Entre cada um dos ossos da coluna vertebral (a vértebra) há um disco. Estes discos funcionam como amortecedores e ajudam a amortecer seus ossos. Uma hérnia de disco é uma que se estende para além da cápsula que a contém e empurra para o canal espinhal. Você pode ter uma hérnia de disco em qualquer lugar da coluna vertebral, mesmo no seu pescoço, mas é mais provável que ocorra na parte inferior das costas (vértebras lombares).

Você pode desenvolver uma hérnia de disco levantando algo do jeito errado ou torcendo de repente sua coluna vertebral. Outras causas incluem o excesso de peso e a degeneração devido à doença ou envelhecimento.

A hérnia de disco nem sempre causa dor ou desconforto, mas se ela se empurra contra um nervo na parte inferior das costas, você pode ter dores nas costas ou nas pernas (ciático). Se houver uma ocorrência de hérnia em seu pescoço, você pode ter dor em seu pescoço, ombros e braços. Além da dor, uma hérnia de disco pode levar a entorpecimento, formigamento e fraqueza.

Cirurgia de hérnia de disco: quando é necessária?

A cirurgia que envolve a coluna vertebral geralmente não é recomendada até que você tenha tentado todas as outras opções. Estas podem incluir:

  • Antiinflamatórios não esteroides
  • Analgésicos
  • Exercício físico ou fisioterapia
  • Injeções de esteroides
  • Descanso
  • Perda de peso
  • Osteopatia

Se estes são ineficazes e você tem dor persistente que está interferindo com sua qualidade de vida, existem várias opções cirúrgicas.

Mas o importante a saber é que a maioria dos problemas nas costas pode ser cuidada com tratamentos não cirúrgicos, como medicação anti-inflamatória, gelo, calor, manipulação osteopática, injeções espinhais e fisioterapia. Quando as opções de tratamento conservadoras não fornecem alívio, a cirurgia pode ser uma opção. No entanto, não ajuda para todo tipo de dor nas costas. A cirurgia normalmente é apenas necessária em uma pequena porcentagem de casos.

Algumas razões comuns para quando a cirurgia de hérnia de disco pode ser necessária: fraturas vertebrais ou condições relacionadas à osteoporose, vértebras fraturadas, alguns casos de abaulamento ou hérnia de discos ou compressão dos nervos espinhais.

Quando a dor nas costas é grave ou persistente, recomenda-se a avaliação por um especialista médico. Os sinais de alerta que devem levar a uma avaliação médica urgente incluem a presença de febre, dor que piora, movimento progressivo da dor nas costas, dormência na área da lesão ou perna, presença de nódulo ou área com uma incomum forma e dor que não está aliviada em repouso ou perturba o sono.

Quando fazer cirurgia de hérnia de disco

A cirurgia para a hérnia de disco deve ser uma última opção dados os riscos envolvidos na cirurgia. (Foto: SpineUniverse)

Cirurgia de hérnia de disco é perigosa?

Ao considerar a cirurgia, certifique-se de que você consulta um cirurgião especializado (ortopedista ou neurocirúrgico) qualificado e obtenha uma segunda opinião de outros cirurgiões. Antes de recomendar um procedimento cirúrgico em relação a outro, seu cirurgião provavelmente irá solicitar exames de imagem, o que pode incluir:

  • Raio-X: produz imagens claras de suas vértebras e articulações.
  • Tomografia computadorizada: essas varreduras fornecem imagens mais detalhadas do canal da coluna vertebral e das estruturas circundantes.
  • Ressonância magnética: uma ressonância magnética produz imagens 3D da medula espinhal e raízes nervosas, bem como os próprios discos.
  • Estudos de eletromiografia ou de condução nervosa: estes medem impulsos elétricos ao longo dos nervos e músculos.

Esses testes ajudarão seu cirurgião a determinar o melhor tipo de cirurgia para você. Outros fatores importantes na decisão incluem a localização da sua hérnia de disco, sua idade e sua saúde geral. Ao fazer esses exames, reduz-se consideravelmente o risco de uma cirurgia desnecessária, além dos perigos intrínsecos a qualquer tipo de cirurgia.

Tipos de cirurgia para hérnia de disco

Depois de reunir todas as informações possíveis, seu cirurgião pode recomendar uma dessas cirurgias. Em alguns casos, uma pessoa pode exigir uma combinação de cirurgias.

Laminectomia

Nessa cirurgia um cirurgião faz uma abertura no arco vertebral (lâmina) para aliviar a pressão sobre suas raízes nervosas. Este procedimento é realizado através de uma pequena incisão, às vezes com a ajuda de um microscópio. Se necessário, a lâmina pode ser removida. Isso é chamado de laminectomia.

Discectomia ou microdiscectomia

Discectomia é a cirurgia mais comum usada para hérnia de disco na região lombar. Neste procedimento, a porção do disco que está causando a pressão sobre sua raiz do nervo é removida. Em alguns casos, o disco inteiro é removido. O cirurgião irá acessar o disco através de uma incisão nas costas (ou pescoço). Quando possível, seu cirurgião usará uma incisão menor e instrumentos especiais para alcançar os mesmos resultados. Este procedimento mais novo e menos invasivo é chamado de microdiscectomia. Em alguns casos, esses procedimentos podem ser realizados de forma ambulatorial.

Cirurgia do disco artificial

Para a cirurgia do disco artificial, você estará sob uma anestesia geral. Esta cirurgia geralmente é usada para um único disco quando o problema está na parte inferior das costas. Não é uma boa opção se você tem artrite ou osteoporose ou quando mais de um disco mostra degeneração.

Para este procedimento, o cirurgião entra através de uma incisão no abdome. O disco danificado é substituído por um disco artificial feito de plástico e metal. Você pode precisar ficar no hospital por alguns dias.

Fusão espinhal

É necessária anestesia geral para a fusão da coluna vertebral. Neste procedimento, duas ou mais vértebras são permanentemente fundidas. Isso pode ser feito com enxertos ósseos de outra parte do seu corpo ou de um doador. Também pode envolver parafusos e hastes de metal ou plástico projetados para fornecer suporte adicional. Isso imobilizará permanentemente a parte da coluna vertebral. A fusão da coluna vertebral geralmente requer uma permanência hospitalar de vários dias.

Riscos e o que esperar após a cirurgia de hérnia de disco

Todas as cirurgias tem algum risco, incluindo infecção, sangramento e danos nos nervos. Se o disco não for removido, ele pode se romper novamente. Se você sofre de doença degenerativa do disco, você pode desenvolver problemas com outros discos. Após a cirurgia de fusão espinhal, é esperada uma certa quantidade de rigidez. Isso pode ser permanente.

Após sua cirurgia, você receberá instruções de alta específicas sobre quando retomar a atividade normal e quando começar a se exercitar. Em alguns casos, a terapia física pode ser necessária. É muito importante seguir às recomendações do seu médico.

A maioria das pessoas se recupera bem após a cirurgia do disco, mas cada caso é único. Seu prognóstico individual depende de:

  • Detalhes de sua cirurgia
  • Todas as complicações que você possa ter encontrado
  • Seu estado geral de saúde
  • Prevenção de problemas

Para ajudar a evitar futuros problemas com as costas, tente manter um peso saudável. Sempre use técnicas de elevação adequadas. Músculos abdominais e traseiros fortes ajudam a apoiar a coluna vertebral, por isso certifique-se de exercê-los regularmente. Seu médico ou fisioterapeuta pode recomendar exercícios projetados para esse propósito.

Consulte seu médico antes de tomar uma decisão, e sempre busque uma segunda opinião.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.