O estômago é, com certeza, o mais popular órgão de nosso sistema digestivo. Sempre que temos uma dorzinha ou indigestão, ele é o primeiro a levar a culpa. Porém, a função do estômago vai muito além de nos fazer sentir dor, e é interessante conhecer as funções desse órgão um pouco mais a fundo.

Qual a função do estômago?

A principal função do estômago é quebrar e digerir alimentos para extrair nutrientes necessários do que você comeu. Para que isso aconteça, é necessário que o estômago, as glândulas digestivas e os intestinos produza várias enzimas, incluindo a pepsina e o ácido. Esses ácidos e enzimas precisam mudar o alimento em uma forma semi-líquida. Em seguida, o amido, a gordura e a proteína precisam ser divididos em unidades químicas menores que podem ser absorvidas pela corrente sanguínea através da parede do intestino.

O que é o estômago no processo de digestão?

O processo de digestão começa na boca, onde o alimento é mastigado e quebrado em pedaços menores. A saliva é misturada com a comida, o que facilita a movimentação na boca. Uma enzima chamada amilase salivar também começa a digerir carboidratos como açúcar e amidos.

Uma vez que o alimento foi mastigado, é empurrado pela língua na parte de trás da boca. A partir daqui, os músculos movem-se mais para baixo do esôfago e, a partir daí, uma válvula de sentido único, que é chamada de esfíncter esofágico. Os músculos do esôfago são fortes e desafiadores da gravidade, e pode-se engolir mesmo se você estiver de cabeça para baixo ou deitado.

Uma vez que o alimento está no seu estômago, não é suposto para voltar para cima novamente, mesmo se você estiver deitado, ou se o estômago se contrair.

Estômago

O estômago é um importante componente do sistema digestivo e suas funções auxiliam muito no bom funcionamento desta complexa fábrica de energia que é nosso corpo. (Foto: Pitara Kids Network)

O ácido no estômago

A quantidade de ácido no seu estômago varia e obviamente aumenta quando você come. Há sempre ácido presente no estômago, mas geralmente em pequenas quantidades. O próprio estômago é feito de proteína e, a menos que esteja protegido, seria consumido pelo próprio ácido.

Geralmente, o estômago e o duodeno são protegidos do ácido por uma camada de muco que impede o ácido de consumir o revestimento do estômago. Vários fatores, podem levar a esta camada protetora de muco não realizar seu trabalho, e úlceras estomacais e duodenais podem ser resultados. O esôfago não tem essa camada protetora, daí o sentimento de azia se o alimento voltar para trás pelo esfíncter esofágico.

As três principais funções do estômago

O estômago, em condições normais, desempenha três funções principais.

Em primeiro lugar, atua como um local de armazenamento, de modo que 2 ou 3 refeições por dia podem fornecer todas as nossas necessidades energéticas. Sem isso, teríamos que comer pedaços durante todo o dia.

Em segundo lugar, também ajuda o processo digestivo, pois é aqui que os alimentos são transformados em uma substância semi-líquida para que os nutrientes possam ser absorvidos.

Uma terceira função muito importante do estômago é a destruição de contaminantes que o alimento pode conter, como bactérias e outros microrganismos. Muito pouco é absorvido na corrente sanguínea através das paredes do estômago, com a aspirina e álcool sendo exceções a esta regra.

Quando o alimento sai do estômago

Após algumas horas no estômago, o alimento liquido é empurrado para baixo através de outra válvula, chamada de piloro para o intestino delgado Aqui, produtos químicos são adicionados para neutralizar o ácido do estômago. Enzimas do pâncreas e da bile do fígado são segregadas para promover o processo digestivo e quebrar gorduras, carboidratos e proteínas e começar a te dar a energia e nutrientes para manter seu corpo em dia.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.