No artigo de hoje vamos falar de um problema bem comum entre os corredores, estamos falando da tendinite do calcâneo, mas o que é Tendinite do calcâneo?

Muito conhecida como tendinite de Aquiles, a tendinite do calcâneo ocorre quando acontece uma inflamação ou degeneração do tendão de Aquiles, geralmente com bastante inchaço e dor.

Se você não sabe qual é o tendão que estamos falando, o tendão de Aquiles fica na parte posterior da perna e tem a função de conectar os músculos da panturrilha aos ossos do calcanhar.

Quais as causas da inflamação no tendão de Aquiles?

Os músculos da panturrilha são o gastrocnêmio e o sóleo, ambos são conectados aos ossos do calcanhar pelo tendão de Aquiles. Estes músculos são fundamentais para diversas ações como, por exemplo, caminhar, correr e pular.

Se você observar bem, estas ações são cotidianas e por isso a inflamação devido ao desgaste do tendão é algo bem comum. Alguns casos estão relacionados à artrite, em outros casos é decorrente de lesões e/ou infecções.

Este problema acontece principalmente com as pessoas que caminham ou correm por muito tempo, além das pessoas que saltam muitas vezes durante o dia. É importante frisar que esta lesão é mais comum em pessoas que praticam esportes com estas características.

Modalidades como o atletismo, o basquete e o vôlei exigem muito esforço e geram muito estresse sobre o tendão de Aquiles. O aumento da intensidade dos exercícios e a falta de alongamento ideal também podem causar à inflamação do tendão de Aquiles.

Como tratar a inflamação no tendão de Aquiles?

O que é inflamação no tendão de Aquiles?

Quais os sintomas da inflamação no tendão de Aquiles?

Dores intensas no calcanhar e no tendão ao praticar atividades simples como andar ou correr e área lesionada tende a ficar sensível e rígida. Essas características ficam bem evidentes no período da manhã.

Além da sensibilidade e dor intensa, a pele sobre o local lesionado tende a ficar inchada e quente. Em alguns casos as pessoas apresentam vermelhidão na região lesionada.

Possíveis complicações

Se a pessoa não tratar de forma correta ou pior ainda não buscar nenhum tipo de tratamento, a inflamação no tendão de Aquiles pode aumentar tanto que existe a probabilidade de ocorrer um rompimento do tendão.

Quais os diagnósticos da inflamação no tendão de Aquiles?

Caso você note os sintomas apresentados, é necessário procurar um médico para realizar uma avaliação e se confirmado o problema, iniciar um tratamento para a tendinite do calcâneo.

É importante buscar os médicos corretos para avaliar este problema, os especialistas que podem diagnosticar a inflamação no tendão de Aquiles são:

  • Clínico geral
  • Ortopedia
  • Reumatologia

Para facilitar o processo avaliativo, você pode ajudar no diagnóstico, para isso basta que você tenha em mãos algumas informações importantes como, por exemplo, uma lista com os sintomas e quando eles apareceram.

Para realizar um diagnóstico completo o médico certamente irá examinará a sensibilidade, a intensidade das dores e caso não fique totalmente confirmado, o especialista pode pedir alguns exames de imagens.

Quais os tratamentos para inflamação no tendão de Aquiles?

A maioria dos tratamentos não conta com procedimentos cirúrgicos, mas o problema pode demorar de dois a três meses para desaparecer completamente. O primeiro passo é tentar o tratamento com anti-inflamatórios e aplicação de gelo 3 vezes ao dia.

O segundo passo é utilizar uma terapia extracorpórea que usa ondas de choque. Ela é utilizada quando as pessoas não responderam bem a outros tratamentos. Por fim, se nenhum dos tratamentos alternativos for suficiente para sanar o problema, a cirurgia é o tratamento final.

O repouso também é fundamental no processo de recuperação. Portanto, é importante que você altere sua rotina principalmente quanto às atividades físicas, ou seja, evite qualquer atividade que cause dor.

Qual a prevenção para inflamação no tendão de Aquiles?

A prevenção acontece praticando atividade física de maneira saudável e orientada. Realizar exercícios que trabalhem a força e a flexibilidade dos músculos e articulação da região da panturrilha é algo indispensável.

Evitar excessos e estar sempre atento aos sinais que o corpo dá é o primeiro passo para evitar complicações. Nesta parte da prevenção, ficou clara a importância de buscar orientação capacitada para praticar atividades físicas.

Estamos chegando ao final deste artigo e queremos convidá-los para continuar em nosso site e conferir diversas dicas sobre saúde e atividade física, convidem seus amigos e compartilhem essas preciosas informações! Até breve e obrigado!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.