O sangue ou componentes deste deve ser coletado de indivíduos saudáveis, e logo após, preparado e estocado de forma adequada. Para garantir que o sangue tenha a melhor qualidade possível, existe uma série de procedimentos prévios e após a doação que devem ser seguidos pelo doador.

O processo para doação de sangue inicia-se com o cadastro dos dados de identificação do doador e a apresentação de um documento de identidade com fotografia no Hemocentro ou entidade responsável pelo processo de doação. Se você almoçou um pouco antes, é pedido que você aguarde até 3 horas para que a doação possa ser feita.

Em seguida o doador fará uma entrevista, onde será perguntado sobre seu histórico médico, onde seus hábitos e suas condições de saúde são verificados e anotados num questionário, com o objetivo de certificar-se de que a doação não será prejudicial ao doador e nem a quem irá receber seu sangue. A entrevista é realizada individualmente por um médico treinado e capacitado, não sendo permitida a presença de acompanhantes. É extremamente importante que você seja sincero em sua entrevista. Todos nós queremos doar, mas podemos estar mais atrapalhando do que ajudando quando mentimos em nossa entrevista.

Salvando vidas

Se você tem medo de doar sangue, leia sobre como é feita uma doação e participe: você está salvando vidas. (Foto: senado.gov.br)

Quando apto, ao final da entrevista, sua pressão arterial, pulsação e a temperatura são verificadas. Além disso, uma pequena punção digital (um pequeno furo na ponta do dedo) é feita a fim de testar seu sangue para o nível de hemoglobinas e confirmar se você tem anemia ou não.

Você vai entra para uma sala onde há cadeiras quete deixam em uma posição confortável, nem sentado, nem deitado. Uma veia é escolhida para a coleta e um volume de sangue entre 400 ml e 450 ml são coletados em uma bolsa bolsa plástica, que contém solução anticoagulante e preservante. Uma pequena parte de seu sangue é coletado para testes laboratoriais de doenças infecciosas transmissíveis por transfusão e para saber qual seu tipo sanguíneo e seu fator RH.

Assim que a coleta termina, o doador é encaminhado para uma sala onde há um o lanche o aguardando, assim como também líquidos para reposição do organismo. Em média, o doador fica 40 minutos no hemocentro.

Após deixar o hemocentro, o doador deve evitar esforços físicos por pelo menos 12 horas, aumentar a ingestão de líquidos, não fumar por duas horas, evitar bebidas alcoólicas por 12 horas, manter o curativo no local da agulha da doação por pelo menos quatro horas e não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho, evitando com estas precauções que você cause algum dano ao seu corpo.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.