5 exercícios para quem teve um derrame ou AVC

Escrito na categoria "Saúde" por André M. Coelho.

Pessoas que sofreram um Acidente Vascular Cerebral devem tomar alguns cuidados extras com exercícios físicos. O primeiro cuidado a tomar, é consultar o seu médico neurologista antes de começar qualquer exercício físico. Dependendo do tipo e as causas do AVC, podem ser necessários alguns cuidados especiais, ou o seu médico pode proibir um ou outro tipo de exercício.

Os exercícios que sugerimos abaixo são para pessoas que sofreram algum tipo de AVC e já foram liberadas pelo médico para a prática de exercícios físicos. Quem sofreu um AVC e está praticando qualquer atividade física deve, obrigatoriamente, ser acompanhada pelo médico, um fisioterapeuta, um nutricionistas e, preferencialmente, também um cardiologistas. Essa equipe multidisciplinar é o melhor acompanhamento conjunto para a recuperação através de exercícios no pós-AVC.

Vamos então às nossas sugestões de exercícios para quem teve um derrame ou AVC.

AVC: exercícios de reabilitação sensório motora

São os exercícios voltados a restabelecer o movimento de membros e músculos que foram prejudicados após o AVC ou derrame. Essas atividades estimulam o cérebro e o músculo a adotarem novas estratégias para fazer os mesmos movimentos que faziam antes. Por exemplo, um exercício simples sensório motor pode ser segurar um objeto com toda a força, e depois soltar, repetidas vezes. Pode ajudar um paciente que teve um lado do corpo paralisado a aprender a usar o outro lado para tarefas do dia a dia. Outro exercício pode colocar quem sofreu o AVC se equilibrando em uma perna só, para que novas estratégias de equilíbrio sejam aprendidas ou reaprendidas pelo cérebro.

Pilates e Tai Chi são exercícios bem completos para quem precisa fazer esse tipo de reabilitação. Hidroginástica pode também ajudar bastante, com exercícios focalizados. Exercícios com elásticos e bolas de equilíbrio são muito comuns para esse tipo de recuperação.

Como se recuperar após um AVC

Exercícios de musculação com suporte de um fisioterapeuta são excelentes para a recuperação pós AVC. Por isso, é sempre importante consultar os profissionais certos para estabelecer uma rotina de exercícios apropriada para seu tipo de lesão. (Foto: www.flintrehab.com)

AVC: recuperação de movimentos com exercícios de força

Quem perdeu parte ou todos os movimentos de membros precisa fortalecer a musculatura para evitar a atrofia. Esses exercícios também ajudam na readaptação do cérebro para a “deficiência” de outras regiões, afetadas pelo AVC. Os exercícios de fortalecimento também estimulam a circulação sanguínea, o que evita a formação de coágulos, e podem evitar que aconteça um novo AVC.

Caminhadas, corridas, musculação, e natação, são ótimos exercícios para começar a construir músculos após um AVC, fortalecendo gradualmente.

AVC: recuperação da fala e exercícios funcionais

Quando o AVC ou derrame afetam a fala, exercícios funcionais e focados na fala em si são essenciais para a recuperação de uma boa dicção. O trabalho de um bom fonoaudiólogo deve se combinado com um fisioterapeuta, que farão exercícios recriando o dia a dia para trabalhar os músculos da fala e da articulação, fortalecendo-os novamente para voltarem a serem usados normalmente.

Além dos exercícios funcionais e da fala mais específicos, a dança é um exercício multifuncional excelente. Ritmo, coordenação motora, e a fala (quando você canta com a música), são trabalhados em conjunto com muita eficiência.

Exercícios de resistência para quem teve AVC ou derrame

Pessoas que sofreram um AVC precisam de mais oxigênio e energia para realizar os mesmos movimentos que antes eram bem mais fáceis. O condicionamento aeróbico, e exercícios que trabalham a melhora da resistência corporal, são essenciais para fornecer essa energia extra que o corpo precisa.

Caminhadas, corridas, natação, ciclismo, entre vários outros tipos de atividade ajudam a desenvolver essa resistência, tornando movimentos e outras atividades menos cansativas. Opte, quando possível, por exercícios de menor impacto, como a natação.

Paciência com exercícios de meditação e respiração para quem teve AVC

Eu tive uma isquemia, que prejudicou apenas minha visão. Conheço outras pessoas que tiveram um AVC e que prejudicou outras partes do corpo. Em todas elas, incluindo eu mesmo, há uma dificuldade em lidar com as emoções. São sentimentos de revolta, frustração, tristeza, raiva, e que em nada ajudam na recuperação do AVC.

Para ajudar no controle dessas emoções, pratique a respiração profunda e a meditação. Hobbies também podem ser uma ótima meditação, acalmando, tranquilizando, e colocando sua mente e corpo para fazer o que você gosta.

Familiares, amigos, profissionais da área de saúde. Todos tem que ser envolvidos para um tratamento global e efetivo contra a isquemia. Sem esse grupo de pessoas ao redor de quem sofreu a isquemia ou derrame, a recuperação será muito mais lenta e difícil.

Se você ainda tem dúvidas sobre exercícios físicos para quem teve um AVC, entre em contato com seu médico. Nosso espaço de comentários abaixo também está aberto a sugestões e dúvidas de nossos leitores.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André fez parte de uma das primeiras equipes de Parkour no Brasil. Desde então, atuou junto de educadores físicos, nutricionistas, fisioterapeutas e profissionais da saúde para aperfeiçoar seus conhecimentos. Desde 2012, escreve dicas de saúde e exercícios físicos que aprendeu e continua aprendendo. Em 2019 tornou-se instrutor de Muay Thai e Kickboxing, compartilhando com seus alunos para ensinar tudo que aprendeu.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista. Procure sempre orientação médica presencial antes de consumir ou utilizar qualquer produto ou substância terapêutica.