Antroposofia acredita que as forças de cura que doente não tem, são conservadas na natureza. Os medicamentos antroposóficos são derivados de origens mineral, vegetal ou do reino animal. Partindo do princípio de que existe uma relação entre certos vegetais, minerais, metais e corpos humanos e processos. Para a antroposofia, é uma questão de relacionamento entre as forças formativas na natureza e o homem.

Medicamentos antroposóficos: ANVISA

Os medicamentos antroposóficos são considerados medicamentos dinamizados, assim como os medicamentos homeopáticos. Mas a classificação é diferente de substâncias sintéticas, que não são a essência de relação com um organismo. A antroposofia acredita que a essência é refletida em toda a matéria, e uma substância isolada pode não incluir a totalidade. Purificar uma substância pode ter efeitos bastante diferentes no isolamento do que com os outros ingredientes de diferentes origem, ao contrário que substâncias sintéticas são focadas e criadas para apenas um propósito.

Diferença entre medicamento antroposófico e homeopático

A medicina antroposófica usa também materiais gradualmente diluídos, mas de uma forma que difere ligeiramente da homeopatia. As diferentes etapas de uma potenciação de um medicamento antroposófico incluem a pulverização, diluição e, em seguida, um a centrifuga vibradora. Estas fases são as mesmas que todos os nutrientes e quase todas os medicamentos passam pelo corpo da mesma maneira: mastigação/trituração, a diluição no sangue, movimentos circulares quando o fluxo de sangue passa através do coração e, eventualmente, a fase de repouso da parte do soro do sangue do cérebro.

Todo poder, cada grau de diluição, é diferente da potência anterior, e têm características diferentes. Na homeopatia, o medicamento é diluído ao máximo, e tem seus efeitos apenas nesse último grau de diluição. Mas o princípio de de que essas substâncias causam reações no organismo que neutralizam as reais causas de seus sintomas, e não apenas os sintomas aparentes.

Funcionamento da antroposofia

A antroposofia engloba o uso de ingredientes naturais de plantas e minerais, além de um tratamento corporal com movimentos, e uma atenção especial de um médico antroposófico para a cura completa da raiz de seus sintomas. (Foto: www.namu.com.br)

Medicamento antroposófico: significado do tratamento global

A antroposofia adota um tratamento global, que envolve uma série de elementos do ser humano. Um desses elementos é o ritmo. A antroposofia coloca grande ênfase sobre os ritmos que podem ser observados em todos os processos vivos. O sistema rítmico, como a atividade respiratória e cardíaca, são considerados de grande importância não só para a saúde física, mas também mental, como o centro da vida emocional. É a coordenação, nivelando a atividade. Dentro desse tratamento com o trabalho rítmico, a antroposofia inclui a massagem rítmica, como forma de moldar e nivelar as atividades do corpo. Esse tipo de massagem é relaxante, calmante, um tratamento bem apropriado para problemas como a ansiedade.

A antroposofia também inclui exercícios de Euritmia, com um trabalho de movimentos, gestos, e canto, com o movimento como uma arte. Se assemelha, em certa forma, com o Tai Chi Chuan e Ioga. É necessária para atuar em conjunto aos medicamentos antroposóficos, para que eles tenham efeitos sobre o organismo. A pedagogia da cura, e outros tratamentos globais, de longo prazo, são usados na antroposofia como duradouros, com impactos permanente sobre o estilo de vida e saúde de cada indivíduo.

Remédio antroposófico para ansiedade? E para estresse? Tem uma lista de medicamentos antroposóficos?

Basicamente, os remédios mais populares da antroposofia são classificados em 2 tipos de tratamento básicos:

Dor e Contusão

Estresse e Ansiedade

Gripes e Resfriados

Chás também fazem parte de alguns tratamentos antroposóficos.

Alguns nomes de e tratamentos proporcionados por medicamentos antroposóficos são:

Adenon – Tratamento de hipertrofia das amígdalas e adenóides. Também é usado em tratamentos de constituição linfática e  infecções agudas, crônicas e recidivantes da região naso-faringea e amígdalas.

Arnica – Tratamento auxiliar de contusões,fraturas, distensões, contraturas musculares, restrição aos movimentos, excessos musculares, no pós-operatório,na angina pectoris, infarto do miocárdio, apoplexia, concussão cerebral, esclerose múltipla, consequências imediatas e tardias de traumatismos, gota e reumatismo, consequências posteriores de traumas psíquicos.

Bryophyllum Argentum Cultum – Distúrbios do sono, ansiedade, agitação, medos, esgotamento, astenia, choque pós-traumático e tendência histérica.

Erysidoron – Auxiliar no tratamento dos processos inflamatórios agudos.

Infludo – Resfriados, gripes e seus respectivos sintomas.

Previgrip – Gripes, resfriados, e suas manifestações.

Rinidon – Tratamento auxiliar da rinite alérgica.

Stressdoron – Tratamento auxiliar do estresse e suas manifestações. Ajuda na revitalização e recuperação das atividades sensoriais e mentais, como concentração, memória e vitalidade. Trabalha no equilíbrio do estado emocional, humor e ansiedade.

Weletuss – Tratamento auxiliar nos casos de tosse seca ou com pouca secreção, laringite, traqueite, bronquite e coqueluche.

Importante: no tratamento antroposófico, o médico é ESSENCIAL

Apesar dos medicamentos antroposóficos terem baixos efeitos colaterais, o médico deve OBRIGATORIAMENTE acompanhar o tratamento antroposófico. Esse tipo de tratamento não envolve apenas medicamentos. Os medicamentos são auxiliares a todo um contexto global de atenção e tratamento para seu problema de saúde. Sem essa atenção, o tratamento antroposófico não terá qualquer eficiência, além de existir o risco de você prejudicar sua própria saúde. Nunca se trate por conta própria: tenha no médico um aliado constante para seus problemas de saúde.

Você faz tratamento antroposófico? Como funciona para você? Faz o acompanhamento corretamente?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.