O papel que as proteínas desempenham no nosso corpo não pode ser subestimado. Precisamos de proteínas para o crescimento, reparação e reposição de tecidos e músculos desgastados. Não podemos falar de proteínas sem mencionar os aminoácidos porque formam a base das proteínas. E existe um tipo de aminoácido chamado cisteína cujos benefícios para a saúde tem feito ele ganhar certa popularidade.

O que é a cisteína?

Cisteína é um componente de proteína que é um aminoácido não essencial desempenhando um papel importante na síntese de proteínas, desintoxicação e várias reações metabólicas no organismo. Ela contribui para reações enzimáticas no corpo humano. A cisteína pode naturalmente ser fabricada pelo organismo em condições fisiológicas normais com a disponibilidade de metionina em quantidades adequadas.

Fontes naturais de cisteína

Podemos obter cisteína de diferentes plantas, como alho, cebola, brócolis, aveia, couve de Bruxelas, pimenta vermelha etc. As fontes animais de cisteína incluem carne, produtos lácteos e ovos. Na indústria, a cisteína é obtida pela hidrólise de cabelo humano, pelos de porco e penas de galinha. A fabricação sintética ocorre através da fermentação de uma variação na bactéria E.Coli que leva à produção de L-cisteína.

Cisteína: função dela no corpo

A cisteína tem várias funções no organismo. Dentre as mais importantes estão:

Precursora para a glutationa

A glutationa é um antioxidante muito significativo que ajuda a prevenir danos aos componentes das células. Tal dano pode ser provocado por espécies reativas ao oxigênio como radicais livres, peróxidos, etc. A glutationa é feita de cisteína e é a forma através da qual a cisteína expressa propriedades antioxidantes.

Fonte de enxofre

A cisteína ajuda a fornecer sulfureto, um componente do enxofre que é importante no metabolismo corporal. O enxofre que se encontra na nitrogenase e nos aglomerados de enxofre de ferro é obtido da cisteína.

Fontes de cisteína

Alimentos ricos em cisteína são carnes e fontes animais, num geral. (Foto: Nootriment)

Usos da cisteína

A cisteína é comumente usado na fabricação de sabores alimentares. Por exemplo, quando a cisteína reage com o açúcar, o resultado é um sabor de carne. Em termos de cuidados pessoais, a cisteína é usada para fazer ondulados permanentes nos cabelos, sendo também usada para quebrar as ligações dissulfureto contidas na queratina.

A cisteína também é usada como medida preventiva para o álcool pois ajuda a combater os efeitos negativos do álcool no corpo humano, que incluem danos no fígado que subsequentemente levam à cirrose. Também ajuda a diminuir casos de ressaca entre os alcoólatras. A cisteína consegue isso, contrariando os efeitos negativos do acetaldeído e facilita o próximo processo de metabolismo que converte o acetaldeído nocivo em ácido acético inofensivo, que não terá um impacto negativo na saúde de um alcoólatra. Porém, não faz milagres, e o alcoolismo vai continuar sendo danoso ao alcoólatra caso ele continue bebendo. A cisteína também serve para atuar como expectorante.

Fabricação de suplementos com cisteína

A cisteína é imensamente usada na fabricação de suplementos. Também é usada como suplemento na dieta, como um antídoto no caso de se tomar uma overdose de acetaminofeno. Em animais como a ovelha, a cisteína torna-se muito importante também. Isso é porque ela ajuda as ovelhas a produzirem lã, por exemplo.

Cisteína é, de fato, um aminoácido muito importante não só em nossos corpos, mas também em várias aplicações na vida. As pessoas devem ser encorajadas a tomar uma dieta rica em cisteína, a fim de aumentar o nível deste aminoácido semi-essencial no organismo. Tem imensos benefícios para a saúde. Cisteína certamente contribuirá positivamente para uma boa saúde. É um componente tão importante quanto qualquer outro.

Dosagem da cisteína, onde encontrar, e preço

A dosagem da cisteína deve ser recomendada por um médico que esteja acompanhando sua situação de nutrição e saúde. A dosagem geralmente recomendada é entre 200 mg e 500 mg por dia. Ela pode ser encontrada em lojas de suplementos, farmácias de manipulação e online, com preços que variam de 5% a até 20% do salário mínimo para um pote com 60 cápsulas de 500 mg.

Efeitos colaterais da cisteína

A cisteína é geralmente segura para o consumo adulto. Pode causar náusea, vômitos, diarreia ou constipação. Em raros casos pode causar irritações na pele, febre, dores de cabeça, tontura, pressão sanguínea baixa, e problemas no fígado. Quando respirada pode causar inchaço na boca, nariz escorrendo, tontura, e pressão no peito. Mulheres grávidas, portadores de asma, alérgicos, portadores de distúrbios no sangue e quem está para fazer uma cirurgia ou acabou de fazer uma devem tomar cuidados especiais no consumo da cisteína, seguindo aos conselhos médicos adequados.

Você usa a cisteína no dia a dia? Como faz o uso da cisteína? Quais efeitos ela já trouxe para sua saúde?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.