Hoje vamos falar sobre um tema importante para os amantes do exercício físico, principalmente para aquelas pessoas que treinam forte diariamente. Que o exercício é a chave do sucesso para uma vida saudável todos nós já sabemos.

O exercício físico nos permite canalizar a energia negativa de uma maneira bem construtiva, além de nos manter com boa saúde e ativo. A atividade física enquanto moderada ou com sessões de alta intensidade oferece uma série de benefícios.

Podemos citar a perda de gordura corporal e o aumento do nível geral de força e aptidão como alguns destes benefícios, mas neste artigo vamos alertar sobre os perigos de ultrapassar o limite do treinamento saudável.

A partir de agora em nosso artigo, vamos falar sobre estresses e danos a saúde causados pelos exercícios de alta intensidade. Estamos falando daquelas atividades extenuantes.

As pessoas que praticam atividades intensas com muita frequencia estão mais sujeitas a ter diversos problemas de saúde como, por exemplo, disfunção digestiva, distúrbios do sono, depressão, aumento de peso, Hipotireoidismo e doenças respiratórias.

O treinamento de alta intensidade pode causar danos ao coração?

O exercício de alta intensidade praticado diariamente em longo prazo poderá trazer mais danos ao coração do que fazer bem. Diversos estudos científicos apontam que este tipo de atividade pode causar modificações físicas nas paredes do coração, situação que pode aumentar o risco de perturbações do ritmo cardíaco.

Estudos apontam que o exercício físico regular e sem exagero é capaz de reduzir em até 3 vezes os riscos cardiovasculares, mas o exercício exagerado e sem os repousos necessários pode aumentar os riscos em até 7 vezes.

Como determinar a intensidade dos exercícios?

Neste ponto é necessário sempre ouvir nossas dicas e buscar o acompanhamento de um profissional formado em Educação Física, uma vez que o mesmo tem a formação necessária para terminar a intensidade da sua carga de treino.

Vale lembrar que cada pessoa tem um treinamento diferente, para visualizar melhor esta definição, siga o nosso exemplo. O grau de intensidade de um exercício pode ser moderado para uma pessoa de 30 anos de idade e extremamente intenso para uma pessoa de 50 anos de idade.

Fatores como a idade, capacidade física, nível de atividade física, grau de capacidade motora devem ser observados antes de qualquer planejamento. Os treinos devem sempre visar benefícios, qualquer tipo de excesso deve ser evitado.

Outro ponto de grandes pesquisas científicas tem sido a janela aberta a doenças respiratórias pós-exercícios de alta intensidade. O que seria isso? Pesquisadores afirmam que logo depois de exercícios de alta intensidade, acontece um enfraquecimento do sistema imunológico.

Isso faz parte de um processo natural das adaptações positivas que o nosso organismo tem que passar depois dos estímulos provocados pelo exercício físico. As atividades físicas de alta intensidade, principalmente nos atletas de alto rendimento, provocam um aumento da suscetibilidade a infecções do trato superior.

Treinar muito faz bem ou mal?

Treinamento de alta intensidade faz a gente gripar?

Vamos deixar bem claro, que isso deve ser motivo para deixar os exercícios físicos, pelo contrário, isso é apenas mais uma informação para permitir que faça a sua atividade em segurança e com menos riscos.

Para praticamente sanar os riscos de doenças citadas anteriormente, basta você evitar os excessos e seguir as dicas que trouxemos. Confira as melhores dicas para fugir das doenças agora:

Repousar o suficiente – Talvez este seja o ponto mais importante do nosso assunto. O sono no tempo adequado irá permitir a recuperação total do stress do exercício intenso.

Caso você comece a se sentir inquieto ou apresente problemas para dormir, reveja sua carga de trabalho durante os treinos, por isso é um dos sintomas do excesso de treinamento.

Frequência de treinamento – É importante entender que os exercícios de alta intensidade provocam um alto estresse físico, ou seja, estes tipos de sessões devem ser no máximo duas vezes por semana.

Realizar exercícios mistos – O mais indicado em qualquer tipo de planejamento é que haja exercícios de alta intensidade, exercícios moderados, alongamentos e até mesmo exercícios com intensidade bem baixa.

Respeite os sinais do seu corpo – Sempre que algo estiver fora do normal, o nosso corpo vai reclamar. Qualquer sinal de desconforto ou incomodo deve ser observado e de preferência, evite realizar exercícios durante o período que os mesmos existirem.

Oferecer sempre a alimentação adequada – Fuja das dietas malucas, uma vez que as mesmas só têm malefícios para seu corpo. Oferecer ao organismo sempre a quantidade ideal de proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais é indispensável.

Você talvez esteja se perguntando, como se proteger das doenças respiratórias. A resposta é simples, da mesma forma que se protege no dia a dia, evitando climas frios sem agasalho, bebidas geladas e etc.

Estudos comprovam que 24 horas após o exercício de alta intensidade, é o suficiente para que o sistema imunológico retorne totalmente ao nível normal de atividade.

Para finalizar este artigo, queremos que você tenha uma coisa em mente, jamais deixe de fazer exercício físico, nenhum tipo de risco pode chegar perto do número de benefícios que o mesmo tem para oferecer, desde que você esteja apto para o mesmo, sendo assim, procure um médico e faça uma avaliação antes de iniciar qualquer atividade física.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.