No artigo de hoje vamos falar de outro assunto bem polêmico no que se refere ao dito popular, correr gripado faz bem ou faz mal? Correr ajuda a tratar o resfriado? Enfim, correr quando estamos resfriado ajuda ou piora?

Para muitas pessoas, correr quando está tossindo, com febre e/ou nariz escorrendo é praticamente uma tortura. Corredores profissionais já participaram de estudos onde responderam perguntas como a do nosso assunto de hoje.

Vários destes atletas afirmaram que correr resfriado não é muito bom, uma vez que a pessoa cansa mais rapidamente e o seu desempenho é consideravelmente menor. Especialistas explicam que isso é natural, uma vez que seu organismo está no pico das necessidades biológicas.

Tudo é questão de intensidade

Em uma pesquisa da Ball State University, de Indiana, EUA, especialistas descobriram que diversos sintomas comuns ao resfriado podem ajudar o sistema imunológico, ou seja, podendo estimulá-lo a ativar as defesas do corpo contra doenças.

Thomas Weidner, diretor do Laboratório em Pesquisa e Educação sobre Treinamentos Atléticos dessa instituição também encontrou resultados similares e afirma que os exercícios físicos estimulam o sistema imunológico.

Exercícios moderados são facilmente recomendados para as pessoas que estão gripadas ou resfriadas, justamente pela possibilidade deste exercício ajudar na prevenção de prevenção de novos resfriados.

Quais os riscos de correr gripado?

Posso correr gripado ou resfriado?

Um estudo bem específico foi realizado com 50 indivíduos que foram propositalmente infectados com o rinovírus, para quem não sabem este é o principal vírus associado ao resfriado.

O segundo passo deste estudo foi dividir os voluntários em dois grupos de 25 indivíduos. Sendo que um grupo correu, subiu escadas e pedalou por 40 minutos ininterruptos à cerca de 70% de sua FC Máx, caracterizando uma intensidade moderada. O outro grupo foi orientado a permanecer sedentários, restringindo os seus exercícios a apenas caminhadas até o trabalho e/ou local de estudos.

Qual o resultado de quem corre gripado?

Os resultados apontaram que o grupo que praticou atividades físicas se sentiu melhor após os exercícios. É correto afirmar que o incomodo natural pela gripe foi mantido, mas no estudo foi descoberto que os sintomas não são piorados ao praticar atividade física, ou seja, estamos desbancando um dos maiores mitos relacionados ao assunto.

Quais os cuidados ao correr gripado?

Médicos e especialistas esportivos alertam que é necessário ter conhecimento real do problema, ou seja, a decisão de se exercitar deve se basear nos sintomas verdadeiros do problema.

Como foi dito, os exercícios leves e moderados são liberados e não trazem efeitos negativos, mas a pessoa jamais deve praticar atividade física quando houver sintomas de incômodos nos pulmões e no resto do corpo, podendo caracterizar princípio de pneumonia, um problema grave que requer tratamento especifico e repouso absoluto.

Correr na chuva causa resfriado?

Ao ser perguntado sobre o assunto, os especialistas afirmam que correr na chuva não é sinônimo de resfriados. O que acontece é que existe uma enorme chance de contrair resfriado devido à baixa temperatura do ar que está chegando aos pulmões, essa situação faz com que haja redução das defesas imunológicas locais do aparelho respiratório.

Um fato interessante apresentado nestes estudos foi que mesmo nestas condições de baixa imunidade, se o indivíduo que correu na chuva não teve nenhum contato com outro sujeito que esteja infectado, ele não ficará resfriado. Mas para correr na chuva deve haver sempre um cuidado especial quanto a vestimenta.

Considerações finais

Em condições impróprias, o exercício pode sim predispor a uma infecção respiratória, mas para isso, é necessária uma combinação de exercícios fora da intensidade correta, má alimentação e repouso insuficiente. Fatores climáticos adversos também podem favorecer a infecção.

A dica final é que você repouse sempre que sentir algum desconforto respiratório e faça o tratamento recomendado pelo seu médico. Se os sintomas persistirem, o mais indicado é realizar uma nova consulta para reavaliar o caso.

Agradecemos a todos pela atenção e queremos convidá-los para continuar em nosso site e conferir outras dicas de saúde, atividade física, alimentação correta e prevenção de diversas doenças e lesões. Sejam sempre bem vindos!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.