Vitaminas fazem bem para o organismo. A falta delas pode causar os mais diversos problemas de saúde, desde simples tonturas até doenças graves pela baixa efetividade de nosso sistema imunológico. Mas poucos sabem que assim como a falta faz mal pro nosso organismo, o excesso também pode ser muito perigoso.

O dia a dia corrido nos impede muitas vezes de ter uma alimentação saudável e balanceada. Por isso, recorremos a suplementos vitamínicos constantemente. Se não recebemos a orientação de um nutricionista, podemos estar a fazer algo muito errado. Abaixo segue um pequeno guia sobre o que o excesso e a falta de vitaminas podem causar em seu organismo.

Vitamina A

  • Falta:cegueira noturna,  pele escamosa e seca, fadiga frequente.
  • Excesso:em altas doses pode causar perda de cabelo, diminuição da densidade mineral dos ossos e até perda da coordenação muscular.

Vitamina B1

  • Falta: irregularidade do coração, fadiga, desordens nervosas e confusão mental
  • Excesso: altas doses são expelidas pelos rins.

Vitamina B2

  • Falta:rachaduras nos cantos da boca, erupção cutânea e anemia.
  • Excesso:não há efeitos prejudiciais reportados.

Vitamina B3

  • Falta: problemas de pele, diarréia, indigestão, fadiga.
  • Excesso: deve ser utilizado sob a orientação de um médico quando não vindo de fontes naturais.

Vitamina B5

  • Falta:fadiga, vômito, irritação do estômago, infecções, cãibras musculares.
  • Excesso: não há efeitos prejudiciais reportados.

Vitamina B6

  • Falta:convulsões, dermatite, fraqueza muscular, rachaduras na pele, anemia.
  • Excesso:mega doses de longo prazo podem causar danos nos nervos das mãos e pés.

Vitamina B7

  • Falta: náusea, vômitos, depressão, perda de cabelo, pele seca e escamosa.
  • Excesso: não há efeitos prejudiciais reportados.

Vitamina B9

  • Falta:problemas gastrointestinais, anemia, rachaduras nos lábios.
  • Excesso: há alguma evidência de ser prejudicial em altas doses, mas não confirmado.

Vitamina B12

  • Falta:anemia. nervosismo, fadiga e, em alguns casos, degeneração cerebral e neurite.
  • Excesso: não há efeitos prejudiciais reportados.
Laranja e a vitamina C

O consumo de vitamina C e da maior parte das vitaminas provindas de alimentos raramente é prejudicial. O problema principal é quando misturamos em nossa dieta suplementos vitamínimos sem a devida orientação. (Fonte: thedailygreen.com)

Vitamina C

  • Falta:gengivas inchadas ou sangrando, cicatrização lenta de feridas, fadiga, escorbuto, depressão, digestão ruim.
  • Excesso: o consumo de mais de uma grama ou mais pode causar náusea, cãibras e diarréia.

Vitamina D

  • Falta:nas crianças: raquitismo e outras deformidas ósseas. Em adultos: perda de cálcio dos ossos.
  • Excesso: altas doses podem causar diarréia e perda de peso.

Vitamina E

  • Falta: perda muscular, dano nos nervos, falha reprodutiva, anemia.
  • Excesso: em altas doses pode atrapalhar o coagulamento sanguíneo.

Vitamina K

  • Falta: distúrbios hemorrágicos em recém-nascidos e naqueles que usam medicamentos para diluição do sangue.
  • Excesso: não há efeitos prejudiciais reportados da vitamina quando consumida da comida.

Estudos na área médica recentemente vem comprovando mais e mais a relação do excesso de vitaminas com problemas de saúde. Neste artigo, a intenção é apenas atrair sua atenção para o fato de que o excesso de vitaminas também pode ser tão prejudicial quanto a falta delas. O recomendado sempre é que enquanto você estiver regulando sua dieta ou decidindo pelo uso de suplementos, buscar a ajuda e consulta de um especialista. Ele saberá muito mais do que nós sobre o assunto e te orientará a tomar as decisões certas.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Um comentário para “Os males dos excessos e da falta de vitaminas”

  1. Agostinho Joao

    Gostei, se possível me envie quais os sinais primários que sentimos na falta da Vitamina B12

Trackbacks/Pingbacks

  1.  Há limite diário para consumir a semente de linhaça?