Durante a preparação para uma prova ou simplesmente para correr no dia a dia, a pessoa deve estar atenta ao percurso que irá enfrentar e principalmente se informar sobre a forma correta de se exercitar neste percurso.

Correr vai muito além de vestir um tênis, pegar uns óculos escuros e uma garrafinha de água e sair correndo por ai. É importante observar o tipo de piso, as características do ambiente e adequar os seus gestos da corrida para manter sempre seu corpo saudável.

Neste artigo vamos falar de um ponto importante para os corredores, os cuidados que devem tomar ao correr ou caminhar em descidas. Quais os riscos de correr em descidas? Como correr ou caminhar em descidas de maneira segura? Treinar em descidas é bom?

Ao longo deste artigo vamos responder todas estas perguntas e explicar os cuidados que deve ter para evitar lesões e aprimorar os resultados da sua corrida com treinos em descidas.

Vamos começar falando do principal erro de quem começa a correr em descidas que é o controle da velocidade. Aumentar a velocidade de acordo com a descida é um erro comum e muito perigoso.

Quanto maior for à velocidade, maior será o impacto da atividade nas articulações, consequentemente haverá uma chance maior de o corredor desenvolver lesões, principalmente se o mesmo não tiver uma boa preparação articular e muscular.

Riscos ao correr em descidas

Quando o corredor não realiza uma adaptação e uma transição progressiva para correr em descidas, o mesmo está aumentando e muito às chances de ter alguma lesão grave. A maior parte das lesões acontece nos joelhos, justamente por ser a articulação que mais sofre nos declives.

Durante a descida, a musculatura da coxa realiza uma contração tracionando a rótula e o ligamento patelar, neste momento o joelho precisa realizar uma espécie de bloqueio para evitar a flexão excessiva e isso causa um desgaste enorme para o mesmo.

Se o corredor não estiver bem preparado para efetuar a corrida nesta situação, o mesmo pode causar uma sobrecarga indesejada provocando um processo inflamatório nos joelhos e causando muita dor.

Quais os riscos de correr em descidas

Como correr em descidas com segurança?

Como correr em descidas?

A primeira dica é começar lentamente e com muita tranqüilidade, visando adaptar o seu organismo ao novo estímulo sem oferecer um grande esforço repentino. Essa simples ação reduz consideravelmente o risco de lesões.

Quando estiver correndo em descidas, realize o movimento lentamente e observe se está seguindo as dicas a seguir, caso não esteja é necessário corrigi-los o quanto antes.

  • Quando a inclinação da descida for muito acentuada, você deve inclinar o troco para trás, mantendo-o reto.
  • Realize um rolamento da pisada, entrando sempre com o calcanhar e projetando-a para a ponta.
  • Utilize o joelho apenas como um amortecedor natural, flexionando a perna a cada entrada e passada.
  • Não tente recuperar ou ganhar tempo aumentando a velocidade na descida.
  • Mantenha um ritmo agradável aproveitando para manter o fôlego constante e sempre focado na realização correta do movimento.

Treinar regularmente neste tipo de terreno é fundamental, existem pessoas que passam anos sem treinar em descidas e depois querem voltar neste percurso como se o corpo tivesse a obrigação de guardar a maneira correta de correr em todos os lugares.

Da mesma forma que existe uma adaptação quando você corre com frequência nestes terrenos, também existe um processo de esquecimento motor quando este estímulo é retirado da rotina de treino.

Exercícios importantes para quem corre em descidas

Não somente para quem corre em descidas, mas principalmente para este grupo específico, o alongamento é fundamental e deve fazer parte da grade de treinos. Realizar o alongamento de forma correta e orientada permite uma preparação da musculatura e das articulações exigidas durante as corridas em descidas.

Outro aliado na prevenção de lesões e favorecimento do desempenho na corrida é o trabalho de fortalecimento muscular. Trabalhar o equilíbrio dos músculos envolvidos na corrida é algo indispensável. O equilíbrio muscular ajuda na prevenção de sobrecargas nocivas às articulações.

Se o corredor seguir as dicas que passamos neste artigo, ele certamente irá evitar lesões e aumentará seu desempenho na corrida de forma segura e saudável. Busque sempre informações e utilize os novos desafios como aliados e não como fatores de riscos para sua atividade física.

A melhor forma de praticar atividade física de forma segura é contando sempre com a orientação de um profissional de Educação Física, uma vez que o mesmo é capacitado para te orientar e efetuar correções de gestos, fatores que podem melhorar e muito sua qualidade de vida e prevenir diversos riscos.

Por fim, indicamos que você jamais inicie qualquer atividade física sem antes consultar o seu médico, realizar os exames específicos e obter a liberação médica para praticar atividade física. A prevenção é sempre o melhor remédio!

Agradecemos por sua atenção e convidamos para continuar em nosso site. Existem diversos artigos sobre corrida e você buscar informações que podem te deixar ainda mais preparado para desfrutar desta fantástica modalidade.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.