Uma dieta de baixa caloria pode ser uma estratégia de perda de peso bem sucedida, porque a perda de peso exige que você consuma menos calorias do que gasta. Limitar a ingestão de alimentos para cortar calorias, no entanto, pode deixar você com fome. Reduzir a sua fome se baseia em escolher alimentos ricos em fibras e de alta proteína. Tenha em mente que uma dieta equilibrada, que inclui algumas gorduras saudáveis, é melhor para o controle de peso a longo prazo e para uma melhor saúde.

Maçã

Comer uma maçã cerca de meia hora antes de uma refeição e você vai comer menos. A maçã é rica em água e fibras, uma combinação que ajuda bastante a te dar a sensação de saciedade.

Abacate

Comer metade de um abacate com o seu almoço pode ajudá-lo a se sentir completo pelo resto da tarde. Em estudos, mulheres que fizeram isso sentiram mais 22% de saciedade e tinham um desejo 24% menor de lanchar três horas mais tarde do que nos dias em que comeram um almoço equivalente, mas sem o abacate.

Alimentos para não sentir fome

Frutas, verduras e legumes tem poucas calorias e estão ricos em nutrientes que te deixarão cheio por mais tempo. (Foto: hidrateh2o.com)

Feijão, grão de bico, lentilhas

Grão de bico, lentilhas, feijões e ervilhas são superalimentos ricos em proteínas, além de carregados em fibras, antioxidantes, vitaminas do complexo B e ferro. Comer mais deles pode também ajudá-lo a controlar seu apetite. Estudos mostraram que pessoas podem ficar 31% mais satisfeitas após uma refeição quando incluem estes alimentos nos pratos

Picles

Pickles, chucrute, e outros alimentos fermentados têm ácidos graxos de cadeia curta que ajudam a fortalecer o vínculo entre o intestino e o cérebro. Eles são capazes de estimular a produção de hormônios que atravessam a barreira sangue-cérebro e melhoram a sinalização do apetite. Os alimentos fermentados probióticos também possuem as bactérias saudáveis ​​que ajudam na digestão. Alguns especialistas acreditam que os probióticos podem reduzir o apetite e ajudar na perda de peso, embora as pesquisas não são conclusivas.

Pimenta em pó

Você já deve saber que a capsaicina, o composto das pimentas que lhes dá gosto apimentado, dispara o seu metabolismo. Pesquisas mostram que a adição de calor para a sua refeição também pode controlar seu apetite. A adição de 1/4 de colher de chá de pimenta em cada refeição aumentará a saciedade e reduzirá consideravelmente a sua fome.

Oleaginosas

As oleaginosas são um outro alimento que pode ajudá-lo a comer menos. As oleaginosas são essencialmente projetadas pela natureza para controlar o apetite, porque elas são ricas em gordura insaturada saudável, juntamente com proteínas e fibras de bônus. Juntos, os três nutrientes tem digestão lenta e regulam o açúcar no sangue quando combinados com carboidratos, como frutas, aveia ou arroz integral.

Aveia

A aveia é rica em fibras e proteínas, além de possuir maiores quantidades de beta-glucano, açúcares bons para o coração saudável e para a hidratação do organismo.

Água

Não é uma fruta, nem um vegetal, mas sua inclusão aqui não é menos importante. Não beber água suficiente pode induzi-lo a acreditar que você está com fome. Por quê? Os sintomas da fome são semelhantes aos de estar desidratado: baixo consumo de energia, a função cognitiva reduzida e mau humor. Então, da próxima vez que você está procurando um lanche da tarde, beba um copo de água e aguarde 10 minutos. As possibilidades são, que suas dores de fome vão passar, e você vai ter salvo centenas de calorias.

Sucos naturais

Isso significa usar a água, legumes (cenoura, beterraba etc), verduras (como couve, agrião, espinafre, alface etc) e frutas (maçã, banana) em uma batida sem açúcar para ter poucas calorias e manter uma sensação de saciedade por mais tempo. Essa combinação pode, inclusive, substituir lanches da manhã ou da tarde.

Quais outras frutas ou vegetais você recomendaria para a sensação de saciedade?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.