Atualmente no Brasil, o número de pessoas diagnosticadas com diabetes ultrapassa os 13 milhões, representando 6,9% da população. Infelizmente este número vem aumentando drasticamente.

A diabetes é uma doença crônica causada pela incapacidade do corpo produzir insulina ou não conseguir empregar corretamente esta insulina produzida. A insulina é um hormônio responsável por controlar a quantidade de glicose no sangue.

Quando a pessoa tem diabetes, no entanto, o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto –  a famosa hiperglicemia. Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

Os assuntos saúde e doenças são sempre muito discutidos e justamente por esta grande discussão, diversas informações falsas são compartilhadas colocando a saúde de diversas pessoas ainda mais em perigo. Quais são os maiores mitos sobre a diabetes?

Ingerir muito açúcar causa diabetes

Este é um dos maiores mitos envolvendo esta doença. O açúcar não é o causador da diabetes, mas as pessoas que consomem alimentos com muito açúcar tendem a sofrer com a obesidade e agravar os quadros de diabetes em pessoas predispostas.

Diabéticos podem comer doces em pequena quantidade

Os doces e chocolates são alimentos que precisam ser evitados pelas pessoas diagnosticadas com diabetes. A metabolização destes alimentos é altamente depende de insulina, ou seja, as pessoas que tem deficiências relacionadas a este hormônio podem ter complicações de saúde.

O que é diabetes?

Os maiores mitos sobre a diabetes

Diabéticos só podem consumir alimentos diet

O mais aconselhado para os pacientes diabéticos é contar com uma dieta equilibrada. Os alimentos dietéticos são indicados para substituir os alimentos com maior teor de açúcar, mas necessariamente não são exclusivos.

Diabéticos podem comer frutas a vontade

Este mito também pode fazer muita gente ter problemas graves de saúde. As frutas são alimentos muito saudáveis, mas a frutose que é um tipo de açúcar transformado em glicose pelo organismo pode fazer mal para os diabéticos. Portanto, a ingestão de frutas deve ser controlada.

Diabéticos devem evitar pães e massas

O organismo transforma os pães e massas em glicose, mas isso não quer dizer que os mesmos devem ser excluídos da dieta alimentar. A ingestão destes alimentos não faz mal para as pessoas com diabetes quando é feita de maneira controlada.

O diabetes não tem ligação com o estresse

Os especialistas relatam que o estresse causa a liberação de diversos hormônios, entre eles o cortisol. Este hormônio é responsável por aumentar a glicose no sangue. Sendo assim, o estresse atrapalha consideravelmente no controle desta doença.

Cortar os carboidratos anula a necessidade da insulina

Quando a pessoa corta os carboidratos, ela está diminuindo a necessidade de insulina, mas isso não quer dizer que ela é completamente anulada. O carboidrato está presente em outros alimentos, mas em quantidades reduzidas.

Filhos de diabéticos terão diabetes

Os especialistas afirmam que não existe certeza nisso. Mesmo no caso dos pacientes com diabetes tipo 2 que tem herança genética, diversos fatores podem influenciar positivamente ou negativamente para causar o desenvolvimento ou não desta doença.

Diabetes tem cura

Os pacientes diagnosticados com diabetes tipo 1 não tem cura. No caso do tipo 2 o quadro pode ser revertido se o paciente buscar uma mudança considerável no seu estilo de vida. Uma reeducação alimentar e atividade física regularmente são fundamentais para esta mudança.

A insulina causa dependência química

Outra afirmação incorreta. A insulina não causa dependência, ou seja, o paciente não irá sofrer com crises de abstinência quando o uso de insulina for suspenso. O que acontece é que a pessoa não produz o hormônio em quantidade suficiente, naturalmente você irá sentir uma pequena diferença quando houver a suspensão.

A injeção de insulina é parte crucial do tratamento para as pessoas com diabetes tipo 1. No caso dos portadores de diabetes tipo 2, a utilização da insulina pode ser transitória ou definitiva.

Para finalizar, o mais importante para o paciente diabético é melhorar a sua qualidade de vida, para isso é necessário buscar uma reeducação alimentar controlada e diretamente objetivada para controlar a diabetes. A atividade física também é fundamental para o controle e combate desta complicada doença.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.