Muitas vezes tida como certa, a tarefa monótona de escovação e uso do fio dental nos dentes diariamente nunca foi mais importante, a fim de evitar doenças da gengiva e nos dentes, além do risco que coloca em nossa saúde geral. Estima-se que 75% dos brasileiros têm algum tipo de doença periodontal, que tem sido associada a graves complicações de saúde e causa de vários outros problemas dentários, que são muitas vezes evitáveis.

Mas vamos começar por algo teoricamente mais simples.

O que é a gengivite?

A doença periodontal, também chamada de doença da gengiva , é causada principalmente por bactérias da placa bacteriana e tártaro. Outros fatores que têm o potencial de causar doença na gengiva podem incluir:

  • Uso do tabaco;
  • Apertar ou ranger os dentes;
  • Certos medicamentos;
  • Genética.

Tipos da “doença da gengiva” incluem:

  • Gengivite:estágio inicial da doença da gengiva, que passa muitas vezes sem ser detectado. Esta fase da doença é reversível;
  • Periodontite: se não for tratada, a gengivite pode levar a esse próximo estágio da doença gengival. Com muitos níveis de periodontite, o resultado comum é a resposta inflamatória crônica , um estado em que o corpo quebra o osso e tecido na área infectada da boca, resultando finalmente na perda do dente e a perda do osso.

Sinais da gengivite incluem:

  • Gengivas vermelhas, sangramento e/ou inchaço;
  • Mau hálito;
  • Mobilidade dos dentes (dentes moles);
  • Sensibilidade dentária causada por recessão gengival;
  • Dentes com abscesso;
  • Perda de dentes.
Problemas nos dentes

Os dentes são um dos espelhos para o interior de seu corpo e te ajudam a descobrir outros problemas ainda mais graves que podem estar também acontecendo. (Foto: dentistgeek.blog.com)

Sintomas (e causas) de problemas ainda mais graves!

Estes problemas da gengiva, além de poderem ser os sintomas de problemas como deficiência de vitaminas, doenças que afetam o sistema imunológico (como a AIDS) entre outros, pode contribuir ou ser sinais de ameaçadoras condições, tais como:

Doenças do coração e AVC

Estudos sugerem que a gengivite pode aumentar o risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral por causa dos altos níveis de bactérias encontradas em áreas infectadas da boca. À medida que há o aumento de doenças periodontais , o risco de doença cardiovascular pode aumentar com ele. Outros estudos têm sugerido que a inflamação das gengivas pode criar uma resposta inflamatória crônica em outras partes do corpo, o que também tem sido implicada no aumento do risco de doença cardíaca e derrame.

Diabetes

Pessoas com diabetes geralmente têm algum tipo de doença gengival, provavelmente causada por glicemia alta. As pessoas com diabetes precisam tomar cuidado extra para garantir a boa escovação e uso do fio dental, técnicas que são usadas para impedir o avanço da doença gengival. Check-ups regulares e limpezas com o seu dentista devem ser seguidos.

Doença Renal Crônica

Um estudo  sugere que pessoas sem quaisquer dentes naturais são mais propensos a ter doença renal crônica do que as pessoas com dentes naturais. Esta condição pode afetar a pressão arterial, podendo causar doença cardíaca, contribuindo para a insuficiência renal e afetando a saúde óssea.

Nascimento Prematuro

Os bebês que nascem prematuros – antes de 37 semanas de gestação – podem enfrentar inúmeras complicações de saúde. A pesquisa indica que as mulheres com doença periodontal tem três a cinco vezes mais probabilidade de ter um bebê prematuro em comparação com as mulheres sem qualquer forma de doença gengival. As mulheres são mais suscetíveis a gengivite durante a gravidez e devme seguir os seus hábitos de escovação regular, além de continuar com limpezas dentais e exames.

Os tratamentos para a doença da gengiva

Dependendo do tipo de doença periodontal, algumas das opções de tratamento são os seguintes:

  • Remoção de placa e cálculo por meio de escalonamento feito pelo seu dentista;
  • Medicamentos como gluconato de clorexidina, um bochecho prescrito pelo seu dentista para ajudar a matar as bactérias na boca, juntamente com limpezas freqüentes;
  • Cirurgia pode ser necessária em certos casos para interrupção, suspensão ou minimização da progressão da doença periodontal. A cirurgia também é utilizada para substituir o osso que foi perdido em fases avançadas da doença.

No caso da identificação de problemas mais graves por conta da gengivite, o paciente deve também descobrir os hábitos que estão levando a estes problemas e começar um tratamento a fundo do problema.

O que posso fazer para prevenir gengivite?

Uma escovação adequada e uso do fio dental é a maneira mais fácil de reduzir e prevenir doenças da gengiva, mas limpezas regulares com seu dentista são necessárias para remover o tártaro e tratar a doença avançada. Além disso, consultas médicas regulares com um clínico geral podem te ajudar a identificar hábitos nocivos e problemas que podem estar piorando ou causando os seus problemas dentais.

Você já teve problemas dentais causados por outros problemas de saúde? Quais foram estes problemas? Como você fez o tratamento?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.