Quando alguém que você conhece tem um problema com o álcool, você pode se perguntar em que ponto ele ou ela pode ser considerado alcoólatra ou alguém com vício em álcool. Definir precisamente esses termos pode ser difícil, mas essencial para propor a melhor intervenção. O vício em álcool é um termo amplo pois psiquiatras observam o abuso do álcool e a dependência do álcool de maneiras diferentes. Em contraste com o abuso de álcool, as pessoas com dependência de álcool experimentam sintomas de abstinência física quando param de beber. A dependência inclui tudo o que define o excesso, além da dependência física, tolerância e abstinência.

Quando uma pessoa e considerada alcoólatra: entendendo o abuso

Os especialistas médicos consideram que o abuso é o uso regular de uma substância que leva a graves deficiências psicológicas e/ou físicas. Se a pessoa demonstrar um ou mais dos seguintes sintomas durante o mesmo ano, ele ou ela é considerado um abusador de substâncias:

  • Uso repetido de substâncias até o ponto de não poder cumprir as responsabilidades: não atuar bem no trabalho, ser suspenso da escola, estar repetidamente atrasado ou ausente dos deveres exigidos ou negligenciando as tarefas domésticas.
  • Uso repetido de substâncias em conjunto a riscos envolvidos: como o uso de equipamento operacional ou condução de um carro sob a influência de álcool.
  • As dificuldades repetidas com a lei relacionada ao uso de substâncias: prisão por agressão física ou condução embriagada, por exemplo.
  • Insistir em usar a substância, independentemente de dificuldades pessoais ou sociais continuadas ou repetidas por causa dela: agressão verbal ou física a um ente querido, discussões frequentes sobre o uso de substâncias.
Sinais do alcoolismo

O alcoolismo pode destruir famílias inteiras, e identificar o sinais o quanto antes pode contribuir para uma cura mais rápida. (Foto: Discovery Place)

Entendendo a dependência do álcool

Quando o consumo excessivo de álcool leva a uma necessidade física real de beber, as pessoas se tornam dependentes do álcool. A dependência é definida como uso habitual que leva ao comprometimento psicológico e físico significativo demonstrado por três ou mais dos seguintes elementos no mesmo ano:

  • Precisar de maiores quantidades de álcool para satisfazer os desejos.
  • Passar pela abstinência quando não usa álcool, com sintomas como tremores e agitação.
  • Tomar a substância ou uma similar para evitar os efeitos da abstinência.
  • Usar a substância por mais tempo do que o planejado ou mais freqüentemente e em maiores quantidades.
  • Incapacidade de reduzir o uso, apesar de um sincero desejo de fazê-lo.
  • Passar uma quantidade significativa de tempo tentando adquirir a substância.
  • Passar menos tempo no trabalho ou em outras atividades por causa do uso de substâncias; Uma pessoa pode abandonar completamente as atividades que anteriormente eram divertidas.
  • Continuar a beber apesar de estar ciente de que o álcool está causando dificuldades psicológicas ou físicas.

Alcoolismo: diferença de gravidade e os sinais

Uma pessoa pode experimentar muitos problemas relacionados ao álcool ou alguns poucos, e, no entanto, ser considerado um alcoólatra. Quanto mais problemas uma pessoa tem em sua vida diária, mais grave é o vício. Para determinar a gravidade do vício em álcool, faça as seguintes perguntas:

  • A pessoa frequentemente diz coisas inapropriadas?
  • Como é o equilíbrio da pessoa quando caminha?
  • Seu discurso é muitas vezes prejudicado pelo álcool?
  • Geralmente está bêbado?
  • Perde dias de trabalho?
  • Teve problemas com a lei por beber e dirigir?
  • Está tendo problemas de saúde relacionados ao vício do álcool, como azia, problemas no fígado, pressão alta ou insônia?

O espelho do alcoólatra

Se você suspeita que tem um problema em beber, há etapas que você deve tomar imediatamente. O CAGE é um breve questionário que você pode tomar para ajudar a determinar se você tem um problema com álcool. Se a resposta a duas ou mais das quatro perguntas CAGE for sim, é provável que você tenha um problema.

  • C significa corte: você já sentiu que deveria reduzir o seu consumo de álcool?
  • A significa aborrecimento: as pessoas te aborrecem criticando a sua bebida?
  • G é a culpa: você já se sentiu culpado por beber?
  • E significa acordar: alguma vez você já teve que beber assim que acordou para estabilizar seu estado emocional ou superar a ressaca?

Outras perguntas que você deve fazer incluem: o álcool está causando problemas em qualquer área da sua vida? Você usa álcool, apesar das repetidas consequências negativas em seus relacionamentos, no trabalho e com a lei?

Quaisquer consequências negativas em apenas uma área de sua vida, independentemente de quanto e quantas vezes você bebe, são motivo de preocupação e uma indicação de que você precisa da ajuda de um profissional.

Se você sentir que tem que beber ou beber demais de cada vez, ou mesmo se você encontrar apenas um dos critérios CAGE, você deve procurar ajuda profissional. Peça ao seu médico que o encaminhe para um terapeuta especializado em vícios.

Não espere mais: agora é a hora de começar a tomar o controle de sua vida e sentir-se bem com você novamente. Se você ou alguém de sua família está com esses sintomas, procure logo um profissional para te auxiliar na recuperação do indivíduo.

Você conhece alguém com problemas com álcool? Como você faz para ajudar essa pessoa?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.