Consumir uma dieta que é rica em alimentos formadores de ácidos e pobres em alimentos alcalinos é um fator que contribui para muitos problemas de saúde comuns e doenças degenerativas. Nossa dieta padrão, porém, contém principalmente alimentos formadores de ácidos. Uma dieta alcalina pode equilibrar o pH de seu organismo e evitar que problemas decorrentes da acidez do organismo ocorram.

O equilíbrio entre alimentos alcalinos e ácidos

A função corporal ideal depende de um equilíbrio correto de partículas ácidas e base (alcalinas), no sangue, linfa, urina e outros fluidos corporais. Se há muito ácido acumulado em uma parte específica do corpo, órgãos próximos podem funcionar mal ou degenerar. O excesso de ácido no corpo, ou acidose, pode também ser causada pelo consumo de álcool, exercício excessivo, açúcar baixo no sangue ou certos medicamentos.

Efeitos da acidose no organismo

Há indícios de que a acidose se relaciona à osteoporose, doença cardíaca, doença renal, hipertensão arterial, acidente vascular cerebral, asma e outros problemas de saúde. Quando sua dieta contém mais ácidos do que base, seu corpo deve equilibrar os ácidos nos ossos e músculos. Cálcio e magnésio, sais minerais alcalinos, são liberados dos ossos para equilibrar o pH do organismo, o que pode levar a perda de osso ao longo do tempo.

A dieta alcalina: como funciona?

Na dieta alcalina, os alimentos ácidos como o açúcar, cafeína, proteína animal e alimentos processados, são mantidos em um nível mínimo de sua ingestão calórica total, enquanto os alimentos alcalinizantes, tais como frutas, verduras e legumes de raiz, devem tomar o restante Da dieta. Apesar das suas alegações, a dieta alcalina tem ainda poucos estudos que apresentam resultados positivos. Inclusive, muitos dizem que seu corpo já faz esse trabalho automaticamente, sem a necessidade de dieta.

Vale então o destaque que sempre damos: NUNCA comece uma dieta sem consultar um médico ou nutricionista. Os males de uma dieta feita de qualquer jeito não compensam qualquer ganho que a “dieta milagrosa” possa trazer. Destacando isso, vamos informar nossos leitores sobre o que já é fato sobre a acidez no organismo e a dieta alcalina.

Como fazer um cardápio de dieta alcalina

Esta tabela vai te ajudar a decidir quais alimentos são ácidos e quais são aqueles alcalinos que devem fazer parte maior da sua dieta. (Foto: pilulesminceur.fr)

Quais são os alimentos alcalinos?

Frutas, vegetais frescos, passas, espinafre, damascos, kiwi, groselha, bananas, cerejas, aipo, abobrinha e tomate. Na dieta alcalina, pelo menos 1/3 do seu total de calorias deve ser provenientes de frutas e legumes.

Quais são os alimentos ácidos?

Carnes, laticínios e a maioria dos grãos são alimentos formadores de ácidos, mas você não tem que desistir de esses alimentos completamente afim de seguir um plano de dieta alcalina. O recomendado é comer apenas carne magra, peixe e frutos do mar, removendo toda a gordura visível. Limite o consumo de queijos duros, pão, massas, alimentos salgados e refrigerantes.

Como saber se meu organismo está ácido ou alcalino?

Para saber se o seu corpo é alcalino ou ácido, você pode usar tiras de pH em casa para testar a sua saliva e urina. Quando você acorda de manhã, coloque um pouco de saliva em uma tira de teste e compare a cor resultante Com a cartela de cores pH inclusa com as tiras. Você também pode urinar em uma tirar ou coletar sua urina em um copo/pote. Para obter melhores resultados, teste seus níveis de pH durante 10 dias. Omita seus três níveis mais altos e os 3 mais baixos, somando e dividindo os resultados restantes pelo número de dias. Um pH neutro é 7. Maior que isso, é alcalino. Se o seu pH é muito baixo, adicione mais frutas e vegetais na sua dieta e teste novamente em algumas semanas.

Cardápio da dieta alcalina

Legumes, tubérculos, frutas, nozes, sementes, grãos integrais, feijões, chá verde e proteínas magras, como peixes, ovos e peito de frango sem pele.

Vantagens da dieta alcalina

Ao remover sais minerais de seus ossos, articulações ou outras fontes, sua saliva, músculos, ossos e dentes podem deteriorar, causando uma variedade de sintomas negativos, como cãibras musculares, contrações musculares, deficiência de eletrólitos e ossos frágeis. Reduzir a ingestão de alimentos acidificantes e aumentar a ingestão de alimentos alcalinizantes pode ajudar os sintomas causados pela acidez

Desvantagens da dieta alcalina

Ela promove a exclusão de alguns alimentos saudáveis. Algumas gorduras e óleos que são restritos na dieta alcalina podem fornecer ácidos graxos essenciais, como o Ômega 3, que são necessários para manter a imunidade e tornar as células saudáveis. Feijão e legumes também são desencorajados, limitando a ingestão de fitonutrientes úteis que podem impulsionar o sistema imunológico e reduzir o risco de câncer.

Receitas para a dieta alcalina

Para uma dieta alcalina de sucesso, suas receitas devem ter menos sal e açúcar do que dietas normais. Você pode usar substitutos, desde que dê um destaque maior para os ingredientes do cardápio acima. Por exemplo, em uma receita ocupando uma panela, 2/3 da panela deve ser preenchido com ingredientes alcalinos.

Exemplo de um cardápio diário: café da manhã rico em frutas, um ovo e leite de amêndoas. No lanche da manhã, uma barra de cereais. No almoço, legumes, um filé de peito de frango assado e duas colheres de feijão. No lanche da tarde, uma suco verde de cenoura com couve. À noite, uma sopa de tubérculos com espinafre.

Cuidados com a dieta alcalina

Converse com seu médico antes de adotar uma dieta alcalina para reduzir o risco de desnutrição e de outros efeitos negativos. Por causa da falta de evidência científica, a dieta alcalina pode não ser apropriada ou segura para todas as pessoas, e geralmente é sugerido que você faça concessões necessárias que o seu corpo exige.

Você já fez ou faz a dieta alcalina? Qual é o seu cardápio diário? Quais os resultados que está obtendo?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.