É muito comum encontrar pessoas comentando sobre a pirâmide alimentar, aquela representação esquemática que serve para orientar sobre os tipos de nutrientes existentes nos alimentos e a quantidade que devemos ingerir diariamente, além de suas qualidades.

O que pouca gente sabe é que em 1996, o Departamento de Saúde dos Estados Unidos percebeu a importância da atividade física como ferramenta primordial para a prevenção de doenças e promoção da saúde. Visando representar e auxiliar as pessoas sobre a quantidade e quais atividades físicas seriam interessantes serem praticadas, criou-se a pirâmide do exercício físico.

Já foi comprovado cientificamente que a atividade física regular é um importante aliado no combate de doenças crônicas não transmissíveis. Porém, devido o atual padrão de vida do ser humano moderno, o sedentarismo é cada vez mais freqüente e a preocupação com a prevenção destas doenças tornou-se ainda maior.

Após a mudança do padrão de vida, a maior preocupação é transmitir para a população o quão importante é o exercício não programado ou espontâneo para promover a melhoria da qualidade de vida, além de beneficiar no controle e/ou tratamento de doenças como obesidade ou outras doenças crônicas.

Além dos benefícios citados anteriormente, o aumento do nível de atividade física de lazer ou espontânea pode sim auxiliar no emagrecimento, uma vez que há aumento de gasto energético diário e também da taxa metabólica diária.

Após destacar todos os benefícios e importância das atividades físicas, a pirâmide do exercício físico surge como uma forma simples de indicar práticas dentro de uma regularidade ideal de acordo com o esforço necessário de maneira que não ocorra nada prejudicial à saúde. Chegou à hora de dar uma conferida na tão falada pirâmide.

Onde você se encaixa na pirâmide do exercício físico?

Conheça a pirâmide do exercício físico?

É importante frisar que os exercícios e atividades não devem ser exatamente os que estão na pirâmide, são apenas exemplos. Na base você encontra atividades do cotidiano, caminhar, subir escadas, fazer faxina, lavar um carro, etc.

Algumas mudanças simples na rotina diária podem ser enquadradas nestas atividades da base da pirâmide, vamos a elas: Trocar o elevador pelas escadas, ir ao supermercado ou a padaria a pé, levar o cachorro para passear, neste caso além de fazer bem para você, também fará bem ao seu cão.

Subindo para a segunda parte da pirâmide, encontramos as atividades que devem ser realizadas 3 a 5 vezes por semana. Ali estão às atividades consideradas recreativas que devem ser realizadas com duração de pelo menos 20 minutos diários. Futebol, Vôlei, Tênis, Corrida, Basquete, além de exercícios anaeróbicos como: Nadar, Andar de Bicicleta, Skate, ou até mesmo pular corda estão entre as atividades desta classe.

Subindo para a terceira parte da pirâmide, chegamos aos exercícios que exijam força como: Musculação, Flexões, Abdominais, também exercícios que exijam flexibilidade como: Alongamentos, Ginástica, e também atividades de lazer como, por exemplo, Dançar. Atividades essas que devem ser praticadas de 1 a 3 vezes por semana.

Chegando ao pico da pirâmide chegamos à parte mais crucial, onde está tudo que você não deve fazer, ou melhor, fazer o menor tempo possível. Quanto menos tempo passar em frente à TV, jogando vídeo game ou usando o computador é melhor para sua saúde. É sim muito importante planejar atividades para o dia e estabelecer é claro metas realistas.

Confira esta outra pirâmide com outros exemplos de exercícios e outra representação visual. Vale lembrar que mesmo com exemplos de exercícios diferentes, a lógica da explicação é a mesma.

Pirâmide do exercício físico funciona?

O que é pirâmide do exercício físico?

Sabemos que nem todo mundo que está lendo este artigo está classificado como muito inativo, talvez você seja um praticante assíduo de exercícios físicos, neste caso a nossa dica é que você busque sempre experimentar novas modalidades, podendo causar uma motivação maior ao mudar a rotina.

Diversas pesquisas demonstram que unir uma alimentação ideal a uma prática regular de exercícios físico, são os principais componentes para prevenção de doenças crônicas. Coragem pessoal! Chegou à hora de mudar o estilo de vida.

Estamos próximos de encerrar mais um artigo e a nossa dica final é que procure sempre um acompanhamento profissional para exercícios mais intensos e complexos, alongamentos são exercícios com grande benefício para a saúde, mas se realizado de maneira incorreta poderá causar grave lesão.

Vale lembrar que não é apenas uma grande quantidade de exercício que vai trazer benefícios, mas sim o ideal para te proporcionar lazer, além de uma sensação prazerosa ao praticá-lo. Chame seus amigos, compartilhe a informação e mova-se o maior tempo possível, sua saúde agradece!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.