De instrutores de dança até treinadores de equipe e personal trainers, as chances são que você tenha obtido uma série de conselhos mistos sobre alongamento. É uma boa ideia alongar, com uma recomendação por especialistas do alongamento de cada um dos principais grupos musculares pelo menos duas vezes por semana durante 60 segundos por exercício.

Flexibilidade e exercícios regulares ajudam a manter a sua amplitude de movimento com a idade, alguns estudos têm mostrado. Por exemplo, alongamento regular pode ajudar a manter os quadris e as coxas flexíveis com a idade. Regularmente alongamento dos músculos que estão encurtados constantemente através de sua postura de trabalho ou rotina diária pode aliviar e prevenir a dor crônica. Se você tem dor nas costas de sentar em uma mesa todos os dias, alongar pode ser a solução. Se o seu trabalho o mantém na mesma posição durante todo o dia , a recomendação é fazer pausas de 2 minutos para reverter essa postura pelo menos a cada hora.

E como melhorar a flexibilidade? Seguindo nossas dicas abaixo.

Você precisa segurar o alongamento para obter o benefício?

Não necessariamente. Faça o alongamento de um músculo em toda a extensão e segure por 15 a 30 segundos, o que é chamado de alongamento estático. Não há mal nenhum em alongamento dessa maneira, desde que você não estique até doer. Mas estudos sugerem um estiramento dinâmico é tão eficaz e, às vezes melhor, especialmente antes do treino.

Um alongamento dinâmico, como o movimento circular de braços e balançar as pernas até os limites, move um grupo muscular fluido através de todo um leque de movimento.

Melhorando a flexibilidade

Ao trabalhar sua flexibilidade, dores que vem com a idade diminuem e consequentemente, sua qualidade de vida melhora consideravelmente. (Foto: www.buzzle.com)

Você deve alongar antes do exercício?

Não necessariamente. Não está provado que o alongamento ajuda a prevenir lesões, reduzir a dor muscular após o exercício ou melhorar o seu desempenho. Alongamento estático antes do exercício pode enfraquecer o desempenho, como em exercícios de velocidade de sprint. A razão mais provável é que a realização do alongamento cansa os músculos.

Você deve aquecer fazendo alongamentos dinâmicos, que são como o seu exercício, mas em menor intensidade. Um bom aquecimento antes de uma corrida pode ser uma caminhada, cooper, movimento das pernas, agachamentos, pular corda. O segredo é começar devagar e gradualmente aumentar o ritmo.

Você deve alongar após o exercício?

Este é um grande momento para esticar o corpo. Todo mundo é mais flexível após o exercício porque você aumentou a circulação para os músculos e articulações ao movê-los. Se você fizer alongamentos estáticos, você vai obter o máximo benefício a partir de agora com eles. Depois de passar por um treino de corrida ou peso, você pode andar um pouco para esfriar. Então você deve fazer alguns alongamentos. É uma ótima maneira de terminar um treino.

Se você já fez uma longa corrida e depois não fez nada depois disso, você vai ficar mais “duro” e pode aumentar o acúmulo de ácido lático no corpo. Isso causa dores.

Para quem está sedentário, uma dica é passar a andar um pouco mais por dia para incorporar o alongamento na rotina, o que nos leva ao nosso último tópico:

Você pode alongar a qualquer momento do dia?

Sim. É simplesmente importante que você estique seu corpo em algum momento. Isso pode ser quando você acordar, antes de dormir ou durante os intervalos no trabalho. Alongamento ou flexibilidade deve ser uma parte de um programa regular que pode ser incluído em qualquer parte da sua rotina. Basta se dedicar um pouco e correr atrás dessa meta! Mas dê um tempo para os resultados: nada acontecerá de forma milagrosa.

E você já alonga? Sente diferenças na sua saúde e rotina? Sua flexibilidade melhorou? Compartilhe nos comentários abaixo, pois queremos saber como alongar mudou (ou não) sua qualidade de vida!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.