Reconhecer que a dor crônica é um problema é o primeiro passo para encontrar o tratamento. Comece sempre ao falar com seu médico sobre sintomas de dor crônica. Juntos, vocês podem identificar a fonte da dor e criar um plano de tratamento abrangente que leve em consideração sua saúde e estilo de vida em geral. Medicamentos prescritos são frequentemente usados ​​para gerenciar a dor. No entanto, para muitas pessoas, uma combinação de tratamentos é mais efetiva.

Dor crônica e tratamento com medicamentos

Os medicamentos podem ser combinados com fisioterapia, exercícios, acupuntura, técnicas de relaxamento e aconselhamento psicológico. Um tratamento de “multi modalidade” é a melhor abordagem para gerenciar a dor crônica. A dor e seu tratamento são complexos, e o que funciona melhor para um pode não funcionar para outro. O segredo para criar um plano eficaz de tratamento da dor é adicionar os ingredientes certos para encontrar a receita que funciona para o indivíduo.

O uso prolongado de qualquer tipo de medicamento pode ter efeitos colaterais potencialmente graves. Converse com seu médico antes de usar qualquer medicamento para dor crônica.

Os medicamentos orais não são o único tipo de alívio da dor. Cremes tópicos também estão disponíveis. Estes são frequentemente utilizados para aliviar a dor associada a artrite e dores musculares.

Algumas dores crônicas não podem ser controladas com medicação que pode ser obtida sem receita. Nestes casos, seu médico pode querer prescrever algo mais forte. Os antidepressivos afetam a forma como o cérebro processa a dor. Eles podem ser muito eficazes no tratamento de certos tipos de dor. Eles também podem melhorar a depressão e a ansiedade, o que pode melhorar indiretamente os sintomas da dor crônica, ajudando com suas habilidades de enfrentamento.

Dor crônica

O convívio com a dor crônica é difícil, mas pode ser administrado com eficiência quando há o tratamento certo e força de vontade. (Foto: Odyssey)

Possíveis efeitos colaterais do tratamento medicamentoso para a dor crônica

Os medicamentos podem causar uma variedade de efeitos colaterais desagradáveis, variando de leve a grave. Fale com o seu médico se tiver algum sintoma incomum. Alguns destes incluem:

  • Edema ou inchaço
  • Náusea e vomito
  • Diarreia ou constipação
  • Dificuldades respiratórias
  • Batimentos cardíacos anormais

Dor crônica e tratamento com Implante cirúrgico

Se a dor crônica não é aliviada por medicamentos orais, existem outras opções. Seu médico pode querer tentar um implante cirúrgico. Existem vários tipos de implantes utilizados para alívio da dor. As bombas de dor de infusão podem fornecer medicamentos diretamente quando necessário, como os implantes na medula espinhal. A estimulação da medula espinal pode usar eletricidade para alterar os sinais de dor enviados ao cérebro.

Injeções de ponto de gatilho para dor crônica

Os pontos de gatilho são um tipo especial de área macia dentro do músculo. As injeções de um anestésico local, que também podem incluir um esteroide, podem ser usadas para aliviar a dor nessas áreas. Nem todos os adultos tem pontos de gatilho. Eles são mais frequentemente encontrados em pessoas com condições específicas, tais como:

  • Fibromialgia
  • Dor pélvica crônica
  • Sindrome da dor miofascial

Terapias alternativas e de estilo de vida para a dor crônica

As terapias alternativas muitas vezes diminuem a necessidade de medicamentos e outros procedimentos mais invasivos. As terapias alternativas incluem:

  • Terapias cognitivas
  • Terapias comportamentais
  • Terapias físicas

Essas formas de tratamento também permitem que as pessoas assumam um papel mais ativo no gerenciamento da dor. A dor é uma mensagem do seu corpo dizendo que algo precisa desesperadamente de atenção. E essa dor geralmente vai embora quando você dá ao seu corpo o que precisa. Isso pode também incluir algumas das coisas abaixo, tais como:

Exercícios

Exercício regular e fisioterapia são geralmente parte de qualquer plano de gerenciamento de dor. O exercício é crítico no alívio da dor. Uma grande porcentagem da dor vem de músculos tensionados. Estes podem ser desencadeados por uso excessivo, inflamação ou outras condições. O exercício regular é importante para tratar a dor crônica porque ajuda fortalecer os músculos, aumentar a mobilidade articular, melhorar o sono, liberar endorfinas e reduzir a dor geral.

Relaxamento

As técnicas de relaxamento são frequentemente recomendadas como parte de um plano de tratamento. Eles ajudam a reduzir o estresse e diminuir a tensão muscular. As técnicas de relaxamento incluem meditação, massagem e ioga. A ioga também tem outros benefícios para a dor crônica. Pode ajudar a fortalecer os músculos e melhorar a flexibilidade

Acupuntura e acupressão

Acupuntura e acupressão são tipos de medicina tradicional chinesa. Eles aliviam a dor manipulando pontos chave do corpo. Isso leva o corpo a liberar endorfinas que podem bloquear mensagens de dor de serem entregues ao cérebro.

Biofeedback

Biofeedback é outra técnica para o gerenciamento da dor. Ele funciona medindo informações sobre características físicas como tensão muscular, frequência cardíaca, atividade cerebral e temperatura da pele. O feedback é usado para aumentar a consciência de um indivíduo sobre mudanças físicas associadas ao estresse ou dor. A conscientização pode ajudar uma pessoa a se treinar para gerenciar a dor física e emocional.

TENS

A estimulação nervosa elétrica transcutânea (TENS) aplica uma pequena corrente elétrica a nervos específicos. A corrente interrompe sinais de dor e desencadeia a liberação de endorfinas.

Os cuidados no tratamento caseiro para a dor crônica

Existem várias opções de tratamento para a dor crônica. Converse com seu médico sobre seus sintomas de dor crônica. Seu médico pode ajudá-lo a decidir sobre uma combinação de tratamentos alternativos e médicos para gerenciar seus sintomas.

Quais tratamentos vocês adotam para a dor crônica? Como melhoraram as dores?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.