Os mosquitos têm métodos complexos de detecção de hospedeiros e diferentes tipos de mosquitos reagem a diferentes estímulos. A maioria dos mosquitos são ativos no alvorecer e no crepúsculo, mas também há mosquitos que procuram anfitriões durante o dia. Você pode evitar ser mordido por ter certeza que você não está atraindo mosquitos, utilizando atrativos para atrair mosquitos em outro lugar, usando um repelente e/ou evitando ações que diminuam a eficácia do repelente.

Atrativos para o mosquito

Use esta lista de itens e atividades que atraem os mosquitos como uma lista de coisas para evitar ou que podem ser usadso como isca para atrair mosquitos para longe de você.

  • Roupas escuras – muitos mosquitos usam a visão para localizar vítimas de uma distância. Roupas escuras e folhagens são atrativos iniciais;
  • Dióxido de Carbono – você emite mais dióxido de carbono quando estiver quente ou quando se exercitou. Uma vela acesa ou outro fogo é outra fonte de dióxido de carbono;
  • Ácido lático – você libera mais ácido lático quando você foi fazer exercícios ou depois de comer certos alimentos (por exemplo, alimentos salgados ou com alto teor de potássio);
  • Fragrâncias florais ou frutadas – além de perfumes, produtos de cabelo, protetores solares perfumados, cuide para ver o sutil perfume de amaciantes;
  • Temperatura cutânea – a temperatura exata depende do tipo de mosquito. Muitos mosquitos são atraídos para as temperaturas ligeiramente mais frias das extremidades;
  • Umidade – os mosquitos são atraídos pela transpiração por causa dos produtos químicos que contém e também porque aumenta a umidade em torno de seu corpo. Mesmo pequenas quantidades de água (por exemplo, as plantas úmidas ou poças de lama) atraem mosquitos. Água parada também permite que os mosquitos se reproduzam.
Repelente natural

Cuidado com os repelentes naturais: um repelente natural não é necessariamente algo que seja bom para sua saúde. Se você tem alergias e sensibilidade à algumas substâncias, tome cuidado nas escolhas. (Foto: http://www.kitchenstewardship.com)

Repelentes naturais

É muito fácil de fazer seu próprio repelente natural de mosquitos. Estes produtos naturais efetivamente repelem mosquitos, mas eles exigem reaplicação mais frequente (pelo menos a cada 2 horas) e concentrações mais elevadas do que as versões de químicos artificiais. Devido às diferenças entre os tipos de mosquitos, produtos com mais de um ingrediente tendem a ser mais efetivos. Como você pode ver, repelentes naturais tendem a ser óleos voláteis de plantas.

  • Óleo de citronela;
  • Óleo de eucalipto;
  • Óleo de canela;
  • Óleo de rícino;
  • Óleo de capim-limão;
  • Óleo de cedro;
  • Óleo de hortelã-pimenta;
  • Óleo de cravo;
  • Óleo de gerânio;
  • Possivelmente: Óleos de Verbena, Lavanda, Pinho, manjericão, tomilho, pimenta da Jamaica, soja e alho;
  • Outra substância de origem vegetal, o piretro, é um insecticida. Piretro vem das flores da margarida Chrysanthemum cinerariifolium.

Coisas que diminuem a eficácia dos repelentes

  • A maioria dos protetores solares;
  • Diluição na chuva, pelo suor ou piscina;
  • Absorção na pele;
  • Evaporação pelo vento ou altas temperaturas.

Tenha em mente que “natural” não implica automaticamente “seguro”. Muitas pessoas são sensíveis aos óleos vegetais. Alguns repelentes naturais são realmente tóxicos. Portanto, apesar de repelentes naturais serem uma alternativa aos produtos químicos sintéticos, por favor, lembre-se de seguir as instruções do fabricante ao usar esses produtos.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Um comentário para “Repelente natural”

  1. Kátia Linhares

    Atenção com os repelentes caseiros feitos com cravo da índia, casca de laranja, citronela, entre outras coisas. De acordo com a medicina, eles são ineficazes para espantar os insetos.
    Na verdade, esse tipo de repelente vai nos deixar vulneráveis às picadas de insetos transmissores de doenças como dengue, malária, febre amarela, leishmaniose, entre outras.
    Eu tenho usado repelente com Icaridina. Segundo pesquisas, o produto é um promissor princípio ativo, indicado pela Organização Mundial da Saúde.
    Na pele, a proteção dura cerca de 10 horas. Se acaso você se molhar em rios, cachoeiras, mar, ou se estiver calor e suar muito, o melhor é aplicar o repelente antes.
    O mais legal é que repelente com Icaridina pode ser usado com protetor solar. Mas, é bom aplicar o repelente 30 minutos após passar o protetor.