Você não está sozinho, se você tem asma. Há milhões de pessoas ao redor do mundo que sofrem desta doença pulmonar. Em algumas pessoas, pode não haver uma cura para ela, mas a boa notícia é que, trabalhando com o seu médico, eles podem eliminar ou controlar muitos dos sintomas. Isso significa que eles podem levar uma vida normal sem muitas coisas prejudicando sua respiração normal.

Quais são os sintomas da asma?

Os principais sintomas da asma são falta de ar, chiado no peito, tosse seca e sensação de aperto no peito. Durante um ataque grave, a respiração torna-se difícil, causando sudorese, batimentos rápidos do coração e ansiedade. Um ataque severo pode levar à insuficiência respiratória.

Quais os tipos de asma?

Existem dois tipos principais de asma. Um tipo comum é quando uma pessoa é alérgica a pólen, poeira doméstica, poluição do ar, pele morta, pêlos ou penas de animais. Uma pessoa pode também ter um ataque asmático desencadeado por uma infecção respiratória tais como tosse, constipação, ou bronquite. Esta doença muitas vezes começa na infância e tende a acabar ou tornar-se menos severa no início da idade adulta.

O segundo tipo de asma não é causada por uma alergia ou uma infecção respiratória, mas por algum fator emocional, tais como o stress, ansiedade e transtornos psicológicos, como a agorafobia. Este tipo tende a se desenvolver mais tarde na vida.

A asma pode mataR?

Quando algo desencadeia um ataque de asma, o revestimento do tubo bronquial fica inflamado e inchado. Isso faz com que o muco seja produzido, deixando menos espaço para o ar passar. Quando o ar é completamente bloqueado, a morte ocorre. portanto, é necessário tomar muito cuidado com ela para não levar a efeitos graves.

Adultos e efeitos da asma

A asma raramente afeta adultos e quando afeta, sua gravidade é muito menor e mais fácil de se lidar. (Foto: healthmeup.com)

Tratamentos e cura para a asma

Embora não haja nenhuma cura para a asma, os ataques podem ser evitados em grande medida. Para aqueles que sofrem devido a alergias, os testes podem ser feitos com um médico alergista, a fim de descobrir ao que o indivíduo é alérgico. Por exemplo, se uma pessoa descobre que o pólen é a causa, então essa pessoa deve evitar jardins e parques, ou onde há árvores e plantas. Em outras palavras, uma vez que a causa é descoberta, a pessoa deve evitar o alérgeno.

Depois que uma pessoa tomou testes para descobrir o que está causando os ataques de asma, injeções de alérgenos podem ser realizadas, mas parecem ter taxa de sucesso limitado. Medicamentos preventivos, como o cromoglicato de sódio e corticosteroide inalado tomados várias vezes ao dia é mais eficaz. Isto tem de ser feito várias vezes por dia através de um inalador.

Se uma pessoa tem um ataque severo de asma onde a respiração é extremamente difícil, essa pessoa terá que ir para o hospital onde o oxigênio é administrado. Também certas drogas podem ser administradas por via intravenosa.

A boa notícia é que mais da metade das crianças afetadas são curadas completamente até a idade de 21 anos. Naqueles que são mais velhos, os ataques tornam-se menos grave, e com o tratamento medicamentoso moderno, eles podem levar uma vida normal.

Vale lembrar: qualquer sintoma de asma, nada de automedicamento! Procure imediatamente um médico para o diagnóstico correto de seus problemas e assim, optar pelo melhor tratamento possível para seu caso.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.