5 vitaminas para fortalecer o cabelo

Escrito na categoria "Beleza" por André M. Coelho.

A perda de cabelo afetará todos em algum momento de sua vida. O cabelo é uma parte essencial da autopercepção e da autoconfiança, e pode ser frustrante e deprimente perder cabelos ou tê-los com uma aparência ruim. A perda e fraqueza dos cabelo é normalmente causada por fatores genéticos, ambientais, hormonais e relacionados à idade, e deficiências nutricionais podem piorar ainda mais a situação. Muitos ignoram a importância de uma dieta saudável, e muitas doenças  estão de uma forma ou outra relacionadas à nutrição. Obter o equilíbrio adequado de vitaminas, minerais e outros nutrientes é vital para o cabelo saudável. Este guia falará sobre as 5 principais vitaminas para o crescimento do cabelo e mostrará como cada vitamina está envolvida no processo complexo do ciclo normal do cabelo.

Vale lembrar: antes de consumir qualquer vitamina, consulte um médico para verificar a dose certa para suas necessidades diárias. Excesso de vitaminas pode fazer mais mal do que bem.

Vitamina A é uma vitamina para fortalecer o cabelo

A vitamina A refere-se a um grupo de vitaminas lipossolúveis que estimulam e apoiam o sistema imunológico e a visão. Este grupo de vitaminas é ativo em muitos processos biológicos. Um dos mecanismos mais prejudiciais que danifica o cabelo é o estresse oxidativo. Essencialmente, é quando os radicais livres se formam no corpo e causam danos às células, tecidos e órgãos.

Como a vitamina A ajuda os cabelos?

A vitamina A tem excelentes propriedades antioxidantes, tornando-se uma das melhores vitaminas para o crescimento saudável dos cabelo. A vitamina A mantém a pele limpa, saudável e flexível. A pele no couro cabeludo também deve ser devidamente hidratada e deve ter boa circulação sanguínea para funcionar adequadamente. Isso coloca a vitamina A na lista de vitaminas essenciais para o cabelo forte e cheio.

Estudos tem demonstrado que o esgotamento da vitamina A no organismo causa estresse oxidativo e privação de energia. O efeito do estresse oxidativo no cabelo pode ser devastador. Isso leva a enfraquecimento dos folículos capilares e queda de cabelo e, se houver deficiências vitamínicas em uma idade jovem, pode começar a sofrer a perda de cabelo no início da vida.

Quais os alimentos que contêm vitamina A?

Boas fontes de vitamina A podem ser encontradas em muitas frutas, vegetais e produtos de origem animal. Eles incluem:

Qual é a dosagem recomendada?

A dieta recomendada (RDA) para adultos é a seguinte (em microgramas):

Outra coisa importante a notar é que, ao contrário de algumas vitaminas, como a biotina que podem ser tomadas em quantidades muito elevadas, a vitamina A pode causar efeitos colaterais graves se for tomada em doses tóxicas. Esses efeitos colaterais incluem perda de cabelo, portanto existe o risco de fazer mais mal do que bem ao comprar e tomar pílulas vitamínicas naturais que excedem o valor recomendado diariamente.

Vitaminas para os cabelos

Aplique as vitaminas certas nos cabelos para que eles fiquem mais fortes e muito mais bonitos. (Foto: Natural Living Ideas)

A vitamina B é uma vitamina boa para o cabelo

A família de vitaminas B inclui várias vitaminas específicas para o crescimento do cabelo e, em geral, todas as vitaminas B estão envolvidas no metabolismo celular. O complexo de vitamina B é um poderoso exército de 8 principais vitaminas essenciais.

Como as vitaminas B ajudam os cabelos?

As duas vitaminas mais importantes para o crescimento saudável dos cabelos na família B são a biotina e a niacina. A biotina desempenha um papel fundamental na síntese proteica. A queratina é uma das proteínas vitais para o cabelo forte e grosso, como é o que proporciona estrutura e força dos cabelos. A biotina está incluída em todos os suplementos de cabelo, pele e unhas, mesmo que a evidências clínicas não tenha provado que é tão eficaz quanto as empresas dizem. Mas mesmo que a ciência não seja bastante acelerada com a biotina, é claro a partir de estudos como este que ela desempenha um papel vital na perda de cabelo. Já a niacina engloba o complexo vitamínico B3, que inclui ácido nicotínico e nicotinamida. A niacina está envolvida em vários processos fisiológicos, incluindo o metabolismo da gordura. Niacina também está envolvida na saúde do cabelo e da pele. Estimula o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo, melhora as propriedades de barreira da pele e auxilia na remoção de resíduos da pele. Se alguém tem cabelo crescendo lentamente ou ficando mais fino, tomar a niacina deve ser parte da dieta. Além da suplementação oral, evidências recentes notaram a niacina como uma solução tópica para tratar a perda de cabelo. Isso demonstrou um aumento significativo na plenitude dos cabelos, mostrando que a aplicação tópica de niacina a longo prazo pode promover o crescimento dos cabelos para as mulheres que sofrem de perda de cabelo.

Quais alimentos contêm vitaminas B?

Existem muitas comidas que são ricas em Vitaminas B. Elas incluem

Qual é a dosagem recomendada?

