Atualmente a preocupação com o que é certo ou errado comer tem atormentado muitas pessoas. Existe tanta informação que é possível ficar totalmente neurótico. Existem muitas verdades e mitos envolvendo assuntos da nutrição esportiva.

Neste artigo de hoje vamos falar sobre a nutrição para os esportes e quais são os 7 maiores mitos existentes. Entenda melhor cada mito e suas características.

O açúcar é proibido durante a corrida

A glicose é o mais importante meio de gerar energia durante a atividade física de alta intensidade. Centenas de estudos comprovam que o consumo de açúcar simples durante o exercício, melhorava o desempenho durante as corridas superiores à uma hora de duração.

Apesar de toda essa comprovação cientifica muitas pessoas ainda evitam consumir açúcar durante a atividade e acabam passando fome ou pior, eles perdem uma grande quantidade de massa muscular.

Corredores precisam de 60% de carboidratos na dieta

Não existe medida certa que funcione para todos os seres humanos. Realmente algumas pessoas convivem bem com uma dieta de 60% de carboidratos, 20% de proteínas e 20% de lipídios, mas existem outras pessoas que iriam inchar ou ganhar peso de forma excessiva.

Estudos apontam que para as corridas com duração menor que 1 hora, 50% de carboidratos é o ideal às necessidades de muita gente, mas a melhor maneira de definir sua alimentação adequada é consultando um nutricionista e ele será capaz de avaliar e definir qual é a dieta mais indicada para seu caso.

A aumento de carboidratos é importante pré corridas

Não há necessidade de aumentar o consumo de carboidratos, principalmente se for correr menos de 90 minutos. O que podemos afirmar é que o seu efeito é mínimo, mesmo para as corridas mais longas.

Beber água mesmo sem sede

Já sabemos que quando sentimos sede é um sinal de que o corpo já está desidratando e que já deveríamos ter tomado água, mas o que é discutido neste ponto é a quantidade exagerada de água.

Estudos mostraram que ingerir água em excesso poderá levar à hiponatremia e em casos extremos até a morte se o sódio não for reposto adequadamente. É impossível absorver o liquido mais rápido do que é perdido pelo suor. Ingerir água apenas quando se sente cedo diminui o risco de sintomas gastrintestinais, como diarreia ou gases.

Quais os maiores mitos da nutrição esportiva?

Os maiores mitos da nutrição esportiva

Câimbras são causadas por desidratação

Não é possível afirmar isso. As câimbras possuem diversas causas e a principal dela é o esforço excessivo. Geralmente as pessoas que sentem câimbras, são aquelas que exageram na atividade física ou tem uma predisposição natural ao desenvolvimento deste problema.

As bebidas isotônicas são todas iguais

Outro assunto bem polêmico e mal esclarecido. De uma maneira geral, estas bebidas isotônicas são compostas por água + carboidratos + sódio + potássio, mas alguns produtos contam com mais carboidratos e outros com menos.

Os especialistas afirmam que o ideal é ficar entre 6% e 8% da composição. Você pode encontrar bebidas que adicionam aminoácidos ou vitaminas antioxidantes. Existem pessoas que se dão super bem com as bebidas com aminoácidos, outras pessoas são intolerantes a estas fórmulas e acabam apresentando mal-estar ou dores abdominais.

Máximo rendimento só com suplementos

Grande parte das pessoas faz dos suplementos sua fonte psicológica de força, ou seja, sem eles as pessoas não conseguem atingir certos resultados. Existem benefícios nos suplementos, mas os mesmos devem ser indicados pelos nutricionistas em casos especiais.

Estudos foram realizados, mas nenhum conseguiu confirmar uma melhoria no rendimento após o consumo de qualquer suplemento. A maioria dos grandes esportistas não consome nenhum produto especial, apenas tem uma dieta alimentar controlada e balanceada.

Estamos chegando ao final deste artigo e o que podemos dizer é que muitas são as informações errôneas ou que são passadas de forma incompleta ou confusa, situações que acabam trazendo dúvidas e interpretações erradas.

A maneira inteligente de agir frente às estes casos é buscar referências confiáveis e que nos permitam fazer um julgamento e uma avaliação mais crítica da situação. Lembre-se que cada pessoa é única e seu organismo irá responder de formas diferentes em grande parte das situações.

Evite dor de cabeça e busque orientação de profissionais especializados. A melhor de não gastar dinheiro à toa e preservar sua saúde. Um nutricionista esportivo de confiança poderá te orientar sobre um programa alimentar de acordo com suas reais necessidades.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.