Sejam bem vindos mais uma vez ao nosso site e no artigo de hoje vamos falar dos erros mais comuns de quem está começando a correr. Certamente você já ouviu alguém dizer que pra correr precisa só de um tênis e força de vontade não é mesmo?

É uma frase muito boa, mas a corrida requer alguns cuidados antes, durante e depois de se exercitar. Digamos que assim como qualquer atividade física, esses cuidados servirão para deixar a atividade ainda mais proveitosa. Confiram as dicas que trouxemos para os corredores iniciantes.

Na sequencia de nosso artigo vamos apresentar os erros mais comuns dos novos corredores. Alguns são erros simples que são facilmente corrigíveis, outros são mais graves e podem levar as pessoas a graves problemas de saúde e até risco de morte.

Não realizar os exames antes de correr

Este é sem dúvida o erro mais grave de todos. A pessoa antes de comprar o tênis deveria realizar o exame de atividade física para saber se esta apta para correr sem nenhuma restrição.

A avaliação física é muito importante para detectar possíveis problemas cardíacos, por exemplo, o que poderia te livrar de ter um ataque cardíaco durante a corrida. Sem falar em diversos outros problemas posturais, articulares e musculares.

É fundamental passar por um cardiologista e um ortopedista para fazer um check up esportivo e ai poder ou não te liberar para as praticas esportivas.

Não controlar o ritmo da corrida

As pessoas que começaram a correr têm dificuldade em controlar o ritmo, grande maioria sai acelerando com todas as suas forças e não suportam muitos metros o que é compreensível principalmente para iniciantes.

Nas primeiras sessões de corrida não tenha vergonha de ir bem devagar e controlando para que possa ir aumentando pouco a pouco. Caso você tenha determinado um percurso e não deu conta de cumpri-lo correndo, não tenha vergonha de terminá-lo caminhando.

Com tempo de treino e com auxilio de profissionais capacitados você vai aprender como correr dentro de suas condições físicas. Pense que durante todo o percurso você deve manter passadas confortáveis e mantenha uma velocidade que você possa suportar pelo maior tempo possível.

Correr sentindo dores

Os 7 erros mais comuns de corredores iniciantes

Principais erros de quem começou a correr

As dores naturalmente surgem após  os treinos intensos e elas são respostas fisiológicas positivas das adaptações do corpo do novo estímulo recebido, mas essas dores não devem permanecer por mais que 3 dias e devem ir diminuindo com o tempo.

A dor muscular é considerada com a dor boa, que foi esta citada acima, mas a dor estrutural é ruim. Estamos falando daquela dor insistente e sempre na mesma região, ela pode indicar alguma lesão estrutural.

Estruturas como tendões, ossos, músculos ou ligamentos podem apresentar lesões por diversos motivos e caso você resolva treinar mesmo sentindo dor, você poderá agravar e muito está lesão.

Nesta situação o indicado é descansar e se as dores persistirem, o ideal é procurar um médico e realizar exames de modo com que o problema possa ser avaliado e um diagnóstico seja feito.

Não alternar os tipos de treinos

Aquela lógica de que a rotina não faz bem pra nada se encaixa perfeitamente para a corrida também. Treinar sempre de maneira idêntica não vai te oferecer melhorias no condicionamento físico e talvez chegue a ser desmotivador treinar sempre igualzinho.

O nosso corpo precisa sofrer novos estímulos para se reorganizar e ficar pronto para aquela atividade, quando você treina sempre da mesma forma, seu organismo acostuma com aquela carga e o exercício passa a ser praticamente nulo.

As corridas precisam ter variedade de intensidade e volume, mas a definição disso é bem complexa. A melhor forma de definir um planejamento correto é buscando a orientação de um educador físico.

Certamente você ficará surpreso como os treinos vão ficar variados. Tem dia que você irá correr longas distâncias e em outros treinos você irá dar tiros curtos, mas em velocidade máxima.

Não oferecer o tempo certo de descanso

Sabemos que quem gosta de exercitar não gosta de ficar parado, mas o período de descanso é fundamental para nosso organismo, porque é neste período que o corpo organiza as alterações fisiológicas positivas que citamos.

Além de permitir as adaptações positivas ao organismo, o descanso é uma das principais fontes de prevenção de lesões que existe. Talvez você não imagine, mas grande parte das lesões em corredores acontece por excessos.

Correr em jejum

Comer muito antes de correr é errado, mas será que fazer atividade física em jejum está certo? A resposta é não! Correr de barriga vazia pode ter dois resultados, o primeiro é uma baixa considerável no seu rendimento, o segundo é apresentar hipoglicemia.

Isso acontece porque os níveis de açúcar no sangue ficaram muito abaixo do normal. Nesta situação você pode ter indisposição, desânimo, visão turva, cansaço, vomitar e até mesmo desmaiar.

Sendo assim, é indicado que você coma uma fruta ou alguns biscoitos de água e sal ou até mesmo um pão com geléia pelo menos uma hora de ir correr.

Tentar correr no ritmo dos outros

Correr com algum amigo é bem legal, desde que ambos tenham o mesmo condicionamento físico e queiram treinar em harmonia, caso contrário será muito prejudicial para um dos dois.

É importante compreender que cada pessoa tem sua condição física e tentar acompanhar outra pessoa poderá lhe forçar além do que é capaz. Esta situação é considerada um excesso e pode abrir portar para diversas lesões.

Sem contar que ao realizar os movimentos em uma velocidade que ainda não está acostumado pode te fazer criar algum problema nas articulações ou ligamentos, ou seja, você pode ficar um bom tempo de molho por uma atitude imprudente.

Chegamos ao final de mais um artigo e esperamos que todos tenham entendido como pequenas mudanças podem otimizar seu desempenho e ainda prevenir de lesões. Lembre-se sempre que o exercício físico deve ser fonte de benefícios e não de problemas para sua saúde e isso só depende de você.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.