A não ser que você seja um doutor em nutrição, você não deve consumir suplementos alimentares, ponto. Instrutores de educação física e muitos profissionais da área de fitness e saúde erram drasticamente ao abusar desses suplementos ou quando os recomendam sem que a pessoa consulte um nutricionista ou médico antes. Portanto, aviso dado, é hora de explicar um pouco mais sobre a dextrose, como ela funciona, seus efeitos colaterais e como escolher uma boa fonte desse nutriente.

O que é a dextrose?

A dextrose é uma forma da glicose derivada de amidos. É um dos ingredientes mais vulgarmente utilizados em alimentos embalados, devido à sua acessibilidade e ampla disponibilidade. Produtos de panificação e sobremesas geralmente contêm dextrose, mas pode também ser usada como uma adição de açúcar em qualquer alimento processado adoçado pelo fabricante. Como o nome varia de acordo com a sua fonte de amido original, você pode não perceber que um determinado alimento contém dextrose.

A dextrose como um açúcar “natural”. A diferença entre a glicose e a dextrose é que esta contém água, enquanto que a glicose não tem. É adicionada água à glicose durante a transformação, para criar a dextrose a partir do amido. Em uma etiqueta de alimentos, a glicose com uma molécula de água pode ser listada como “mono-hidrato de dextrose.” Não é o mesmo que a maltodextrina, um composto que contém múltiplas moléculas de dextrose.

Fontes de dextrose

Nem todos os açúcares e adoçantes são derivados das mesmas fontes. Enquanto o açúcar de mesa é feito de cana-de-açúcar, a dextrose pode ser processada a partir de vários tipos de plantas ricas em amido. Estas incluem o amido de milho, trigo e arroz. A etiqueta de ingredientes de um F pode não listar a glicose como “dextrose” mas, em vez disso, o rótulo pode especificar de onde vem o açúcar. É por isso que o rótulo dos alimentos pode listar a dextrose como açúcar de milho, açúcar de trigo ou “açúcar de arroz.

Usando a dextrose para a sua dieta

Você pode beber a dextrose com o devido acompanhamento do nutricionista. Porém, para ficar musculoso, é preciso uma rotina disciplinada de exercícios e uma alimentação muito bem balanceada. (Foto: www.bodybuilding.com)

Reduzindo o açúcar em sua dieta

O açúcar branco açúcar de mesa muitas vezes recebe mais atenção por causa de sua ampla utilização. Mas outras formas de açúcar, como a dextrose, também merecem atenção. Muito açúcar, em qualquer forma, é uma causa do ganho de peso, porque ele é rico em calorias e não oferece nutrientes essenciais. Também é uma causa de cáries dentárias. Além disso, comer muito açúcar está ligado a pressão arterial elevada e diabetes tipo 2. Dextrose engorda, e a melhor maneira de evitar comer dextrose em excesso é reduzindo o número de alimentos industrializados que você consome.

Carboidratos

Uma porção de 100 gramas de dextrose contém 92 gramas de carboidratos. Os carboidratos são a principal fonte de energia do seu corpo, de modo que dextrose serve como um bom suplemento alimentar para atletas ou outros indivíduos ativos. A dextrose é mais rica em carboidratos do que até mesmo outros alimentos ricos em carboidratos, tais como espaguete, que contém 30,86 gramas de carboidratos por porção de 100 gramas. Na hora de escolher entre dextrose ou malto não há muitas diferenças entre eles como carboidratos, e a escolha entre estes dois tipos depende de sua adaptação pessoal para cada um deles.

A rápida absorção

A dextrose é absorvida mais rapidamente do que os alimentos integrais, o que pode ser crucial para a recuperação pós-treino.Carboidratos com alto índice glicêmico e consumidos na forma líquida podem fornecer nutrientes para os músculos a uma taxa mais rápida do que alimentos integrais, que podem ajudá-lo a maximizar os efeitos de suas sessões de treinamento.

Sem gordura, sem sódio e sem colesterol

Dextrose não contém gordura, o que significa que ela pode ser adequada para planos de dieta de baixa gordura. Além disso, a falta de gordura facilita uma taxa mais rápida da absorção, como um nutriente que tende a retardar a digestão. Como ela não contém gordura, dextrose é livre de ácidos graxos saturados e trans, que podem aumentar o risco de doença cardíaca. Como não contém colesterol, a dextrose ainda ajuda e evitar problemas causados pelo colesterol ruim.

A dextrose também não contém sódio, que pode ser benéfico por diversas razões. Enquanto você precisa de um pouco de sódio para a boa saúde, consumindo muito desse nutriente pode levar à retenção de água, o que pode dar-lhe uma aparência inchada. Além disso, a ingestão de muito sódio pode aumentar a pressão arterial.

Cuidados com o consumo da dextrose

Talvez os efeitos colaterais mais graves de dextrose são reservados para os indivíduos já doentes. Diabéticos do tipo 1 e tipo 2 têm uma incapacidade de produzir ou responder à insulina, um hormônio pancreático que é liberado em resposta a níveis elevados de açúcar no sangue. Se um diabético come alimentos que contêm grandes quantidades de dextrose, os seus níveis de açúcar no sangue vão subir muito rapidamente Isto leva a um número de sintomas, todos os quais estão ligados a hiperglicemia, ou açúcar elevado no sangue. Esse é um problema muito grave e que, se não for tratado, pode levar a danos nos tecidos da pele, coma e até à morte.

Mesmo naqueles que não tem diabetes, o uso excessivo da dextrose pode resultar em alguns efeitos colaterais muito indesejáveis. As células do corpo precisem de dextrose para sobreviver, principalmente o cérebro. Mas o corpo também tem mecanismos para armazenamento de combustível extra. E o principal sistema de armazenamento é a gordura. Enquanto o armazenamento de gordura ajuda algumas pessoas a sobreviverem quando passam fome, a maioria dos seres humanos raramente precisa contar com reservas de gordura para sobreviver. Como tal, um efeito colateral do excesso de consumo da dextrose é um aumento na gordura corporal, algo que muitos não desejam. Converse com seu nutricionista para saber a dose certa para você.

Curiosamente, muita dextrose pode realmente levar a um efeito curioso em indivíduos sem diabetes. Se o açúcar no sangue sobe a níveis altos muito rapidamente, o pâncreas secreta grandes quantidades de insulina. Isto indica que as células se ocupam do açúcar no sangue rapidamente, uma vez que a hiperglicemia é prejudicial para os tecidos. Como resultado da reação excessiva do pâncreas ao açúcar no sangue muito elevado, no entanto, você pode acabar com níveis baixos de açúcar no sangue, ou a hipoglicemia. Esta leva a sentimentos de náuseas, tonturas e fome, efeitos colaterais que são bastante desconfortáveis.

Como escolher a dextrose?

Na hora de escolher qual a melhor dextrose, vale a pena dar uma olhada na internet para avaliações e comparativos dos nutrientes presentes nas diferentes marcas. Em algumas, foi descoberto que sequer continham as quantidades mínimas que estavam na embalagem. Tome esse cuidado e não tenha medo de gastar um pouco a mais para ter um produto de melhor qualidade.

Você usa a dextrose? Consultou um nutricionista antes de passar a usar esse suplemento? Tem ainda dúvidas sobre como usar esse nutriente?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.