Provavelmente, você está lendo este artigo quando sentado em uma cadeira. E, se você for como a maioria dos usuários de computador,você já está sentado por algum tempo.

Pense em quanto você fica sentado em um dia: a condução durante o horário da manhã para um trabalho de mesa de 8 horas por dia, e depois relaxar no sofá em frente à televisão a noite toda. Além do mais, você depende de e-mail, aplicativos de celular, internet banking e compras online para realizar tarefas que 10 ou 20 anos atrás teriam exigido que você se levante e ande pelas ruas.

O alto preço a se pagar pelo sedentarismo

Um crescente número de pesquisas mostram que longos períodos de inatividade física aumentam o seu risco de doença cardíaca, diabetes, câncer e obesidade. Especialistas já ligaram longos períodos sentado a uma maior probabilidade de doenças, além de relatar que cada hora gasta assistindo TV está ligada a um aumento de 18% no risco de morte por doença cardiovascular.

Mas é sempre assim? O sedentarismo é sempre pior do que se exercitar?

Você está destinado a se mover. Os seres humanos evoluíram como uma entidade caminhando, explorando o mundo em nossos pés. A coisa mais estranha no mundo é que as pessoas passam o dia todo amassados em uma cadeira. É uma forma de aprisionamento físico. Tornar-se mais ativo fisicamente vai te ajudar a combater doenças e problemas de saúde, te dando uma qualidade de vida muito melhor. Qualquer outra coisa que você esteja dizendo a si mesmo ou tentando descobrir como causa da sua preguiça é uma mera desculpa para não descolar da cadeira.

Desculpas para o sedentarismo

Quando você tem algum tipo de problema de saúde, atividade física deve ser moderada e orientada por profissionais, mas isso não te dá licença para ser sedentário. (Foto: www.manager.ro)

Hormônios e a sensação de prazer no sedentarismo

Por outro lado, o sedentarismo proporciona um prazer inigualável para muitos, já que o ato de estar em casa, sem fazer nada e não estando saudável está associado à liberação de muitos hormônios no seu organismo relacionados com a sensação de prazer. Isso faz com que seja cada dia mais difícil dar o primeiro passo rumo a uma vida saudável. Mas não é só você quem vai dificultar o processo não.

Médicos vão receitar repouso, dietas. Vão diagnosticas problemas de saúde causados pelo sedentarismo, recomendar remédios, exercícios. Vão exercer o papel deles de curar os sintomas, mas raramente atacam as causas dos sintomas. Um bom médico vai trabalhar seu comportamento, entendendo os motivos que te levaram a ficar sedentário.

Problemas não diagnosticados pelos médicos

Muitas vezes, os médicos não tentam compreender a vida do paciente. Não há um diálogo, onde o médico te escuta para saber sua história antes de dar um diagnóstico e um tratamento. Se você acompanha algum reality show de perda de peso, verá que uma das primeiras coisas que os participantes fazem é explicar os comportamentos e motivos que os levaram a chegar onde estão. Quando você já viu seu médico te pedir isso?

Existem milhões de pessoas no mundo que por terem depressão, tem dificuldades para levantar da cadeira. Muitos sequer tem forças para se levantarem de suas camas pela manhã. Esse é um sedentarismo que não é opcional, mas que pode ser tratado com atividades físicas que inclusive ajudam, de forma cientificamente comprovada, a até curarem a depressão.

Sedentarismo é diferente de repouso ou impossibilidade (temporária) de se exercitar

Vou me usar como exemplo. Acabei de comprar um apartamento e as finanças estão apertadas. Tenho duas protrusões discais em minha coluna, que geram dores que se estendem para minhas pernas. Tenho uma dieta relativamente saudável, mas fujo muito dela em festas que vou. Não tenho agora, dinheiro para entrar em uma natação para ter um exercício aeróbico, e não posso caminhar nem correr. Faço Pilates, mas apenas serve como tratamento e prevenção das dores, não para sair do sedentarismo.

Eu não tenho muitas opções. Mas percebam que estou sedentário, não sou sedentário. Estou no Pilates, procurando médicos para me ajudar com meu problema na coluna para que em algum momento, eu possa chegar a um nível de atividade satisfatório e volte a ficar em forma. É um passo após do outro e apesar de estar muito frustrado, é necessário que eu tente me motivar com as mínimas vitórias que conquistar.

Considerações Finais

A única opção onde o sedentarismo é aceitável é quando você está se recuperando ou se preparando para começar as atividades físicas. Comece a se levantar mais da cadeira. Tente fazer mais tarefas a pé. Ande menos de carro. Suba as escadas do prédio a invés do elevador. O sedentarismo não vai se tornar saudável de uma hora pra outra. Você deve combatê-lo e transformá-lo em uma vontade de mais saúde.

Quais são os passos que você está tomando para sair do sedentarismo? Compartilhe nos comentários!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.