Banana ajuda mesmo na corrida? Esta afirmação é verdade ou mito? As respostas destas perguntas te farão olhar para esta fruta com novos olhares.

A banana contém três tipos de açúcares naturais, são eles: sacarose, frutose e glucose. Estes açúcares combinados com fibras fazem com que a banana lhe ofereça uma excelente fonte energética imediata.

Diversos estudos realizados indicam que a ingestão de apenas 2 bananas já é o suficiente para te fornecer energia para 90 minutos de atividades pesadas. Não é a toa que você vê diversos atletas de diversas modalidades ingerindo banana antes e durante as práticas esportivas.

Além da fonte energética, a banana ajuda no combate a depressão. Estudos recentes mostram que grande parte das pessoas que sofrem com depressões tiveram melhorias com alterações na alimentação e ingestão regular de banana em sua dieta.

Mas porque a banana combate a depressão? Ela tem uma proteína que o corpo converte em uma substancia chamada serotonina, substância esta que é relaxante e promove a sensação de bem estar.

Banana ajuda na corrida?

Sem sombra de dúvidas, a banana que é a mais tropical das frutas também é uma importante aliada dos corredores. Fonte riquíssima de carboidratos, a banana possui uma boa dose de potássio e vitamina B6, ambos são importantes para evitar as câimbras.

Quando a banana é ingerida no pré-treino, a mesma consegue auxiliar no estoque de açúcar no sangue. Quando é ingerida no pós, ela ajuda na recuperação do potássio e açúcares que foram perdidos durante o treino.

Ingerir banana ajuda a correr melhor?

Comer banana ajuda na corrida?

Você acha que acabou? Na sequencia de nosso artigo vamos apresentar mais alguns motivos para te deixar ainda mais motivado a ingerir banana periodicamente.

A banana é indicada como excelente opção para substituir o gel de carboidrato que geralmente é ingerido em treinos mais longos, ou seja, aqueles que ultrapassam 1 hora de duração.

Uma única banana corresponde à quantidade energética de carboidrato contida em um sachê de gel. É importante observar se o tipo de treino exige ou não a ingestão da fruta durante o mesmo.

Por possuir os três tipos de açúcares naturais como já foi dito, a banana tem ação direta na reserva energética de todo o corpo, auxiliando na regularização da mesma. Com este controle, o cansaço físico advindo daqueles períodos separados da atividade é consideravelmente reduzido.

Que a banana é um alimento rico em potássio todos já sabem, mas você sabe qual a importância do potássio para nosso organismo? Ele é fundamental para o funcionamento eficaz dos músculos nas ações de contrações e relaxamentos que envolvem todos os movimentos do nosso corpo.

A ausência de potássio é comumente ligada ao surgimento das câimbras, este pode ser sim um dos fatores causadores da mesma, mas a ausência de potássio não é o único motivo e nem o fator predominante para isso.

Fatores como o excesso de esforço muscular e a falta de sódio, por exemplo, também são causadores comuns. Sendo assim, além de ingerir a banana, o corredor precisa estar sempre bem hidratado e fazer uso de isotônicos em percursos mais longos.

A banana também ajuda na muscular graças à vitamina B6, que quebra o glicogênio utilizando o mesmo como fonte energética no lugar das proteínas do músculo. A banana também contém magnésio que ajuda no transporte de energia para os músculos e na síntese proteica.

Por fim, a banana também auxilia no fluxo intestinal e favorecem o emagrecimento. É importante frisar que a banana apenas não promove nenhum milagre, para obter os benefícios citados você deve unir uma boa alimentação às atividades físicas regulares.

A fonte dos milagres para o emagrecimento ainda não existe, mas a receita para uma saúde melhor e boa qualidade de vida é sem dúvidas comer melhor e manter-se ativo. Continue em nosso site, existem muitas dicas de corrida, alimentação e saúde esperando a visita de vocês!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.