Frutas desidratas oferecem algumas vantagens sobre frutas frescas: uma vida útil mais longa e portabilidade, pois ocupam bem menos espaço. Se você está acompanhando de perto o seu peso, frutas desidratas devem ser consumidas com moderação, pois frutas desidratadas tem mais calorias por porção do que frutas frescas. Algumas frutas desidratadas contêm açúcares adicionados no processamento que aumentam o seu teor calórico. No entanto, os frutos secos sem aditivos oferecem inúmeros benefícios à saúde.

Frutas desidratadas e altos níveis de fibra

Frutas desidratadas geralmente contém mais fibra do que o mesmo tamanho de porção de suas contrapartes frescas. As fibras ajudam a manter o seu sistema digestivo funcionando sem problemas, ajudando também a dar a sensação de satisfação ao comer. Damascos secos, por exemplo, contêm 6,5 gramas de fibras por xícara, enquanto damascos frescos contêm apenas 3,1 gramas. Uma xícara de passas contém 5,4 gramas de fibra contra apenas 1,4 gramas de uvas sem sementes. Fibra não só ajuda o seu sistema digestivo, mas também ajuda a prevenir a obesidade, doenças cardíacas e alguns tipos de câncer.

Antioxidantes nas frutas desidratadas

Alguns frutos secos são uma boa fonte de antioxidantes. Fenóis, um tipo de antioxidante, são mais abundantes em frutas como tâmaras e figos que em algumas frutas frescas, levando os pesquisadores a aconselhar que as frutas desidratas devem ser incluídas na sua dieta. Polifenóis vegetais são usados para combater doenças cardíacas, câncer, osteoporose, diabetes, e doenças degenerativas do cérebro.

Densidade dos nutrientes em frutas desidratadas

Como a maior parte da água é extraída dos frutos secos, os seus nutrientes são condensados num pequeno volume. Frutas secas como damascos, passas, ameixas e figos contêm grandes quantidades de beta caroteno, vitamina E, niacina, ferro, magnésio, potássio e cálcio.

Gorduras e calorias das frutas desidratadas

Frutos secos contém pouca ou nenhuma gordura. Eles também contêm mais calorias significativas por porção, tornando-os uma fonte natural de energia para os atletas. Eles também são um bom complemento para as pessoas que buscam ganhar peso saudavelmente. Se você está acompanhando o seu peso, você pode querer limitar a ingestão de frutas desidratadas devido ao teor de calorias.

Frutas desidratadas para variar a dieta

Desidratar frutas preservará os nutrientes por mais tempo e trará diferentes sabores para sua mesa. (Foto: www.21food.com)

Como desidratar frutas?

Escolha frutos maduros e firmes para o mais alto teor de açúcar e conteúdo nutricional, mas evite frutas danificadas ou maduras demais. Lave e enxágue a fruta para remover a cera e os pesticidas. Tenha as frutas cortadas em pedaços pequenos e espalhe em uma única camada sobre as bandejas de desidratação. A maioria das frutas será flexível quando desidratadas, ou seja, você pode dobrá-la e rasgá-la, mas não vai estar tão seca que você possa quebrá-la. O intervalo de tempo de secagem para desidratar frutas varia de acordo com o método e a fruta usada. Fatores como modelo de desidratador, umidade, espessura de suas peças de fruta, a quantidade de frutas no desidratador e suculência: tudo isso afeta o tempo que leva para desidratar as frutas.

Escolha do método de desidratação certo para você

A secagem no sol é bastante difícil porque você precisa de três a quatro dias ensolarados seguidos. Já o Forno de Secagem é um método aceitável de secagem de alimentos, mas não é muito eficiente em termos energéticos, e alimentos não ficam muito saborosos no final. Você vai precisar manter aberta a porta do forno para manter a circulação de ar durante o processo de desidratação. A desidratação elétrica é o melhor método de desidratação de alimentos, sendo energeticamente eficiente e podendo ser operado em baixas temperaturas necessárias para manter os valores nutritivos no alimento. Seu desidratador de alimentos elétrico deve ter algum tipo de controle de calor e um ventilador para manter a circulação de ar durante o processo de secagem

Desidratando frutas

Ao secar alimentos, não mantenha a temperatura muito baixa ou muito alta. Temperaturas muito baixas podem resultar em crescimento de bactérias sobre os alimentos. Temperaturas demasiadamente elevadas resultarão na comida sendo cozinhada, em vez de seca. O alimento que não é seca o suficiente vai estragar, e os alimentos que estão completamente secos perderão o seu sabor e valor nutritivo.

O alimento deve ser desidratado entre 50 e 60 graus Celsius. Você pode começar a secar o alimento em temperaturas mais altas, mas baixe a temperatura após a primeira hora. A última hora ou mais de tempo de secagem deve estar em uma configuração mais baixa. Você precisa ativar o alimento e girar as bandejas enquanto a comida está secando.

Você vai saber se as suas frutas estão secas quando quando você tocá-la, sem bolsões de umidade. Se você estiver testando a fruta, você pode rasgar um pedaço ao meio. Se você ver umidade ao longo do rasgo, a fruta não está suficientemente desidratada.

Ao armazenar o produto desidratado, tenha em mente que nenhuma umidade deve ser autorizados a entrar no recipiente. Alimentos secos absorvem a umidade do ar, de modo que o recipiente de armazenamento deve ser hermético. Alguns recipientes de armazenamento aceitáveis são frascos e sacos de plástico para congelador. Embrulhe em filme plástico as frutas e guarde-as num outro recipiente hermético. Guarde as suas embalagens de alimentos desidratados em um local escuro, fresco e seco, com uma temperatura abaixo de 20 graus.

Como preparar diferentes tipos de frutas para desidratação?

Todas as frutas devem ser lavadas, sem caroço, e cortadas. Arrume em camadas únicas em bandejas. Frutas são desidratadas a 60 graus Celsius. Você pode querer fazer um pré-tratamento de sua fruta com suco de limão ou ácido ascórbico para ela não escurecer durante a secagem. Basta cortar a fruta na solução e deixar de molho por 5 minutos.

Maçãs: descasque, retire o núcleo e corte em anéis de 1 cm ou em fatias de 0,5 cm. Faça o pré-tratamento e seque por 6-12 horas até estar maleável.

Damascos: corte ao meio e vire do avesso para secar. Faça o pré-tratamento e seque por 8-20 horas até maleável.

Bananas: descasque, corte em fatias de 0,5 cm e faça o pré-tratamento. Seque por 8-16 horas até maleáveis ou quase nítidas.

Mirtilos: seque por 10-20 horas até estar maleável.

Cerejas: corte ao meio e seque por 18-26 horas até um pouco pegajosas e com textura maleável.

Pêssegos: corte, reduzindo pela metade ou um quarto. Pré-trate e seque por 6-20 horas até maleável.

Peras: descasque, corte em fatias de 0,5 cm, e faça o pré-tratamento. Seque por 6-20 horas até ficar com a textura maleável.

Abacaxi: descasque e fatie em pedaços de 0,5 cm de espessura. Seque por 6-16 horas até pegar cor e não ficar pegajoso.

Morangos: reduza para metade ou corte em fatias grossas de 0,5 cm. Seque por 6-16 horas até ficar maleável e quase crocante.

Você tem receitas de frutas desidratadas? Como faz para deixar um gosto melhor? Tem alguma dica especial?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.