Para a maior parte das pessoas, a corrida é apenas colocar um pé após o outro se adequando à velocidade exercida. Poucos sabem a importância da postura adequada para uma melhor economia de energia para realizar o movimento.

Você sabia que a sua postura pode ser fator determinante para seu desempenho ao correr? A postura deve ser constantemente ajustada ao ritmo da corrida executada por este indivíduo.

A má postura ao correr implica em uma eficiência mecânica muito limitada, situação que antecipa consideravelmente as chances de levar a uma fadiga precoce, reduzindo bem o seu desempenho na corrida.

De acordo com o aumento da distância e da velocidade, os pequenos erros posturais ficam mais visíveis e influenciam cada vez mais no desempenho. Analisar a mecânica completa do corredor é a solução para melhorar a postura e gesto mecânico do corredor.

Como melhorar a postura para correr?

Esta melhoria acontece através de exercícios educativos específicos para corredores. Estes exercícios auxiliam no aprimoramento da mecânica do movimento da corrida, podendo ser trabalhados como aquecimento antes das sessões de treinamento.

Como analisar o movimento da corrida?

Analisar e melhorar a mecânica ao correr

Para realizar a melhoria da postura é necessário compreender o movimento e isso é possível em 3 atos, confiram quais são eles e o que observar em cada um abaixo:

A passada – a amplitude do posso deve estar ajustada à estatura do corredor. As pessoas mais altas têm uma amplitude maior que as pessoas mais baixas, se esta regra não é respeitada, há uma desarmonia da postura ao correr.

A frequência das passadas também deve ser ajustada igual à amplitude. As pessoas menores necessitam de uma frequências de passada maior, situação que provoca um apoio maior sobre a ponta dos pés e uma elevação maior dos joelhos, além de um movimento mais intenso dos braços.

O tronco – tem relação direta com a eficiência da respiração, a amplitude e frequência da passada. É muito importante que o corredor mantenha a postura ereta, ou seja, o tronco deve permanecer sempre voltado para frente no sentido da corrida.

A tensão – em alguns momentos, a postura deve ser relaxada porque correr sob tensão constante faz com que você se sinta travado o tempo todo. Esta tensão quando é muito alta, provoca gasto energético exagerado e diminuição do rendimento.

Pra realizar esta análise é importante contar com um profissional capacitado e conhecedor da biomecânica do movimento da corrida, caso contrário, dificilmente você será capaz de detectar os erros e principalmente corrigi-los.

Depois de realizar a análise, chegou o momento de corrigir pequenos erros comuns de quem corre sem orientação. Preste muita atenção nos detalhes que trouxemos a seguir para melhorar a sua eficiência mecânica.

Como melhorar a mecânica ao correr?

Pés – utilize totalmente os pés durante as passadas, começando sempre pelo calcanhar, passando pela região central e finalizando na ponta dos pés. Durante a atividade física, a tendência é transferir o peso do corpo de forma errada e isso é ruim. Realizar sempre o movimento de pêndulo ao correr gera uma propulsão maior durante a corrida.

Tornozelos – é importante mantê-los o mais relaxado possível para permitir uma transição suave do peso do corpo para os pés. Esta ação também ajuda na redução do impacto nas articulações.

Joelhos – Realize elevação dos joelhos durante as passadas para aumentar a eficiência do movimento de pêndulo ao correr. Esta ação reduz o impacto ao correr e aumenta a propulsão.

Braços – Os braços e pernas devem realizar movimentos no mesmo ritmo para auxiliar na manutenção do equilíbrio dinâmico ao correr. Ambos devem estar soltos e relaxados, mas não devem ultrapassar a linha medial do corpo. Este equilíbrio corporal é importante para não sobrecarregar outros segmentos.

Cotovelos – eles devem permanecer soltos para proporcionar o movimento de pêndulo perfeito dos braços. Este movimento de pêndulo de braços e pernas deve ser executado no mesmo ritmo.

Ombros – eles devem acompanhar a rotação natural dos braços durante as passadas. Manter os ombros soltos e relaxados reduz o gasto energético por tensão exagerada.

Cabeça – ela é importantíssima para a manutenção da postura ideal. Mantenha o olhar sempre para o horizonte. Qualquer posicionamento incorreto da cabeça causará alterações nas posições dos ombros, braços, joelhos e pés, gerando movimentos incorretos e redução do desempenho ao correr.

Voltamos a frisar que é fundamental contar com um acompanhamento capacitado tanto para realizar a análise dos movimentos, quanto para realizar os exercícios de correção de postura e também exercícios naturais durante os treinos e corridas.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.