O ácido azelaico, também conhecido como azeloglicina, é um agente branqueador que é comumente usado em ciclos alternados de quatro meses com hidroquinona na dermatologia cosmética). O ácido azelaico também foi considerado eficaz como um tratamento de acne e, em menor grau, um tratamento da rosácea. No entanto, quão eficaz é a azeloglicina? Você poder usá-la em vez de outras substâncias? E é segura? Vamos tentar dar as respostas necessárias à essas perguntas.

A azeloglicina é eficaz no tratamento de problemas de pele?

De acordo com um estudo, durante o período de tratamento (24 semanas), um creme de ácido azelaico a 20% produziu 65% resultados bons ou excelentes. Essa solução não apresentou diferenças significativas no tratamento quando comparado com uma solução de 4% de hidroquinona (o nível de prescrição) em relação à classificação geral, redução do tamanho da lesão e intensidade pigmentar. Não foram observados efeitos colaterais, como sensibilização alérgica ou outras condições associadas a hidroquinona com a solução de 20% de ácido azelaico.

Ácido azelaico mancha a pele?

Tons de pele tipicamente hispânicos ou negros podem lidar melhor com o ácido azelaico do que a hidroquinona, que pode causar manchas através de um escurecimento da pele que é causado por uma acumulação de fenilalanina ou tirosina. Assim, aqueles de ascendência afro-americana podem querer tomar precauções extras para evitar produtos com resorcinol e exposição excessiva ao sol ao usar produtos de hidroquinona, preferindo a azeloglicina.

Tratamento de pele

Sempre bom lembrar que antes de começar qualquer tratamento de pele, você deve consultar um dermatologista para evitar problemas. (Foto: StyleCraze)

Azeloglicina para a acne e cravox

A solução de 20% de ácido azelaico sozinha é eficaz nas formas leves a moderadas de acne e cravos, com uma eficácia global comparável à da tretinoína (0,05%), peróxido de benzoíla (5%) e eritromicina tópica (2%). Para acne moderada a grave, 20% de ácido azelaico podem ser favoravelmente combinados com minociclina com 90% de bons a excelentes resultados, e podem contribuir para reduzir as recorrências após a descontinuação da terapia de manutenção com a azeloglicina. Além disso, de acordo com estudos, o creme de ácido azelaico a 20% não é apenas tão eficaz como o creme de 0,05% de tretinoína, mas também foi melhor tolerado, causando menos efeitos colaterais locais do que um retinoide tópico.

A azeloglicina pode ser usada para tratar a rosácea?

Sim. De acordo com os estudos realizados, o tratamento com 20% de ácido azelaico duas vezes ao dia durante 3 meses resulta em melhorias globais significativamente mais favoráveis ​​tanto nas classificações do médico como do paciente. Além disso, mais de 90% dos pacientes avaliaram a tolerância local geral de seu tratamento como boa ou aceitável. Um estudo separado descobriu que 15% de ácido azelaico foi significativamente mais eficaz do que 0,75% de metronidazol na melhora das lesões inflamatórias e eritema da rosácea.

No geral, a azeloglicina é eficiente?

A pesquisa mostra 20% de ácido azelaico tem a eficácia da hidroquinona sem os efeitos colaterais negativos para as peles mais escuras. A pesquisa também mostraram efeitos na luta contra a acne e cravos semelhantes à tretinoína. Finalmente, o ingrediente ajuda a tratar alguns sinais de rosácea, e pode ser uma ótima opção de tratamento se recomendada pelo seu dermatologista.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.