A síndrome do túnel do carpo é a compressão do nervo mediano quando ele passa para a mão. O nervo mediano está localizado no lado da palma da mão, também chamado de túnel do carpo. Ele proporciona a capacidade de sentir ao seu polegar, dedo indicador, dedo do meio e parte do dedo anelar, além de fornecer o impulso ao músculo que vai ao polegar. A síndrome do túnel do carpo pode ocorrer em uma ou ambas as mãos. O inchaço dentro do pulso causa a compressão na síndrome do túnel do carpo. Isso pode levar a entorpecimento, fraqueza e formigamento no lado da mão perto do polegar.

Síndrome do túnel do carpo: causas

A dor no seu túnel do carpo é devido ao excesso de pressão em seu pulso e no nervo mediano. A inflamação pode causar inchaço, e a causa mais comum desta inflamação é uma condição médica subjacente que causa inchaço no pulso e às vezes obstruiu o fluxo sanguíneo. Algumas das condições mais frequentes ligadas à síndrome do túnel do carpo são:

  • Diabetes
  • Disfunção tireoidiana
  • Retenção de líquidos da gravidez ou menopausa
  • Pressão alta
  • Distúrbios autoimunes, tais como artrite reumatoide
  • Fraturas ou trauma no pulso

A síndrome do túnel do carpo pode ser piorada se o pulso for repetidamente estendido. O movimento repetido do pulso contribui para inchaço e compressão do nervo mediano. Isso pode ser o resultado de:

  • Posicionamento ruim dos pulsos enquanto usa seu teclado ou mouse
  • Exposição prolongada a vibrações usando ferramentas manuais ou ferramentas elétricas
  • Qualquer movimento repetido que excede demais o pulso, como tocar piano ou digitar
Como tratar síndrome do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo pode prejudicar muito o dia a dia de um indivíduo, mas a boa notícia é que tem tratamento para os melhores resultados. (Foto: Everyday Health)

Quem está em risco da síndrome do túnel do carpo?

As mulheres são três vezes mais propensas a ter síndrome do túnel do carpo do que os homens. A síndrome do túnel do carpo é mais frequentemente diagnosticada entre as idades de 30 e 60. Certas condições aumentam seu risco de desenvolvimento, incluindo diabetes, hipertensão arterial e artrite.

Os fatores de estilo de vida que podem aumentar o risco de síndrome do túnel do carpo incluem tabagismo, alta ingestão de sal, estilo de vida sedentário e um alto índice de massa corporal (IMC).

Os trabalhos que envolvem o movimento repetitivo do pulso incluem fabricação manual, trabalhos de linha de montagem, ocupações que usam teclados e mouses, trabalho de construção, entre outras. As pessoas empregadas nessas ocupações podem estar em maior risco de desenvolver a síndrome do túnel do carpo.

Síndrome do túnel do carpo: sintomas

Os sintomas geralmente são encontrados ao longo do caminho nervoso devido à compressão do nervo mediano. Sua mão pode “adormecer” com frequência e soltar objetos. Outros sintomas incluem:

  • Entorpecimento, formigamento e dor no seu polegar e os três primeiros dedos da mão
  • Dor e queimação que vai até o braço
  • Dor no pulso à noite que chega a interferir com o sono
  • Fraqueza nos músculos da mão

Como é diagnosticada a síndrome do túnel do carpo?

Os médicos podem diagnosticar a síndrome do túnel do carpo usando uma combinação de seu histórico médico um exame físico e testes denominados estudos de condução nervosa.

Um exame físico inclui uma avaliação detalhada de sua mão, pulso, ombro e pescoço para verificar se há outras causas de pressão nervosa. Seu médico examinará seus pulsos para detectar sinais de ternura, inchaço e quaisquer deformidades. Eles verificarão a sensação dos dedos e a força dos músculos na mão.

Estudos de condução nervosa são testes de diagnóstico que podem medir a velocidade de condução de seus impulsos nervosos. Se o impulso nervoso for mais lento do que o normal à medida que o nervo passa para a mão, você pode ter síndrome do túnel do carpo.

Síndrome do túnel do carpo: tratamento

O tratamento da síndrome do túnel do carpo depende da gravidade da sua dor e sintomas, e se houver fraqueza. Seu médico vai sugerir o curso de tratamento apropriado para sua situação, mas a recomendação é tentar administrar a dor do túnel do carpo sem cirurgia, se possível. As opções não cirúrgicas incluem:

  • Evitar posições que sobrecarregam seu pulso
  • Ataduras de punho que mantêm sua mão em posição neutra, especialmente à noite
  • Medicação para dor leve e medicamentos para reduzir a inflamação
  • Tratamento de quaisquer condições subjacentes que você possa ter, como diabetes ou artrite
  • Injeções de esteroides em sua área do túnel do carpo para reduzir a inflamação
  • Fisioterapia

A cirurgia pode ser necessária se houver danos graves ao seu nervo mediano. A cirurgia para a síndrome do túnel do carpo envolve cortar a faixa de tecido no pulso que cruza o nervo mediano de modo a diminuir a pressão sobre o seu nervo. Fatores que determinam o sucesso ou a falha são a idade do paciente, a duração dos sintomas, diagnóstico para diabetes e, se houver fraqueza (o que geralmente é um sinal tardio). O resultado geralmente é positivo.

Como posso prevenir a síndrome do túnel do carpo?

Você pode prevenir a síndrome do túnel do carpo, fazendo mudanças no estilo de vida que reduzem seus fatores de risco para desenvolvê-lo.

O tratamento de condições como diabetes, hipertensão arterial e artrite reduz o risco de desenvolver a síndrome do túnel do carpo.

Prestar muita atenção à postura da mão e evitar atividades que sobrecarregam seu pulso também são estratégias importantes para reduzir os sintomas. Os exercícios de fisioterapia também podem ser úteis.

Qual é a perspectiva a longo prazo?

Tratar a síndrome do túnel do carpo pela fisioterapia e mudanças de estilo de vida pode levar a uma melhoria significativa a longo prazo, além de eliminar os sintomas. Embora seja improvável, a síndrome do túnel do carpo não tratada pode levar ao dano permanente do nervo, deficiência e perda da função da mão.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas. Estamos aqui para ajudar!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.