Um dos maiores mitos sobre a musculação é sobre ela atrapalhar no seu crescimento. Não há estudos que associaram o levantamento de pesos e rotinas de musculação com a inibição do crescimento normal de um indivíduo.

Exercícios que atrapalham o crescimento? Uma introdução ao assunto

O primeiro tema que é importante abordar é sobre o abuso de esteroides entre os adolescentes. Esteroides são muito usados entre os fisiculturistas que estão dispostos a sacrificar seus corpos para serem grandes e bem definidos. Verdade, você pode ser o maior e mais forte, mas a qual custo? A primeira coisa que você provavelmente iria se preocupar seriam seus testículos. Seus testículos diminuem devido ao abuso de esteroides. Os esteroides também causam vários problemas aos órgãos, e podem até levar à morte. O ponto principal: jovens e adultos devem ficar longe dos esteroides.

O segundo tema é o mito da musculação atrapalhando o crescimento. Não foram demonstrados estudos que mostrassem que exercícios de fortalecimento muscular atrapalhassem o crescimento. Mas, como acontece com qualquer programa de exercícios, se você os fizer em alta intensidade e cedo demais, os problemas físicos podem ocorrer, não importa a idade da pessoa praticando os exercícios. Os aspectos mais importantes quando dando um treinamento de musculação para uma criança são a supervisão, técnica dos exercícios, pesos leves e repetições altas na faixa de 12, 15 e até 20 repetições. Como um adolescente, é possível gradualmente progredir para pesos mais pesados ​​com menos repetições, cerca de 10 por sequência.

Supervisão é fundamental. O risco de lesão é real, mas é inversamente proporcional à técnica adequada e supervisão. Lesões de levantamento de peso relatadas em crianças variam de fraturas, distensões, e hérnias de discos a luxações e até problemas cardíacos. A grande maioria dessas lesões ocorrem em crianças que fazem musculação por conta própria, sem supervisão. Para crianças saudáveis ​​que são ensinadas a forma dos exercícios por treinadores qualificados ou terapeutas e que trabalham em um ambiente supervisionado, o risco de lesão é muito baixo e o potencial de benefícios é grande.

A verdade é que você não terá bons ganhos a menos que você seja motivado corretamente. Uma criança sendo motivada por um treinador agressivo ou pai excessivamente zeloso não deveria estar treinando. Um jovem atleta sério com metas de treinamento razoáveis, pais que dão apoio e um técnico qualificado pode se beneficiar do treinamento de força.

Enquanto as máquinas podem parecer atraentes, elas não são feitas para crianças. Pesos livres permitem que você imite melhor um movimento esportivo, e a criança tire mais proveito da rotina de musculação.

Mas é importante ressaltar uma coisa: crianças e adolescentes só devem começar na musculação se tiverem o devido acompanhamento médico e de profissionais de educação física para criar a rotina ideal de exercícios que não vai prejudicar o desenvolvimento do indivíduo.

Supervisão para crianças na musculação

Crianças e adolescentes podem fazer musculação sem prejudicar o crescimento, mas devem receber a supervisão apropriada para evitar problemas. (Foto: T Nation)

Como fazer musculação na adolescência sem riscos?

Se você é um adolescente com excesso de peso, você deve começar com exercícios principalmente cardiovasculares e treinar com pesos leves. Faça 5 a 10 minutos de caminhada em uma esteira ou ciclismo em uma bicicleta estacionária e pratique esportes sempre que puder. Faça o que puder para queimar calorias. Uma boa dieta, dependendo de sua altura e peso atuais, está entre 1800 e 2000 calorias por dia. 3500 calorias é equivalente a 450 g de gordura, por isso uma redução na ingestão calórica e um aumento no exercício aeróbico é uma obrigação. Os pesos que você deve usar devem ser pesados ​​o suficiente para você fazer 15 repetições. O descanso entre as séries deve ser mantido em torno de um minuto, e você deve usar 2 a 3 séries por exercício. O treino deve começar 3 vezes por semana.

Se você é um adolescente normal, em algum lugar entre sedentário e atlético, você deve realizar um programa mais intenso. Como um novato, você deve fazer a musculação três vezes por semana, fazendo 10 repetições por série e cerca de 4 séries por exercício. Use 3 a 4 exercícios por cada parte do corpo. Tente manter-se longe de movimentos compostos (que usam vários músculos, como supino e levantamento terra), pois a execução desses exercícios é muito técnica, e você pode se machucar caso você não estiver sob supervisão adequada. Uma vez que você se tornar mais avançado, você pode querer mudar para uma rotina dividida, em que você treina diferentes partes do corpo em dias diferentes. Um exemplo de rotina seria:

  • Domingo: descanso e prática de esportes por lazer
  • Segunda-feira: pernas
  • Terça-feira: peito e costas
  • Quarta-feira: braços e ombros
  • Quinta-feira: pernas
  • Sexta-feira: peito e costas
  • Sábado: braços e ombros

Esta rotina permite um amplo descanso entre os exercícios para cada parte do corpo, algo que é muito importante no levantamento de peso. Não é recomendado que a mesma parte do corpo seja treinada com menos de 48 horas de descanso. Dieta também entra nesse jogo. Mantenha a proporção de proteína e carboidratos na dieta igualada, e se alimente corretamente, com as recomendações de um bom nutricionista. Morrer de fome não funciona. Quando você não se alimenta, seu corpo entra em um modo de conservação, e você vai acabar armazenando gorduras e perdendo os ganhos musculares que já obteve.

Fazer academia ajuda a crescer com a rotina de exercícios certa para pré adolescentes

Mantenha pesos leves e um número alto de repetições. Não use exercícios de peso corporal para tentar ganhar força. Veja as flexões como um exemplo: se você pesa 45 kg, você está levantando cerca de 34 kg nas flexões. Portanto mantenha o foco nos exercícios básicos, em um ou dois tipos por parte do corpo.

Aprenda a estabelecer metas razoáveis. Você provavelmente não vai acabar se tornando o próximo Arnold Schwarzenegger, e você precisa perceber isso antes de começar a treinar. Os resultados visíveis geralmente levam cerca de seis semanas para aparecer, mas você vai sentir ganhos de força dentro de quatro semanas. Estabeleça metas pequenas no início e uma vez que você as alcança, faça outra vez. Não comece dizendo em 6 meses terei bíceps de X cm porque isso não é uma meta realista, e quando você não atingir seu objetivo, você não estará tão motivado para treinar. Essa rotina de metas vai ajudar a dar ao seu corpo os músculos e força esquelética para sustentar seu crescimento normal.

O que atrapalha o crescimento?

O overtraining, que é o excesso de treinamento, atrapalha o crescimento porque faz com que o corpo tenha de gastar muita energia na recuperação, isso se você não se lesionar antes. Outro risco está no uso de anabolizantes, pois muitos jovens querem obter resultados rápidos e acabam buscando atalhos nem um pouco saudáveis. Isso pode atrapalhar no crescimento normal do indivíduo, pois prejudica que seu organismo funcione normalmente para promover o crescimento saudável.

Também atrapalham o crescimento a prática errada dos exercícios físicos. Seu corpo vai gastar nutrientes e energia reparando os erros que você comete. Além disso, o risco de lesões no médio e longo prazo podem acabar com quaisquer benefícios que a musculação possa trazer, e impedir que você siga com uma rotina saudável de exercícios.

Você já teve problemas com a musculação quando adolescente ou criança? Como foi? Como é sua rotina de exercícios hoje?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.