontrados em alimentos fibrosos. Quando combinados com os probióticos, tem efeitos extremamente positivos para sua saúde digestiva

Alguns iogurtes são considerados simbióticos, isto é, tem prebióticos e probióticos na quantidade certa. Prebióticos são encontrados em um número limitado de alimentos, incluindo cebola crua e alho-poró, cereais integrais como aveia crua, cevada e trigo, e podem ser encontrados em outras frutas e vegetais em quantidades muito pequenas.

Cebola cozinhada, alho-poró e alcachofras tem menores quantidades de prebióticos, mas são muitas vezes mais palatáveis quando cozidos. Se você acha que precisa de um prebiótico para maximizar os benefícios dos probióticos, mas não come bastante alimentos que contêm prebióticos, existem suplementos disponíveis.

Alimentos prebióticos e probióticos

Antes de sair comendo esses alimentos, vale consultar um nutricionista para te orientar sobre a quantidade certa para seu metabolismo. Uma quantidade grande de probióticos e prebióticos pode fazer tão mal quanto uma falta desses nutrientes. É irresponsável, no mínimo, consumir esses alimentos indiscriminadamente, pois sua saúde digestiva perderá importantes elementos para a proteção das mucosas e claro, para ajuda na digestão.

Se você ainda tem dúvidas sobre os alimentos probióticos e prebióticos, deixe nos comentários suas perguntas. Estamos aqui para ajudar a responder suas dúvidas.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.