Ao longo dos anos, pesquisadores e especialistas em nutrição analisaram a configuração não os requisitos mínimos para a biotina, mas ma dosagem máxima. Parece que a biotina tem poucos efeitos colaterais, mesmo quando administrados ao longo de milhares de vezes.  Os requisitos diários para a biotina são os seguintes:

Os requisitos diários para a niacina são os seguintes:

Vitamina C está entre as vitaminas que fazem bem para o cabelo

A vitamina C é talvez a vitamina mais conhecida que promove o crescimento e a força dos cabelos. A vitamina C é um forte antioxidante e ajuda o sistema imune a combater as infecções.

Como a vitamina C ajuda os cabelos?

A vitamina C tem propriedades antioxidantes vitais que já fazem um forte papel no crescimento do cabelo. Ela neutraliza radicais livres, moléculas altamente reativas, que podem prejudicar diretamente lipídios, proteínas e DNA. A vitamina C está envolvida em muitos processos biológicos, incluindo síntese de colágeno. Isto é importante, pois o colágeno está incluído em vários tecidos diferentes, como a pele, cabelos e vasos sanguíneos. A deficiência de vitamina C afeta a criação real do eixo do cabelo, influenciando a força do eixo e, portanto, sendo citada como uma causa indireta da perda de cabelo durante a fase de repouso do folículo piloso.

Quais alimentos contêm vitamina C?

Todo mundo sabe que as frutas cítricas são altas em vitamina C, mas há mais alimentos que você deve comer para obter a dose diária necessária de vitamina C:

Qual é a dosagem recomendada?

A vitamina C é uma das vitaminas essenciais para o crescimento dos cabelos. Para manter os cabelos lindos, brilhantes e fortes, incluem alimentos ricos em vitamina C. Os requisitos diários são os seguintes:

Vitamina D é também boa para os cabelos

A família de vitaminas D inclui várias vitaminas importantes que estão envolvidas na absorção de cálcio, magnésio e fósforo. Os seres humanos recebem sua dose diária de vitamina D através de alimentos e luz do sol. Isso ocorre porque a vitamina D é sintetizada na pele. Não se preocupe, é impossível obter excesso de vitamina D, pois as overdoses são atenuadas por um equilíbrio natural no corpo. A vitamina D promove a função normal do sistema imunológico, resposta inflamatória normal e função muscular.

Como a vitamina D ajuda os cabelos?

A vitamina D desempenha vários papéis fundamentais na manutenção do cabelo e da pele. A deficiência de vitamina D também tem sido diretamente associada à perda de cabelos. O corpo humano tem receptores de vitamina D na pele, que foram mostrados em estudos para desempenhar um papel fundamental na manutenção do folículo capilar. A vitamina D estimula e regula os queratinócitos, as células que produzem queratina. A vitamina D mostrou-se promissora como uma solução tópica para a alopecia em estudos realizados em animais. Embora as tentativas tenham sido feitas para recriar esse crescimento do cabelo em seres humanos, não há evidências suficientes disponíveis para recomendá-la de forma tópica. Um estudo feito por cientistas encontraram uma ligação entre níveis baixos de vitamina D e perda de cabelo nas fêmeas. Os autores até propuseram que o teste de níveis de vitamina D como ferramenta de triagem poderia ser benéfico no tratamento da perda de cabelo e do cabelo fino.

Quais os alimentos que contêm vitamina D?

Qual é a dosagem recomendada?

A dosagem recomendada de vitamina D são as seguintes:

Vitamina E é boa para os cabelos

A vitamina E é uma vitamina solúvel em gordura constituída por vários compostos e frações. O composto mais biologicamente ativo é o alfa-tocoferol, um forte antioxidante que protege as membranas celulares do dano dos radicais livres. O corpo humano também exige a vitamina E para manter o sistema imunológico forte e aja contra invasores, como bactérias e vírus. A vitamina E funciona em sinergia com a vitamina K para fazer glóbulos vermelhos e evita a coagulação dentro dos vasos sanguíneos.

Como a vitamina E ajuda os cabelos?

Os principais benefícios da vitamina E no crescimento e beleza do cabelo estão enraizados em suas potentes propriedades antioxidantes. Como já mencionado, o estresse oxidativo está no cerne dos fatores de risco de perda de cabelo. Isso é importante porque há evidências de que o estresse oxidativo contribui para o cabelo grisalho e perda de cabelos.

Quais os alimentos que contêm vitamina E?

Qual é a dosagem recomendada?

As recomendações diárias para a vitamina E são as seguintes:

Quais dessas vitaminas você já consome na sua dieta? Quais delas ainda precisam de um complemento?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André fez parte de uma das primeiras equipes de Parkour no Brasil. Desde então, atuou junto de educadores físicos, nutricionistas, fisioterapeutas e profissionais da saúde para aperfeiçoar seus conhecimentos. Desde 2012, escreve dicas de saúde e exercícios físicos que aprendeu e continua aprendendo. Em 2019 tornou-se instrutor de Muay Thai e Kickboxing, compartilhando com seus alunos para ensinar tudo que aprendeu.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista. Procure sempre orientação médica presencial antes de consumir ou utilizar qualquer produto ou substância terapêutica.