A ansiedade é uma emoção poderosa e forte que pode fazer estragos na vida de alguém. A ansiedade surge em muitas formas e pode ser causada por uma variedade de motivos. Em algumas pessoas, a ansiedade vem da química natural do corpo, a partir de desequilíbrios químicos no cérebro e que podem resultar na ansiedade descontrolada, mesmo quando tudo está perfeito. Na maioria dos casos, a ansiedade é um resultado do seu ambiente.

Quando a ansiedade atinge níveis muito altos, a consulta com um psicólogo e um médico são inevitáveis. Em conjunto ao tratamento dado por esses profissionais, você vai precisar de técnicas adicionais para relaxar e tratar a ansiedade, e nós temos exatamente as sugestões para te ajudar nesse tratamento.

Técnicas de relaxamento para diminuir ansiedade: exercícios

O exercício é, de longe, a técnica de relaxamento mais potente para a ansiedade. Provavelmente você já ouviu esta dica antes e por uma boa razão: quando você se exercita, seu corpo libera substâncias químicas chamadas endorfinas, uma substância que ajuda a aliviar a ansiedade. O exercício não é apenas saudável para o corpo, mas incrivelmente saudável para a mente também. O exercício é uma parte enorme da saúde mental e pode ser extremamente potente para aliviar a ansiedade em quase todos. Faça pelo menos 15 minutos de atividade física intensa por dia para obter os resultados positivos da endorfina no organismo.

Técnicas para tratar ansiedade

Para tratar a ansiedade, técnicas de relaxamento são essenciais e vão exercer um papel importantíssimo na cura definitiva do seu problema. (Foto: www.healthtap.com)

Técnicas de respiração para tratar ansiedade: respiração profunda

A respiração profunda é uma das maneiras mais eficazes para reduzir a ansiedade imediatamente. Esta técnica é muito eficaz e funciona para todos. Quando você toma respirações profundas, você está dando a seu cérebro uma quantidade enorme de oxigênio. Esta maior ocigenação inicia um efeito em cadeia de reações químicas que acaba conduz a uma enorme redução na ansiedade.

Para a respiração profunda, faça o seguinte: sente-se confortavelmente, com a coluna ereta, ou fique em pé. Feche os olhos e inspire profundamente, sem pensar em qualquer coisa. Solte o ar devagar, relaxando todos os músculos do corpo, principalmente ombros e braços. Foque em relaxar no momento da expiração. Repita até você se sentir mais calmo.

Meditação para tratar a ansiedade

A maioria das pessoas pensam na meditação como uma técnica espiritual. Isto não poderia estar mais longe da verdade. A meditação é extremamente eficaz na redução da ansiedade e estresse. A meditação é considerada uma das atividades mais tranquilizantes que podem ser feitas. Ela ajuda a controlar os pensamentos típicos de quem sofre de ansiedade moderada a alta. Ao longo do tempo, a meditação se torna mais eficaz, enquanto o usuário aprende um maior grau de autocontrole mental, permitindo parar pensamentos negativos que te leva ao pânico, facilitando o controle da ansiedade.

Para meditar, coloque uma música instrumental que você gosta, sente-se com a coluna ereta, e concentre-se na música. Sempre que algum pensamento surgir, volte a se concentrar na música e na sua respiração, inspirando e expirando profundamente.

Exercícios de relaxamento: relaxamento muscular progressivo

O relaxamento muscular progressivo é um dos tratamentos mais eficientes contra a ansiedade. Ele funciona através da da contração dos músculos em todo o corpo e seu consequente relaxamento.

Com o relaxamento muscular progressivo, você tensiona seus músculos durante cerca de 10 segundos e solte por 20 antes de passar para um grupo muscular diferente. Comece pelos ombros, vá para os braços e mãos, dedos, depois peito e abdome, depois coxas, pernas, dedos dos pés. Repita por até 3 vezes, respirando profundamente durante essa técnica. O choque de tensão e relaxamento irá provocar um tratamento eficiente contra a ansiedade.

Depois dessa técnica, uma massagem pode ainda aumentar mais a eficiência contra a ansiedade.

Musicoterapia contra a ansiedade

A musicoterapia tem sido provada, cientificamente, como um potente tratamento no alívio da ansiedade. A musicoterapia é muitas vezes usada para ajudar as pessoas a adormecer mais fácil, reduzir a ansiedade, e até no tratamento da depressão. Esta é definitivamente uma técnica que não pode ser negligenciada. Esta técnica funciona muito bem quando usa uma música de ritmo mais lento. No entanto, a música precisa ser agradável ou esta técnica não vai funcionar.

Aromaterapia para tratar ansiedade

Não é especificamente uma técnica, mas pode (e deve) ser usada com as técnicas acima para otimizar a eficiência do relaxamento. A aromaterapia tem sido usado como um remédio anti-ansiedade de alta eficiência já há algum tempo. A razão disso é porque ele funciona com eficiência. Quando sentimos o cheiro algo bom e que desencadeia reações químicas no cérebro, este libera substâncias químicas que melhoram o humor. Isto foi provado em milhares de estudos clínicos. A aromaterapia para tratar a ansiedade é mais eficaz quando se utiliza todos os óleos essenciais naturais. Você deve ser capaz de obter estes em qualquer loja de produtos naturais. Procure óleos naturais de ervas relaxantes, tais como a camomila, erva doce, etc.

Chás e ervas para tratar a ansiedade

Quando tudo mais falhar, você pode tentar algumas ervas e chás contra a ansiedade. Camomila, erva doce, e lavanda são conhecidas por propriedades relaxantes, bem como o chá de maracujá. Se você for a uma loja de produtos naturais, os profissionais dessas lojas vão te ajudar a escolher a erva certa para te ajudar no tratamento. Não é bem uma técnica em si, mas o uso de chás contra a ansiedade, em conjunto com as técnicas acima citadas, vai ajudar a reduzir ainda mais a ansiedade que você tem.

Como você trata sua ansiedade? Quais técnicas são mais eficientes para você? Tem alguma técnica que funciona para você e quer compartilhar conosco?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.