A medida que os profissionais se tornam cada vez mais obcecados com a realização e a produtividade, a prática de aumentar quimicamente o desempenho é cada vez mais comum. Os nootrópicos, são suplementos que afirmam melhorar a função cognitiva, aumentar o estado de alerta e fortalecer a memória e a lembrança da informações. Adotados por executivos, estudantes universitários ambiciosos e até mesmo médicos, os nootrópicos estão aparecendo com cada vez mais força. Mas eles funcionam? Qual o efeito deles no organismo?

Pilula da inteligência: os perigos

Há um lado sombrio para esse fenômeno. Jovens já morreram quando calcularam mal uma dose de cafeína em pó, um dos nootrópicos mais populares e prontamente disponíveis no mercado. O pior é poder adquirir os produtos sem receita, em qualquer lugar, e ninguém fala sobre os perigos dessas substâncias. Por exemplo, a cafeína pura pode ser letal mesmo em quantidades muito pequenas, e as empresas e pessoas mal intencionadas continuam pregando a “segurança” das pílulas da inteligência.

Sob a ampla definição do termo nootrópico, há uma caixa de dúzias de substâncias cognitivas potenciais, incluindo suplementos bem pesquisados, como a creatina, derivados de plantas, e até medicamentos normalmente prescritos para tratar a narcolepsia. Mas sem mais estudos de supervisão e longo prazo, não há como saber quais serão as conseqüências de transformar seu cérebro através de uma experiência química.

Efeitos das pílulas da inteligência

Pílulas da inteligência são um risco para sua saúde, e todo cuidado no consumo delas ainda é pouco. (Foto: Tag Camp)

Remédio para inteligência: o que são os nootrópicos?

Os nootrópicos, classificados como suplementos dietéticos, podem ser comercializados livremente e não exigem receita de um médico. São perfeitamente legais mas também preocupantes. Não há como saber com certeza o que você está recebendo ao comprar um desses “remédios”. Adicione a essa preocupação a prática de empilhar nootrópicos para atingir estrategicamente uma gama mais ampla de benefícios e as coisas podem piorar rapidamente.

Posso tomar a pílula para inteligência?

Nenhuma pílula vai fazer milagres com sua inteligência. O que elas fazem, geralmente, é afetar o funcionamento do seu cérebro para melhorar a eficiência de certos processos. Tendo isso em mente, é necessário também o acompanhamento médico para garantir que você está usando as doses corretas dos remédios para a inteligência e para saber se pode haver opções ao invés da pílula. Outras coisas que são importantes saber incluem:

Alguns remédios para inteligência e substâncias nootrópicas tem um histórico de funcionamento melhor que outras

Na ausência de dados científicos, informações anedóticas de riscos conhecidos e efeitos colaterais são frequentemente postadas online. Então faça um pouco de investigação. Quando você perguntar, você pode ouvir que alguns nootrópicos não cumprem suas promessas. E não há absolutamente nenhuma evidência clara de que certas substâncias provocam benefícios no longo prazo. Assim, embora a análise de benefício e risco de muitos nootrópicos permaneça obscura, a falta geral de regulação torna extremamente provável que uma substância nociva possa ser consumida até que ela seja “descoberta”.

A dosagem é importante

Comprimidos ou fazendo sua própria mistura são as opções para as pílulas da inteligência. Obter a dose correta pode ser complicado. Não há informações suficientes sobre segurança e dosagem, sequer testes de combinações de ingredientes para mostrar um benefício em relação ao placebo, exercícios regulares e dieta saudável. Em outras palavras, é fácil se confundir, ou considerar adicionar uma segunda colher de chá cheia para sua vitamina matinal. Mas lembre-se que mesmo uma substância tão consumida como a cafeína pode ser letal na dosagem errada.

Brincar com o seu cérebro pode te enganar

Embora possa não ser perigoso confiar nos nootrópicos de uso comum para facilitar sua vida, os riscos a longo prazo de se tornar dependente dessas drogas e suplementos é um grande ponto de interrogação. O cérebro é complicado. Ao tentar drogá-lo, você arrisca perturbar seu equilíbrio. Os nootrópicos funcionam de várias maneiras, muitas das quais ainda não são totalmente compreendidas pelos pesquisadores. E a manipulação excessiva de sistemas de neurotransmissores pode levar a uma variedade de problemas desagradáveis, incluindo síndrome de serotonina, depressão e ansiedade. E certos medicamentos de inteligência que aumenta, os níveis de neurotransmissores no córtex pré-frontal, podem ser altamente viciantes se usados de maneira inadequada.

Um medicamento pode funcionar para um e agravar os problemas de outro

O impacto dessas drogas em cérebros saudáveis ​ e seu cérebro em particular é menos claro do que de medicamentos testados tradicionalmente. E, embora seja verdade que muitas pessoas saudáveis ​​tomam uma variedade de nootrópicos e drogas inteligentes todos os dias com poucos efeitos colaterais, a realidade é que cientistas e profissionais médicos não têm ideia do impacto a longo prazo dessas pílulas. Por exemplo, uma dose de cafeína pode ajudar quem sofre com cansaço e sono durante o dia, mas pode agravar as crises de ansiedade para outras.

Então, vale a pena o risco?

Pelo menos uma coisa é bastante clara: os chamados medicamentos inteligentes não o tornarão inteligente. Tomar uma pílula ou uma “pilha” de suplementos por dia não vai transformá-lo no próximo Einstein. Eles podem ser ferramentas arriscadas para facilitar um trabalho. Por isso, tome muito cuidado!

Você já tomou uma pílula da inteligência? Como funcionou para você?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.